Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

PF acha malas com dinheiro em imóvel supostamente usado por Geddel em Salvador

Aécio Amado – Repórter da Agência Brasil*
Polícia Federal acha malas com dinheiro em imóvel supostamente usado por Geddel em Salvador
Polícia Federal acha malas e caixas com dinheiro em imóvel supostamente usado por GeddelDivulgação/Polícia Federal

Em uma operação para cumprir mandado de busca e apreensão, emitido pela 10ª Vara Federal de Brasília, a Polícia Federal (PF) encontrou hoje (5) várias caixas e malas com dinheiro em  imóvel na Rua Barão de Loreto, no bairro da Graça em Salvador, “que seria, supostamente, utilizado por Geddel Vieira Lima [ex-ministro] como ‘bunker’ para armazenagem de dinheiro em espécie”. De acordo com a PF, “os valores apreendidos serão transportados a um banco onde será contabilizado e depositado em conta judicial”.

O apartamento pertence, segundo a Justiça, a Silvio Silveira, que teria cedido o imóvel ao ex-ministro, para que guardasse, “supostamente, pertences do pai, falecido em janeiro de 2016″. Uma denúncia anônima, feita por telefone, alertou a polícia de que Geddel estaria utilizando o apartamento no bairro da Graça para “guardar caixas com documentos”, o que foi constatado após consultas realizadas aos moradores do edifício.

Ainda de acordo com o documento da 10ª Vara Federal, o imóvel possui elementos que comprovam a prática “dos crimes relacionados na manipulação de créditos e recursos realizadas na Caixa Econômica Federal”. Por isso, o juiz federal considerou que as práticas precisam ser investigadas “com urgência”, devido aos fatos relacionados a “vultuosos valores, delitos de lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa e participação de agentes públicos influentes e poderosos”.

A decisão do juiz Vallisney de Souza Oliveira, autorizando a operação, foi assinada na última quarta-feira, 30 de agosto. Chamada de Tesouro Perdido, a operação desta terça-feira é decorrente de dados colhidos nas últimas fases da Operação Cui Bono.

Operação Cui Bono

A primeira fase da Operação Cui Bono foi deflagrada pela PF em 13 de janeiro deste ano. Ela investigou esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal no período entre 2011 e 2013. De acordo com a investigação,  entre março de 2011 e dezembro de 2013, a vice-presidência de Pessoa Jurídica da instituição era ocupada por Geddel Vieira Lima.

A investigação da Operação Cui Bono – expressão latina que em português significa “a quem beneficia?” – é um desdobramento da Operação Catilinárias, deflagrada em dezembro de 2015, no âmbito da Operação Lava Jato, quando policiais federais encontraram um telefone celular na residência do então presidente da Câmara dos Deputados, o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que revelou intensa troca de mensagens eletrônicas entre Cunha e Geddel. A operação tinha a finalidade de evitar que provas importantes fossem destruídas por investigados da Lava Jato.

Atualmente, Geddel Vieira Lima cumpre prisão domiciliar. A Agência Brasil entrou em contato com a defesa de Geddel e aguarda retorno.

Alterada às 13h47 para acréscimo de informações

*Colaborou Sayonara Moreno

Edição: Aécio Amado
Agência Brasil

setembro 5, 2017 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

A CPI do Banestado

A história obscura da política brasileira

Crimes Secretos do PSDB

A Comissão Parlamentar (Mista) de Inquérito (CPI) de Evasão de Divisas, ou CPI do Banestado foi criada pela Câmara dos Deputados do Brasil em 26 de Junho de 2003 a fim de investigar as responsabilidades sobre a evasão de divisas do Brasil para paraísos fiscais, entre 1996 e 2002, quando foram retirados indevidamente do país mais de US$ 20 bilhões através de contas CC5 do Banco do Estado do Paraná ou Banestado, segundo estimativas reveladas pela operação Macuco, realizada pela Polícia Federal.

O presidente da CPI foi o senador Antero Paes de Barros (PSDB), o vice-presidente foi o deputado Rodrigo Maia (PFL) e o relator foi o deputado José Mentor (PT).

O desempenho do relator da CPI, o deputado José Mentor, foi bastante criticado, sendo ele acusado por alguns parlamentares de ter sabotado a CPI. Mentor foi autor também de um polêmico projeto que se aprovado daria anistia a todas as pessoas que enviaram ilegalmente para o exterior. Segundo o deputado, tal medida teria como objetivo repatriar recursos no exterior. Após um ano e meio de investigações, Mentor concluiu o relatório sugerindo o indiciamento de 91 pessoas pelo envio irregular de dinheiro a paraísos fiscais através de contas CC5, desvios que chegariam na ordem de US$ 20 bilhões. Entre os indiciados, Gustavo Franco (presidente do Banco Central no governo de Fernando Henrique Cardoso), o ex-prefeito de São PauloCelso Pitta e o dono das Casas Bahia (maior rede varejista do Brasil), Samuel Klein.[1] Por sua vez, o PSDB queria apresentar uma “outra versão da CPI” na qual, por exemplo, as acusações contra Gustavo Franco apareceriam de forma “mais branda”.[2] O presidente da CPI do Banestado, senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), após vários desentendimentos com o relator, resolveu encerrar os trabalhos da comissão sem que o texto apresentado pelo deputado passasse pela votação dos integrantes da CPI. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Roberto Busato, criticou duramente os resultados da CPI: “Fica frustrada a votação de seu relatório em função de pura briga política de políticos que ficaram todo o tempo sob holofotes, me parece tentando apenas captar vantagens eleitorais e não com o objetivo de prestar um serviço à nação”, criticou Busato.[3]

O processo foi julgado pelo ministro Dias Toffoli do Supremo Tribunal Federal, após impedimento de julgamento a partir da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo.[4] [5]

Com a quebra de sigilo em massa determinada pela Justiça, milhares de inquéritos foram abertos em todo o País, mas nunca houve a condenação definitiva de um político importante ou de representantes de grandes grupos econômicos. Empresas citadas conseguiram negociar com a Receita Federal o pagamento dos impostos devidos e assim encerrar os processos contra elas.

O Ministério Público chegou a estranhar mudanças repentinas em dados enviados pelo governo FHC. Em um primeiro relatório encaminhado para os investigadores, as remessas da TV Globo somavam o equivalente a 1,6 bilhão de reais.

Mas um novo documento, corrigido pelo Banco Central, chamou a atenção dos procuradores: o montante passou a ser de 85 milhões, uma redução de 95%. A RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul e atualmente envolvida no escândalo da Zelotes, também foi beneficiada pela “correção” do BC: a remessa caiu de 181 milhões para 102 milhões de reais.

A quebra do sigilo demonstrou que o Grupo Abril, dono da revistaVeja, fez uso frequente das contas CC5. A Editora Abril, a TVA e a Abril Vídeos da Amazônia, entre outras, movimentaram um total de 60 milhões no período. O SBT, de Silvio Santos, enviou 37,8 milhões.

As mesmas construtoras acusadas de participar do esquema na Petrobras investigado pela Lava Jato estrelavam as remessas via Banestado. A Odebrecht movimentou 658 milhões de reais. A Andrade Gutierrez, 108 milhões. A OAS, 51,7 milhões. Pelas contas da Queiroz Galvão passaram 27 milhões. Camargo Corrêa, outros 161 milhões.

Ligações externas

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é umesboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

maio 1, 2016 Posted by | Política | , , , | 2 Comentários

Cinema 2.016 – O jogo do dinheiro

cinema 2.016

Jogo do Dinheiro

Money Monster é um thriller americano dirigido porJodie Foster e escrito por Alan Di Fiore , Jim Kouf e Jamie Linden

O filme é estrelado por George Clooney ,Julia Roberts , Jack O’Connell, Dominic West e Caitriona Balfe. A história gira em torno de uma celebridade da TV, Lee Gates, e um telespectador, Kyle Budwell, que leva Gates como refém depois de perder o dinheiro de sua família em uma dica financeira de Gates. As filmagens começaram em 27 de fevereiro, 2015, em New York City . A TriStar Pictures se prepara para lançar o filme em 13 de Maio, de 2016.

Sinopse:

Uma personalidade financeira da TV. Lee Gates, que oferece  conselhos financeiros em  seu programa de sucesso “Monster Money”, é mantido refém por um espectador, Kyle Budwell, que perdeu todo o seu dinheiro depois  de uma dica errada de Lee durante seu programa. [2] Forçando gates a usar um colete-bomba, ele ordena gates a descobrir o que aconteceu. Embora inicialmente Kyle aparentar um homem descontente tentando invalidar suas más decisões, a informação vem à luz como  uma possível conspiração real que poderia ter ocorrido.

Elenco:

Ficha técnica:

Directed by Jodie Foster
Produced by Lara Alameddine
George Clooney
Daniel Dubiecki
Grant Heslov
Screenplay by Jamie Linden
Alan Di Fiore
Jim Kouf
Story by Alan Di Fiore
Jim Kouf
Starring George Clooney
Julia Roberts
Jack O’Connell
Dominic West
Caitriona Balfe
Giancarlo Esposito
Music by Dominic Lewis
Cinematography Matthew Libatique
Edited by Matt Chesse
Production
companies
The Allegiance Theater
Smoke House Pictures
Distributed by TriStar Pictures
Data de Estreia
  • May 12, 2016(Cannes Film Festival)
  • May 13, 2016
País United States EUA
Língua English
Orçamento $30 million[1]

Fonte Wikipedia

Trailer legendado

Trailer em inglês

Mais filmes:

O caçador e a rainha do gelo

Mente criminosa

A lei da noite

Ouro e cobiça

Divergente: convergente

O silêncio

Tinha que ser ele?

Presságios de um crime

Rogue one – Uma história de Guerra nas estrelas

Sequestro

As regras não se aplicam

Animais noturnos

Arrival – A chegada

Pastoral americana

O contador

A garota do trem

Gênios do crime

Os sete magníficos

O bebê de Bridget Jones

Sully – O herói do Rio Hudson

Morgan: A evolução

Assassino a preço fixo

O homem nas trevas

O espaço entre nós

As caça-fantasmas

O esquadrão suicida

Bad moms

O jogo do dinheiro

Alice através do espelho

Popstar – Nunca desista de nunca desistir

O bom gigante amigo

Conexão Escobar

O jogo do dinheiro

Mente criminosa

Demolição

Uma noite com a família blacks

A escolha perfeita

O cavaleiro de copas

Voando alto

Deadpool

Horas decisivas

Tirando o atraso

Capitão América – Guerra civil

O regresso

Master mind – Gênios do crime

Salve cesar!

Ben-Hur

A quinta onda

X-men – Apocalipse

Estrelas ocultas

La La land

Cinquenta tons de negro

Doutor estranho

Jason Bourne

A lenda de Tarzan

Snowden

Passageiros

Um espião e meio

Como ser solteira

Deuses do Egito

Cinema 2.015

abril 11, 2016 Posted by | Cinema | , , , , , , | 1 Comentário

Quem são os donos do mundo

 

Donos dos Bancos

Donos do Mundo

A hegemonia dos EUA no mundo é baseada no monopólio do Sistema da Reserva Federal, cujos acionistas são os grandes bancos, que incluem não só as instituições financeiras em Wall Street, mas também na Europa. Mas  para quem realmente pertencem  esses bancos?

Durante a crise financeira global entre 2007 e 2009, o Federal Reserve distribuiu vários empréstimos de mais de 16 bilhões de dólares para os bancos que são seus principais acionistas. Ou seja, a lista de beneficiários de empréstimos era realmente a lista dos principais acionistas da Reserva Federal.

Estes incluem Citigroup, Morgan Staley, Merrill Lynch, Bank of America, Barclays PLC, Bear Stearns, Goldman Sachs, JP Morgan e Leman Brothers. Alguns beneficiários de empréstimos do Fed são os bancos estrangeiros, incluindo o britânico Barclays PLC, Royal Bank of Scotland, Bank of Scotland, os suíços UBS e o Credit Swiss, os alemães Deutsche Bank e BNP Paribas.

Lea también: El Banco de Pagos Internacionales: conozca al grupo secreto que dirige el mundo

Falando de acionistas que sejam acionistas da Reserva Federal, a maioria dos capitais dos seis maiores bancos norte-americanos (Bank of America, JP Morgan Chase, Morgan Stanley, Goldman Sachs, Wells Fargo e Citigroup) está nas mãos dos chamados “investidores institucionais”, isto é, todos os tipos de empresas financeiras. Entre eles estão também os bancos, indicando que há uma participação cruzada, conforme publicado no website do Fundo de Cultura Estratégico .

Sepa más: La Fed, el principal ´parásito´ económico de EE. UU.

Alguns bancos de Wall Street também tem acionistas individuais que são normalmente altos executivos do banco, tanto ativos quanto aposentados. Mas muitos analistas acreditam que as ações principais dos bancos de Wall Street são compostas por apenas quatro empresas financeiras: Vanguard Group, State Street Corporation, FMR (Fidelity) e Black Rock. Outras empresas  pertencem à categoria dos grandes acionistas ou são controladas diretamente através de uma rede de intermediários das empresas mencionadas. Portanto, são as empresas que exercem o controle real sobre o sistema bancário do país norte-americano.

…e consequentemente o resto do mundo…

RT-TV

Países mais endividados do mundo

Os donos da dívida americana

maio 14, 2015 Posted by | curiosidades | , , , | 3 Comentários

Maluf é condenado a devolver dinheiro

Criminoso Político

Procurado pela Interpol

A justiça da Ilha de Jersey condenou Paulo Maluf a devolver cerca de 55 milhões de reais, dinheiro ilícito desviado durante construção de avenida em São Paulo, atualmente com o nome de Jornalista Roberto Marinho. O dinheiro estava em nome de duas empresas do deputado, Kildare Finance e Durant International.

Paulo Maluf e o filho Flávio já estiveram presos na época do atentado de 11 de setembro, quando o serviço secreto internacional passou a rastrear dinheiro ilegal que transitava com a ajuda da globalização. Foram apenas quarenta dias na prisão, mas foi suficiente para o deputado ter uma pequena noção de justiça, coisa que ele desconhecia.

Já faz algum tempo que a Ilha de Jersey estava oferecendo a ajuda para o Brasil, que não parecia muito interessado.

Durante muitos anos, o deputado Paulo Maluf negou que tivesse dinheiro em infernos fiscais, chegou a declarar: “Eu não tenho dinheiro lá, se vocês quiserem podem pegar para vocês.” – essa declaração não foi bem recebida, já que constitui crime de suborno.

O deputado alegou problemas de saúde e, logo que saiu da cadeia, viajou para a Europa.

O deputado também entrou para a lista de procurados pela polícia internacional, lembrando o banqueiro brasileiro que foi preso em um desses infernos fiscais, Cacciola.

Todo mundo sabia onde o Maluf estava, mas como a Interpol estava procurando por ele, cheguei a conclusão de que é muito difícil prender bandido dentro do país.

O deputado federal também teve bens da Eucatex, no valor de 519 milhões de reais, bloqueados por problemas em sua gestão pública.

Um amigo meu me disse que quando uma pessoa vai ficando mais velha, perde a capacidade de controlar o seu lado obscuro e, quando vê, está nas mãos da polícia.

By Jânio

Unanimidade política

Lista de presidentes e mortos

A farsa da falsa democracia

Filosofia anti-democrática

Maldita burocracia

Veneno Bipartidário

Corporativismo midiático

Políticos que apoiaram o golpe de 64

Cidades com mais homicídios no planeta

PT acerta o próprio pé

O jogo do poder

Uma vergonha para os corruptos brasileiros

Arquivo vivo pode ser preso

Policial federal é assassinado

Marcos Valério é preso novamente

Daniel Dantas – A história da corrupção

Trinta anos de corrupção

Lula para governador

Carlinhos Cachoeira – culpado útil

Demóstenes torres é flagrado pela polícia federal

Privataria tucana

abril 12, 2013 Posted by | Política | , , , , | 1 Comentário

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: