Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Paraná está com 600 escolas ocupadas contra reforma do ensino médio

Verbo To Want

Estudantes

Daniel Isaia e Paulo Victor Chagas – Repórteres da Agência Brasil

A ocupação de escolas por estudantes que protestam contra a medida provisória que reforma o ensino médio atinge 600 escolas no Paraná, segundo a União Paranaense de Estudantes Secundaristas (UPES). Nove universidades e dois Núcleos de Educação também estão ocupados.

O movimento Ocupa Paraná anunciou que pretende ocupar mais escolas para pressionar o governador do estado, Beto Richa, a realizar uma conferência em que os estudantes poderão apresentar uma contraproposta à MP do Ensino Médio “Ocuparemos mais escolas até que a resposta do conjunto de estudantes seja dada e a proposta seja aceita pelo governador.”

Além da mobilização dos estudantes, os professores do estado decidiram entrar em greve. Os docentes criticam a reforma no ensino médio e a proposta de emenda à Constituição 241/2016, que restringe os gastos da União, além de pedirem melhores condições de trabalho.

Segundo a secretária de Educação do Paraná, Ana Seres Comin, 650 escolas estão ocupadas neste momento e a adesão à greve atinge totalmente 5% das instituições e, parcialmente, 20%. Com isso, 50% das 2.153 escolas do estado estão funcionando normalmente, apesar das ocupações.

Ocupações “sem motivo”

O governador do estado, Beto Richa, participou hoje (18) de reunião em Brasília com o ministro da Educação, Mendonça Filho, para discutir o movimento de estudantes. Richa alega que as ocupações estão ocorrendo “sem motivo” e se devem unicamente à medida provisória do ensino médio, que é uma proposta federal.

“A expectativa é que se desocupe as escolas. Porque não tem sentido isso. Logo que houve as primeiras ocupações, eu já me manifestei publicamente tranquilizando a todos que iríamos fazer audiências, e ao mesmo tempo não iríamos diminuir as disciplinas que são ofertadas hoje. Então não há motivo para isso”, disse Richa à Agência Brasil, após se reunir com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, no Palácio do Planalto.

Sobre a greve dos professores, Richa disse que o movimento é diferente da mobilização dos estudantes e que o Paraná é o “único estado duramente atingido” com as ocupações.

De acordo com o governador, as conversas sobre a reforma do ensino médio no Paraná têm ocorrido em um processo democrático, que contou com a participação de 15 mil pessoas, entre estudantes, professores e pais. “Foram acolhidas essas propostas [em audiências regionais] e encaminhamos às mãos do ministro [Mendonça Filho] que, na frente da sua equipe técnica, designou-os para analisar as propostas e quem sabe contribuir para o aperfeiçoamento desta medida”, disse.

Edição: Luana Lourenço

outubro 19, 2016 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

A importância dos cursos de Idiomas

métodos de ensino

Cursos de Idiomas

Fazer cursos de idiomas é muito importante nos dias de hoje, Cursos Idiomas São Paulo é mais importante ainda.

É na região de São Paulo onde a força de país emergente é mais forte. Grandes empresas exigem uma boa formação e educação continuada, sendo os cursos de idiomas e informática parte da formação básica de um profissional qualificado.

Naturalmente, estudar é muito importante, saber o que estudar é melhor ainda. Seria perfeito se soubéssemos como estudar, mas nossos sistemas de aprendizagem ainda estão no limiar do conhecimento.

Eu não tenho a menor dúvida que teremos de buscar novas formas de viver e aprender, em um futuro muito próximo. Utilizaremos novas formas de pensar, falar, alimentar, etc.

A maioria das pessoas que falam várias línguas, são unânimes em afirmar que devemos seguir um método de aprendizagem, algumas pessoas terão mais facilidade para aprender, outras nem tanto. O grande desafio sempre será criar métodos de ensino adequados aos autodidatas e pessoas excepcionais.

No caso do ensino à distância e pessoas com mais (ou menos) idade, isso também deve ser pensado.

A grande maioria aprende naturalmente, com os métodos desenvolvidos a partir de técnicas tradicionais, como é o caso do inglês técnico, instrumental, etc.

Ocorreram muitas mudanças, é claro, mas a base continuará sendo a mesma. As vantagens dos novos métodos são a velocidade, facilidade e comodidade.

Conhecimentos mais acessíveis e rápidos são muito procurados, mas ainda não se encaixam à outros perfis, como o autodidata.

Normalmente as pessoas deveriam começar com espanhol, uma língua muito próxima ao português, em seguida mudar para outros níveis de dificuldade, sendo as línguas latinas as primeiras a serem aprendidas.

Devido à oferta e procura, os cursos de inglês ganharam preferência, assim, o aprendizado deixou de seguir o curso tradicional. Uma pessoa aprende inglês sem necessariamente ter aprendido nenhuma língua latina.

Um famoso empresário, criador de uma das maiores franquias de ensino de inglês do Brasil, utilizou-se de uma estratégia bastante ousada para começar seu negócio. Ele prometia ensinar dezenas de frases logo na primeira aula, e dizia mais, se não aprendessem teriam seu dinheiro de volta.

Eu que não conheço nenhum método particular de ensino, fiquei pensando como alguém poderia ensinar cem ou duzentas frases em apenas um dia.

Pela TV, vi uma professora falar na importância da estrutura dos textos, foi aí que eu me lembrei do velho e bom inglês técnico. Através das velhas aulinhas de inglês, ficou mais fácil imaginar como alguém poderia ensinar cem ou duzentas frases de inglês em um dia.

Vejam os exemplos:

This is a car – Pronúncia: Dhis is â câr – Tradução: Este é um carro.

Substituindo a palavra car, seria possível aprender várias frases diferentes, sem ser necessário aprender todas as palavras do texto.

This is my house – Dhis is mái ráuss – Esta é minha casa.

Notem que mantendo a mesma estrutura de escrita, substituindo apenas a última palavra, criaremos várias outras frases.

Poderíamos substituir outras palavras como:

Apple – épou – maçã

Airport – érport – aeroporto

Bag – bég – mala

Bird – bârd – pássaro

Book – buc – livro

Boy – bói – garoto

bus – bâs – ônibus

Cat – quéth – gato

City – Cith – cidade

cup – câp – xícara

Hand – réndh – mão

Hat – réth – chapéu

Man – mén – homem

Newspaper – niuspêipâr – jornal

Obs: Antes palavras iniciadas por vogais, usa-se an no lugar de a.

Exemplo: This is an apple.

Seguindo essa técnica de substituição, cada palavra dará origem a uma nova frase.

Como podemos ver, apesar de ser apenas um exemplo, as velhas técnicas ainda são muito úteis no ensino moderno, além de acelerar o aprendizado, é claro.

By Jânio

junho 10, 2011 Posted by | Inglês | , , , , , , , , , | 6 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: