Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Doença de Alzheimer

Confusão de Pensamentos

Doença de Alzheimer

A doença de Alzheimer é a forma mais comum dedemência. Não existe cura para a doença, a qual se agrava progressivamenteaté levar à morte. Foi descrita pela primeira vez em 1906 pelo psiquiatra e neuropatologista alemãoAlois Alzheimer, de quem recebeu o nome.1 A doença é geralmente diagnosticada em pessoas com idade superior a 65 anos,2 embora possa ocorrer mais cedo. Em 2006, existiam no mundo 26,6 milhões de pessoas com Alzheimer e em 2050 prevê-se que afete 1 em cada 85 pessoas à escala mundial.3 A doença afeta 1% dos idosos entre os 65 e 70 anos, mas a prevalência aumenta exponencialmente com a idade, sendo de 6% aos 70, 30% aos 80 anos e mais de 60% depois dos 90 anos.4

Embora a doença de Alzheimer se manifeste de forma diferente em cada pessoa, existem diversos sintomas em comum.5 Os primeiros sintomas são geralmente confundidos com sinais relacionados com a idade ou manifestações de stresse.6 Nos primeiros estágios, o sintoma mais comum é a dificuldade em recordar eventos recentes, o que se denomina perda de memória a curto prazo. Quando se suspeita de Alzheimer, o diagnóstico é geralmente confirmado com exames que avaliam o comportamento e a capacidade de raciocínioda pessoa, os quais podem ser complementados por um exame cerebral.7 No entanto, só é possível determinar um diagnóstico definitivo através de um exame ao tecido cerebral. À medida que a doença evolui, o quadro de sintomas pode incluir confusão, irritabilidade, alterações de humor, comportamento agressivo, dificuldades com a linguagem e perda de memória a longo prazo. Em grande parte dos casos, a pessoa com Alzheimer afasta-se gradualmente da família e da sociedade.6 8 Gradualmente, o corpo vai perdendo as funções corporais normais, o que acaba por levar à morte.9 Uma vez que a doença se manifesta de forma diferente em cada pessoa, é difícil prever como irá afetar determinada pessoa. Antes de se manifestar por completo, a doença evolui ao longo de um período de tempo desconhecido e variável, podendo progredir ao longo de anos sem ser diagnosticada. Em média, a esperança de vida após o diagnóstico é de cerca de sete anos.10 Pouco mais de 3% das pessoas vive mais de 14 anos após o diagnóstico.11

A doença de Alzheimer é classificada como transtornoneurodegenerativo. As causas e progressão da doença ainda não são completamente compreendidas, embora se saiba que estão associadas às placas senis e aos novelos neurofibrilares nocérebro.12 Os tratamentos atuais destinam-se apenas aos sintomas de Alzheimer, não existindo tratamentos para parar ou regredir a progressão da doença. Até 2012, tinham sido realizados mais de mil ensaios clínicos a vários componentes da doença.13 Como forma de atrasar o desenvolvimento de sintomas cognitivos em idosos saudáveis, tem sido sugerida a realização de exercício físico e mental e uma dieta equilibrada, embora não existam evidências conclusivas em relação a eventuais benefícios.14

Uma vez que a doença de Alzheimer não tem cura e é degenerativa, a pessoa afetada torna-se gradualmente dependente da assistência de outros. Em muitos casos, é o cônjuge ou um familiar próximo quem assume o papel de principal cuidador.15 A doença tem um impacto significativo para os cuidadores, a nível social, psicológico, físico e económico.16 17 18 Em países desenvolvidos, Alzheimer é uma das doenças com maiores custos sociais.19 20

Fonte: Wikipedia

Para que servem os rins

Os perigos da pressão alta

Epilepsia – quando a mente tem um ataque

agosto 1, 2015 Posted by | Saúde | , , | Deixe um comentário

Elite brasileira confunde eleitores com militantes

cadê o candidato

Eleições Combinadas

Com a proximidade da eleição,  a falta de ética e de etiqueta vão ficando cada vez mais evidentes.

Levando-se em conta que a política e a justiça são incompatíveis, parece normal também que os interesses sejam colocados acima da lei e da cidadania, a partir de agora, a baixaria toma conta do Brasil.

Nessas horas, lembrar que esses políticos são os nossos representantes, causa-nos calafrios.

Não é só o fato de eles manipularem a justiça a seu favor, o que mais assusta é o fato de eles representarem também nossa sociedade, nossos costumes e a nossa (falta de) tradição.

Matematicamente, se você pega cinco mil prefeitos + oito mil vereadores, acrescenta a esses, todos os deputados, senadores, juízes e demais gestores públicos, sendo noventa por cento envolvidos em falcatruas, fora do alcance da justiça, aí, temos uma noção do tamanho da encrenca.

Com tantos problemas, devido aos interesses que regem  a nossa sociedade elitista, cada um defendendo o seu lado, literalmente, fico imaginando o que podemos esperar de nossos políticos – Quando você vê o jovem de hoje, o que você espera para o amanhã?

Os poucos jovens sérios engajados com a sociedade, aos poucos se cansam dessa luta insólita e acabam abandonando tudo, sem ninguém para dar-lhe o exemplo.

Como sempre dissemos, na política não há santo, apesar de alguns políticos serem tratados como deuses, chegando ao ponto de controlarem até o Presidente da República.

Cada eleitor defende o seu próprio interesse: a elite da sociedade defende a direita conservadora, enquanto os pobres defendem a esquerda, popular e revolucionária.

Até  aqui nada de mais, nossa política se parece com os governos de qualquer parte do mundo.  O problema surge na falta de ética e etiqueta em época de eleições, mostrando que o povo está bem ao nível de nossos políticos, seus legítimos representantes, tanto nas tradições, costumes, como nos seus interesses.

Quando fazemos, ou falamos algo, temos que pensar, e imaginar, o ponto de vista das outras pessoas, é isso que formam nossos valores éticos. Desobedecendo esse princípio fundamental da democracia, passamos também a desobedecer as leis, isso nos torna anti-éticos.

Como você se sentiria se alguém te chamasse de imbecil, porque você é eleitor do PSDB? – Foi esse texto que eu vi algumas pessoas repassando,  onde os eleitores do PT são chamados de idiotas. Isso vale para os eleitores da Marina Silva ou qualquer outro candidato e partido.

O curioso é que os eleitores são confundidos com militantes, os eleitores são chamados de petistas, numa demonstração clara de discriminação e preconceito. Para mim isso é mais que uma falta de etiqueta, é falta de ética, onde a lei é desobedecida  numa clara e desesperada luta pelo poder.

Vamos lembrar um pouquinho de nossa história política e da falta de ética e etiqueta de nossa sociedade?

Tancredo Neves, depois de liderar a melhor articulação política de todos os tempos, precisando pagar para que alguns deputados votassem contra, morreu antes de tomar posse. Toda vez que havia um golpe no governo, eram os militares que assumiam o poder; Tancredo Neves convenceu um dos queridinhos da ditadura, José Sarney, a ser seu vice – Qualquer semelhança com o Império Romano, não é mera coincidência.

O Vice fez tudo o que os militares não podiam fazer, boicote e planos mirabolantes para salvar a economia.

O primeiro sinal de manipulação, falta de ética e etiqueta, surgiu quando uma poderosa rede de tv brasileira entrou na campanha, em prol de Fernando collor, numa parceria de gente grande, financeiramente falando é claro. A esquerda, nessa época, era inexpressiva, mas ganhou notoriedade com Lula.

No jogo da política, é preciso esperar até o último momento para decidir o último ato, ou baixaria. Fernando Collor iniciou então uma campanha, atingindo a vida pessoal do candidato adversário, afirmando que ele tinha uma filha ilegítima, enquanto a mídia fazia sua campanha contra parcial, em favor da direita.

Essa mesma tática funcionou perfeitamente contra Palocci, acusado de quebrar o sigilo bancário de um caseiro. Na realidade, o caseiro foi só uma isca, Palocci, depois de tirar o país do buraco, prejudicando a elite que via na especulação a sua melhor fonte de renda; Palocci  caiu como um peixinho.

O atual Presidente, Lula, foi ridicularizado por ter apenas quatro dedos em uma das mãos, chamado de analfabeto e incompetente pela mídia. Quando ganhou a eleição, curiosamente, essa mesma mídia estava a favor do candidato, até sua prisão foi considerado um ato heroico.

Atualmente, José Serra foi considerado o candidato ideal para enfrentar a candidata do PT, o mesmo Serra  que foi renegado e desacreditado pelo partido, durante muito tempo. Tanto Serra, quanto Aécio, não são os candidatos favoritos do PSDB, Aécio inclusive sempre foi muito próximo do Presidente Lula.

No caso de Marina silva, chegaram a dizer que ela era masculinizada, a mesma visão preconceituosa que tinham em relação a Heloísa Helena.

Em meio a essa bagunça ideológica, confunde-se amizade com política, ponto de vista com opiniões, e o pior de tudo, interesses com cidadania.

Vejam o texto:

“O PT é um partido orientado por intelectuais que estudam e não trabalham; formado por militantes que trabalham e não estudam;  comandado por sindicalistas que não estudam nem trabalham; apoiados por eleitores idiotas que trabalham pra burro e não têm dinheiro pra estudar.”

Esse texto me faz lembrar de um vídeo idiota de um menino gritando e chorando. Dizem que é porquê a seleção brasileira perdeu, mas toda vez que a seleção perde, esse vídeo é postado como se fosse novo.

O texto acima segue a mesma linha, em toda eleição ele sofre uma pequena modificação, podendo mudar de candidato, partido, mas sempre atendendo ao interesse da elite.

Eu sempre estarei disposto a defender aos interesses do povo, sejam eles eleitores do PT, PSDB, PV, ou qualquer outro partido, já no caso dos militantes desses partidos, eu tenho certeza que eles tem condições de se defenderem sozinhos, apesar de não merecerem que os defendamos.

Depois da retirada da candidatura do Ciro Gomes, o que interessa não só ao PT, quanto ao PSDB, manteve-se o bipartidarismo, o que é de interesse da elite capitalista.

Todos nós sabemos que as empresas estão disposta a bancar ambos os lados, com caixa dois ou não, mas seria difícil bancar todos os partidos, em igualdade de condições. Assim, o bipartidarismo atente aos interesses das grandes empresas, atendendo também ao interesse da elite  e pessoas que votam no candidato que tem mais chance, além de responder às pesquisas de intenção de voto, mesmo sabendo que o voto é secreto, a única arma que eles tem contra o sistema.

Pessoas que não seguem os princípios básicos da etiqueta, com o tempo, passam a assumir uma postura anti-ética, deixando de obedecer a lei e mostrando porque nossos políticos são tão ruins – Porque eles nos representam, eles são a nossa cara, todos eles.

Quem são os idiotas, cara pálida?

By Jânio

agosto 5, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: