Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

O projeto de cadeias particulares

projeto para bandido

Cadeias Privadas

O Brasil tem um projeto de criação de cadeias particulares, um projeto polêmico sem dúvida.

Essa ideia que surgiu nos EUA, na década de 80, já foi discutida até em filmes infanto-juvenis como Robocop. No filme, empresas particulares mostravam sua força, inclusive decidindo o futuro de policiais particulares.

Durante a crise, a empresa não pensa duas vezes, antes de cortar salários e demitir policiais grevistas.

Em meio a essa crise, a cidade fica abandona à própria sorte, lembrando muito o caso PCC. Também há denúncias de ligação desses empresários com o crime organizado.

Quando eu vi essa notícia na RT-TV, eu fiquei surpreso, afinal eu sempre esperei por uma privatização da saúde, mesmo depois da desastrosa privatização na área de transporte, como pedágios e cartéis de empresas de ônibus.

Quando verificamos o caos nos serviços públicos, sempre achamos que pior não pode ficar, mas basta observar melhor para termos um ideia diferente. As empresas privadas não tem interesse em regiões onde a privatização que não gere muito lucro.

Outro dado curioso foi relacionado a federação, Minas Gerais e Pernambuco são os dois estados mais interessados no projeto de privatização das cadeias.

Sendo Minas Gerais reduto de Aécio Neves, PSDB, e da oposição ao Governo, finalmente eles assumiram seu interesse em privatização. Na realidade eles não tem nada a perder, o PT tem crescido muito, mesmo com tantos escândalos.

Curiosamente, os escândalos tem ajudado o PT, cada vez que um desses políticos é flagrado, todos ficam em alerta máximo, inclusive a oposição.

Os números da RT-TV são discutíveis, segundo eles, há cerca de 470.000 presos onde deveriam haver 300 – Todos nós sabemos que o problema carcerário brasileiro é muito pior que isso.

Cada preso deverá custar cerca de 70 reais, ao dia, para o Governo.

As críticas da pastoral carcerária faz sentido: Vamos imaginar os maiores empresários do Brasil, como Sílvio Santos e Paulo Maluf, investindo nessas áreas. Evidentemente, os crimes federais irão diminuir, os crimes estaduais passarão a ser muito mais vantajosos.

Os empresários serão encarregados de suas próprias prisões, poderão também prender os políticos de Sorocaba, Taubaté, Campinas ou Jandira, melhor, nem precisarão prendê-los, poderão transformar suas mansões em cadeias privadas, reduzindo os gastos com diárias.

Essa mania de seguir as idéias de primeiro mundo é elitista, interesse de grandes capitalistas. O PSDB e aliados deveriam ser mais criativos, deveriam estudar os sistemas carcerário da Argentina, Paraguai, Uruguai.

A idéia de que a iniciativa privada poderá ser mais eficiente, quando há interesse público envolvido, principalmente as classes marginalizadas, constitui-se num grande equívoco.

O PSDB arrisca toda sua reputação, sabendo que se tudo der errado, será o fim do PSDB.

O fim de um partido, no Brasil, é como fechar uma empresa e abrir outra…e fica tudo como está.

Fonte: RT-TV

By Jânio

junho 22, 2011 Posted by | Política | , , , , , , , , | 2 Comentários

Pesquisas para o futuro empreendedor

pesquisas empreendedoras

A importância da pesquisa

O planejamento de um empreendimento, antes do início de um projeto, é a etapa mais importante de um empreendimento. Esse processo nem sempre é fácil, às vezes pode ser demorado.

No caso de famílias que já tem tradição nessa área ou pessoas que já trabalharam diretamente nesse tipo de negócio, ou convivem com esse tipo de empreendimento, terão maior facilidade para montar seu plano de negócio, etapa inicial do empreendedorismo.

Em alguns tipos de empreendimentos, o conhecimento minucioso do mercado em que se pretende empreender é fundamental. Há, entretanto, alguns tipos de negócios que não dependem tanto de habilidades específicas.

É preciso cercar-se de profissionais especializados, a maioria deles, evidentemente, tem interesse direto em seu empreendimento, como são os casos dos contadores. Os contadores sempre estarão atualizados com o mercado, com dados e números que poderão ser muito úteis ao empreendedor.

Além do SEBRAE, que atua de uma maneira generalizada, cada segmento possui instituições que poderão ser consultadas, para que a pesquisa seja feita de maneira eficiente, antes da criação do plano de negócios.

A vida de um empresário, passa por várias etapas de amadurecimento, através da qual o empresário ganha muita experiência. No primeiro empreendimento, além de uma boa preparação, o empreendedor procura ter a sua disposição, pelo menos, um funcionário que entenda do ramo, possuindo experiência e capacidade de acompanhar o empreendimento.

No caso de o empreendedor decidir iniciar o empreendimento sem empregados, ou com o mínimo, já que uma empresa sem empregados é quase impossível. Alguns empreendedores iniciantes criam associações, onde os funcionários são compartilhados entre si, barateando o custo.

O custo, aliás, é uma das grandes preocupações de todo empreendedor, no início e durante toda a sua vida empresarial. Cada empresário tem um estilo bem diferente de outro, a ideia é trabalhar, da melhor maneira possível, suas qualidades e limitações.

Uma pessoa que tenha mais contatos na área financeira, podendo ter um acesso melhor a informações financeiras, poderá também ter acesso aos melhores créditos, o que não deixa de ser uma vantagem.

Caso isso não seja possível, deverá trabalhar com um orçamento menor, analisando melhor suas limitações. O gerente de seu banco deverá ser consultado.

O interessante, para empreendedores iniciantes, é que há muitas formas de iniciar uma empresa sem funcionários, desde que haja uma boa rede de contatos, para eventuais consultas. Em outros casos, há possibilidade de empreendimentos com apenas uma secretária, ou somente um funcionário.

O Jeitinho brasileiro oferece muitas alternativas para se trabalhar uma idéia de maneira formal, ou até informal. Evidentemente, a maneira formal é a melhor forma de se começar, além de lucrar quatro vezes mais.

Alguns negócios são inviáveis informalmente, outros permitem, mas limitam o campo de atuação do empreendedor.

Há casos, inclusive, onde o empreendedor pode contratar profissionais com firma registrada, isso acontece muito nas áreas de prestação de serviço.

A opção de franquia não está descartada, nesse caso, é preciso uma análise no contrato e no histórico da empresa franqueadora. Verificar o grau de satisfação de seus franqueados, de preferência várias opiniões; quanto maior a pesquisa, melhor o resultado.

Algumas franqueadoras exigem apenas habilidade em vendas, nesse caso a análise do contrato e a verificação de vantagens é fundamental.

By Jânio.

janeiro 2, 2010 Posted by | Empreendedorismo | , , , , , , , , | 5 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: