Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

YHWH – Em nome de Deus

Santo Nome

Verbo

O tetragrama (do gregoτετραγράμματον, significando “(consistindo) de quatro letras”)[1] [2] é oteônimo hebraico יהוה, comummente transliteradoem letras latinas comoYHWH. É um dos nomes doDeus nacional dos Israelitasusado na Bíblia Hebraica.[3][4] [5] Uma vez que YHWH é a transliteração mais comum do tetragrama nos estudos acadêmicos em Inglês, as variações YHVH, JHVH e JHWH também são usadas.[6] [7

Os livros da Torá e do resto da Bíblia hebraica (exceto Ester) contêm a palavra hebraica יהוה. Com base nas letras hebraicas, sua pronúncia em hebraico seria algo como Yahweh. Judeusreligiosamente observantes são proibidos de pronunciar o nome de Deus, e ao ler o Tanakh eles usam a palavra Adonai (“Senhor”). Aqueles que seguem as tradições judaicas conservadoras não pronunciam יהוה, seja em voz alta ou para si mesmos em silêncio, nem leêm em voz alta formas inglesas transliteradas como Jehovahou yAHWEH. Em vez disso, a palavra é substituída por um termo diferente, quer usado para tratar ou para se referir ao Deus de Israel. Formas hebraicas comumente substituídas são hakadosh baruch hu(“O Bendito Santo”) ou Adonai (“O Senhor”) ou HaShem (“O Nome”).

O nome pode ser derivado de um verbo que significa “ser”, “existir”, “tornar-se”, ou “vir a passar”.

A forma da expressão ao declarar o nome de Elohim (senhor do céu) YHWH (ou Jeová na forma traduzida) deixou de ser utilizada há milhares de anos na pronúncia correta do Cananeu (linguá que da origem para o hebraico) original (que é declarada como uma língua quase que completamente extinta). As pessoas perderam ao longo das décadas a capacidade de pronunciar de forma satisfatória e correta, pois a língua precisaria se curvar (dobrar) de uma forma em que especialistas no assunto descreveriam hoje em dia como impossível.

Originariamente, em aramaico e hebraico, era escrito e lido horizontalmente, da direita para esquerda יהוה; ou seja, YHVH. Formado por quatro consoantes hebraicas — Yud י Hêi ה Vav ו Hêi ה ou יהוה,

Estudos revelam que apenas em cópias posteriores da SeptuagintaGrega, datadas do final do Século I d.C. em diante, os copistas começaram a substituir o Tetragrama YHWH por Kýrios, que significa SENHOR (em letras maiúsculas) e por Theós, que significa DEUS.[8]e por Theós, que significa Deus [9] Essa foi a razão de YHWH ter desaparecido graficamente do texto do Novo Testamento em algumastraduções bíblicas.

O Pai YHWH é deste modo identificado como a Divindade que causou o Dilúvio Bíblico. É o Pai de Adão, de Abel, de Enoque e de Noé. É o Criador do Universo e de todas as formas de vida na Terra. É também chamado por Adonai (Soberano Senhor), Elohim (O Pai, e não deuses, visto que trata-se de plural majestático[10] e cristãos têm afirmado que a forma plural teria o sentido de plural majestático[11] ),HaAdón (o [Verdadeiro] Pai), Elyón ( Altíssimo) e El-Shadai (Todo-poderoso).

Temerosos em transgredir a Lei.

Para alguns estudiosos da literaturajudaica, o nome do Eterno era impronunciável, e segundo a explicação científica dos judeus, passaram a não pronunciar o nome do Eterno Todo Poderoso porque sentiam-se temerosos em transgredir o terceiro mandamento do Eterno no Decálogo:

Não tomarás o nome de YHWH, em vão, pois YHWH não considerará impune aquele que tomar seu nome em vão.”Êxodo 20:7

Alguns exemplos do uso dos nomes próprios nas Escrituras Hebraicas:

Vaticano

Em uma carta datada de 29 de junho de 2008, o Vaticano emitiu uma nota oficial, orientando para que o nome de Deus deixe de ser utilizado no serviço litúrgico católico romano. A medida não afetaria significativamente a linguagem litúrgica, uma vez que o termo não consta das traduções oficiais dos missais romanos, mas implicaria na modificação de alguns hinários. O nome YHWH continuaria a ser utilizado na leitura do Lecionario e de Bíblias católicas romanas.[25][26] .

Você poderá ler o texto na íntegra: Wikipedia

Você poderá gostar de:

Cristo – A origem da palavra

Fundamentalismo – De volta às origens

 

 

dezembro 22, 2015 Posted by | Reflexões | , , | Deixe um comentário

A História do Natal

festa de natal

origem do natal

Jesus, o Messias, há muito  profetizado, chegou ao mundo de maneira muito misteriosa.  Foi um dos últimos profetas da Bíblia, foi o mais polêmico também.

Pode-se dizer que Deus usou sua força durante muito tempo, até entregar seu filho mais amado ao mundo, para mostrar como sobreviver a morte.

De todos os personagens da Bíblia, Jesus é o que mais chama a atenção. Suas mensagens são tão fortes que dividiu águas, o antigo e o novo, o antes e o depois.

Durante anos foi prometido pelos profetas, a sua vinda, mas coube a João Batista a última profecia e o seu batismo.

Maria, mâe de Jesus, recebeu a visita de um anjo avisando que teria um filho, o Messias.

O homem escolhido para ser o pai de Jesus, foi José, também visitado por um anjo que preparava o espírito de José, para que não hesitasse em receber o filho de Deus.

Sabendo do nascimento do Messias, Herodes, o Rei da Judeia mandou que matassem todas as crianças com menos de dois anos.

José e Maria foram então para o Egito, Herodes morreria quatro anos depois do nascimento de Cristo.

João Batista também foi anunciado em sonho, já que seus pais eram de idade avançada. João Batista permaneceu no deserto, até que fosse chamado a se apresentar em Israel para anunciar a chegada do Messias.

Talvez, pelo fato de o nascimento de Jesus ter sido em segredo, sua data ficou meio incerta, mas a comemoração é no dia 25 de Dezembro.

No presépio, é mostrado o ambiente do nascimento, numa gruta, em Belém.

Maria mãe de Jesus, era virgem, e foi concebida sem pecado, esse é um dos maiores mistérios do antigo testamento. Durante sua vida, jesus também foi polêmico, ao mudar o dia de descanso, de sábado para o domingo.

Promoveu muitos milagres, mas sua vida é mais importante do que todos eles. Em suas mensagens, pode-se encontrar as palavras e preceitos básicos para se viver.

O Seu nascimento continuará sendo um dos momentos mais importantes e mais aguardados da Biblia e de toda a humanidade, já que seria ele a maior influência do mundo ocidental.

By Jânio

dezembro 25, 2009 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , | 4 Comentários

Porque é tão difícil aceitar Jesus?

O filho de Deus.

O filho de Deus.

A religião judaica, inclusive, tem em comum justamente a negação da divindade de Jesus, divindade esta que mesmo sendo negada, não nega o fato da grandeza dos ensinamentos de Jesus.

Os muçulmanos tem a ideia de que quem foi crucificado foi outra pessoa, contrariando toda a lógica Cristã, chegam a afirmar que quem foi crucificado, foi outra pessoa, Judas Iscariotes, outros afirmam ser Simão Cerene, fisicamente diferente de Jesus, vindo da líbia.

O Alcorão não só aceita a existência de Jesus, como reconhece-o como um grande profeta, mas, ao que parece, Maomé provoca polêmica no Cristianismo a revelar os textos  que teria recebido de Alah.

Veja o texto:

“Incorrem em blasfêmia aqueles que disseram que: “Deus é o Messias, Filho de Maria”. Dize (ó Muhammad): Quem poderia fazer algo se Deus quisesse aniquilar o Messias, Filho de Maria, e a mãe dele (inclusive) e todos os seres da terra? Unicamente a Deus pertence o reino dos céus e da terra, e tudo quanto há entre ambos. Deus cria o que Lhe apraz, e é Todo­Poderoso.” Alcorão 5: 1753

“Blasfemaram aqueles que disseram que Deus é o Messias, Filho de Maria. O próprio Messias dissera: “Ó filhos de Israel, adorai a Deus que é Meu Senhor e Vosso Senhor”. Quem crê em semelhantes a Deus (quem for politeísta), Deus lhe impedirá, para sempre, o acesso ao paraíso, e sua morada é o inferno. O Messias, Filho de Maria, não é mais que um Apóstolo (de Deus) como os Apóstolos que o antecederam, e a mãe dele era uma Beata, contudo, ambos (Jesus e Maria) ingeriam alimentos.. .”

Alcorão 5:7251

Ao contrário da religião judaica que nega a divindade de Jesus, mas convive harmoniosamente com o catolicismo, o Alcorão deixa claro a suposta blasfêmia.

Seria uma coincidência que Maomé fosse tão respeitado entre os muçulmanos, como Jesus é entre os cristãos?

Não há entre os muçulmanos quem fale de Jesus, reconhecidamente um Profeta, como falam de Maomé, o último Profeta do Alcorão, já que este foi escrito pelo próprio Maomé, supostamente recebido diretamente de Alah.

Jesus Cristo, de qualquer modo que seja visto, mesmo sem falarmos de seus milagres, apenas os seus ensinamentos e a sua filosofia, já seria, certamente,  o homem mais brilhante que pisou na face da Terra.

Foi a partir de Jesus que o mundo se dividiu entre o antes de Cristo e o depois de Cristo, a humildade e a capacidade de negar a tudo o que fosse material, coloca Jesus como o um ser único em toda a história.

Maomé criou a cultura mulçumana de Alah, talvez por isso seja tão respeitado, os muçulmanos se identificam muito com o Alcorão, fazendo dele a essência de sua cultura.

O próprio alcorão, além de entrar em contradição com o Cristianismo, ainda costuma ser mal interpretado pelos seus próprios seguidores, causando muita guerra e derramando muito sangue, o mesmo erro que o Cristianismo cometeu no passado.

O Cristianismo é bem claro, sendo assim, é constituído de vários livros, apresenta várias óticas diferente, sendo que as três versões do evangelho, Mateus, Lucas e Marcos são exatamente iguais, com exceção de algumas palavras que não alteram, mas se complementam.

Outra característica a ser destacada, no Cristianismo, é a separação total do poder, político, e da religião, mostrando como pode ser perigoso misturar as duas coisas.

Durante toda minha vida, vi textos da Bíblia serem usados de maneira egoísta, para quem conhece sua essência, como eu, não é difícil reconhecer o equívoco.

As prostitutas costumam citar a história de Maria Madalena, como uma maneira de se sentir humanas, fortes, ignorando todo o resto. Numa coisa elas estão certas, a Bíblia representa esperança para todos, a consciência sempre estará pesada diante de seus escritos, sempre haverá a luta, consigo mesmo, para se encontrar, assumir sua própria natureza.

Há textos na Bíblia que poderiam ser aproveitados por oportunistas de várias maneiras diferentes, por políticos, socialistas, comunistas e até por nós pobres mortais, filhos de Deus, mas a Bíblia tem um objetivo, usá-la de maneira oportunista não leva a lugar algum.

By Jânio

agosto 7, 2009 Posted by | Reflexões | , , , , , , , | 8 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: