Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Porque pobre só tem direito de morrer

morte do indigente

Casamento da Princesa

Se eu for profano, que Deus me perdoe, pois sei que ele sempre me entenderá, mesmo quando as palavras me faltarem.

Vendo o luxo e o brega juntos no casamento da princesa Kate Middleton, lembrei-me do casamento da princesa Diana. Enquanto todos choravam pela felicidade dela, eu não sentia nenhuma emoção, até que alguém se atreveu a me perguntar o que eu achava de tanta “beleza”.

– Eu vejo como isso começa, e já sei como vai terminar – Respondi.

A pessoa ficou decepcionada, ela me perguntara, alguns minutos antes, se a princesa seria feliz.

Muita gente amanheceu ao relento, em barracas. Essas pessoas, eu creio, precisam ver a felicidade dos outros, precisam de uma prova “real” de que a felicidade existe, para que sua vida faça sentido.

Isso é irônico, já que a monarquia é tudo o que o mundo não deseja. No Brasil temos rei do futebol, rainha dos baixinhos, rei das pistas, piscinas, laranjas, Panamericano, lotéricas…

A imprensa chega a ser hipócrita ao cobrir um evento de um sistema arcaico que eles nem deveriam considerar.

É tudo aparência – pensei – mas a mesma burguesia que teme esse sistema, sonha com essa tradição ao longo dos séculos.

O casamento com vestido branco na abadia é questão de honra, mesmo tendo os noivos morado juntos e se separado uma vez.

A monarquia mostra um costume milenar, tenta mostrar também que pode ser melhor que os novos tempos. Deixa a certeza de que algumas coisas mudam para nunca mais voltar, outras nunca mudam.

Houve um tempo assim, quando a realeza convivia com o clero e os senhores feudais, na maioria dos países, isso não existe mais. Os senhores feudais deram lugar aos burgueses, mesmo com o clube de bilderberg querendo trazer isso de volta.

A classe média mantém a sociedade em harmonia, onde a classe média alta se identifica com os donos do poder e a classe média baixa se identifica com a classe média alta.

Todos sofrem, mas uma identificação com uma classe inferior, mais sofrida, traria-lhes mais sofrimento ainda.

Para os mais pobres não resta mais nada, nem mesmo o sonho. A maioria assiste novelas para não enlouquecer.

Quem não enlouqueceria, trabalhando a vida toda, com um único direito, o direito de morrer.

Mesmo com o direito de morrer, o direito à um caixão não lhe é assegurado. Qualquer caixa de madeira resistente, desde que bem decorada, serviria, mas o evento da morte exige mais protocolo que o nascimento.

É preciso deixar claro na morte, que a vida valeu a pena. O pobre não foi honrado em toda a sua vida, mas será na morte.

Aqueles sem dinheiro para comprar um terreno no cemitério, também terão um enterro digno. Depois de algum tempo, seus restos mortais serão desenterrados e ele irá para junto de outros indigentes, como Wellington Menezes, numa vala mais profunda.

Todos os seus dirão: “Esse foi para o céu. Foi um homem honrado, lutou a vida inteira.”

…mas haverão controvérsias, nem todos acreditarão em sua ida para o paraíso.

Isso acontece porque, mesmo depois de passar a vida toda sem nenhum sonho, sofrendo nas filas de hospitais, e tantas outras filas, destinadas aos escravos modernos, o paraíso não lhe será garantido.

Seria muito fácil ir para o céu – pensam – principalmente quem nunca viu uma fila na vida.

Durante o tempo na fila, ninguém tem tempo sequer de refletir sobre os motivos que o levaram ali, quem são os verdadeiros responsáveis por essa miséria.

Mesmo assim, o paraíso não lhe está assegurado.

A Igreja é a franqueadora de Deus, e ela deixa claro que o paraíso não está assegurado a ninguém que não tenha uma vida íntegra.

Eu seria profano também, se eu me perguntasse o que Deus acha disso.

Eu cometo outras heresias, como me perguntar sobre o que é a felicidade, já que o sofrimento conduz ao paraíso, mesmo assim não me contenho.

Cada classe tem um conceito de felicidade: A felicidade de ricos banqueiros é obter financiamentos fraudulentos.

Felicidade de grandes políticos é descobrir uma brecha na lei, onde possam obter mais privilégios, nada que uma medida provisória não resolva.

Enquanto a classe média alta torra o seu dinheiro em butiques, a classe média baixa, apesar de se identificar com a alta, vive como pobre, mas com uma grande vantagem, tem férias uma vez por ano, com direito a viagem para o exterior e tudo – Quem sabe eles não possam conhecer o luxo proporcionado pelos povos ricos, não é mesmo?

Como dizia um grande humorista: “Não é todo mundo que tem o privilégio de ter uma quitinete no centro de São Paulo” – eu sei que dói, mas é engraçado, não é?

Finalizando, fica aqui mais uma frase alheia, originada do pensamento de um grande mestre Lima Barreto.

“O Brasil não tem povo, tem público.”

By Jânio

abril 30, 2011 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , | 14 Comentários

A era Nerd

geração x y z

Era Nerd

Da década de 60 ate a década de 80, os nerds eram como peixes fora d’água, havia muito potencial mas pouca aplicabilidade para todo esse conhecimento. Nessa época, começava a reinar a geração X, pessoas preocupadas com o bem estar do corpo e da mente, paz mundial e a contracultura.

Trinta anos depois, há pouco espaço para as pessoas fortes e saudáveis, sua saúde é mais importante para si mesmo, guerras só para pessoas estúpidas e ignorantes.

Nesses novos tempos, quem começa a reinar é a geração Y e Z. As pessoas com várias habilidades, bons reflexo, capacidade de trabalhar e pensar em grupo, além de domínio com as novas tecnologias.

Nem precisa dizer que a educação continuada faz parte desse admirável mundo novo.

Pessoas que gostam de estudar o tempo todo e com facilidade em tecnologia, nada mais nerd, não é mesmo?

Surgiu até uma nova profissão para ajudar nessa nova adaptação, o personal nerd – Seria esse sujeito antisocial, ou apenas alguém atrapalhado, tímido e sem jeito para relacionamentos.

Essa preocupação não existe mais, na geração pós-punk, todos falam o que pensam, fazem o que gostam, e formam vários pequenos grupos.

Pessoas com várias habilidades tem mais facilidade para acessar melhores financiamentos (a maior parte fica com os políticos), lidar com burocracia, morar em países estrangeiros, adaptar-se a novos costumes e situações.

Noções de psicologia, tecnologia, línguas, rede, corporativismo e muita educação continuada. Até a discriminada educação à distância ganhou seu espaço, em alguns casos é muito mais indicada.

Óculos fundo de garrafa, hoje, já pode ser considerada uma boa carta de apresentação. Apesar de não ser suficiente, o que antes parecia quase impossível, adaptar um nerd à um grupo, hoje isso é de menos, normalmente eles é quem são os líderes.

Sejam bem-vindos ao mundo dos nerds!

By Jânio

março 29, 2011 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

GLS – A lista de lésbicas, gays e simpatizantes mais famosos do mundo

gays famosos

Celebridades Lésbicas

O mundo possui uma dinâmica assustadora. Começou com revoluções, como a industrial e comercial, antes disso, a China era uma ilha de prosperidade, quando o assunto era tecnologia.

Talvez isso explique um território tão grande e diversificado, mantendo a sua unificação.

A chegada do computador e, consequentemente, da internet, acelerou esse processo numa velocidade tão grande que pegou muitos desavisados pelo caminho.

Os corruptos, babás, madrastas e padrastos, pedófilos, psicopatas, todos foram flagrados por câmeras, internet, acabaram na boca do povo.

Além disso, acrescentou muitos elementos aos quais não estávamos acostumados.

Podemos dizer, sem sombra de dúvidas, que a globalização foi o efeito mais devastador, provocado pela revolução das novas tecnologias, mas não é só isso, houve também uma revolução de costumes.

Hoje, algumas pessoas usam as câmeras para se proteger, os bandidos tecnológicos usam as mesmas câmeras para invadir, já foram registrados muitos roubos ao vivo, e, até casos de pessoas que registram suas próprias mortes.

Terremotos, furacões, violências e o crescimento de uma flor, tudo pode ser registrado pelas lentes de uma câmera, isso é a tecnologia.

No site Delicious, é possível registrar até o que uma pessoa está pensando, tudo graças a uma combinação do navegador de internet com os sites buscadores.

Nem precisa dizer que as consequências de tudo isso afetam a todos. Eu, por exemplo, já criei vários posts inspirados em perguntas e pensamentos de leitores, registrados em combinação com o gerenciador de blogs da WordPress, Site Delicious, navegadores e buscadores da internet.

Outro fenômeno verificado com a revolução das novas tecnologias é o crescimento do movimento GLS.

Outro dia, um amigo meu começou a fofocar sobre a minha vida, sobre o meu trabalho, meus amigos e minha forma de pensar, eu o adverti, cuidado, meu amigo, os peixes morrem pela boca, os fofoqueiros também. Alertei-o para a sua mania de ficar falando demais, intrometendo-se na vida de gente poderosa, correndo o risco ao qual ele não estava preparado.

Não demorou muito tempo para que ele se envolvesse em confusão, acontece que o filho de um conhecido nosso, grande amigo dele, tinha um filho com fortes tendências ao terceiro sexo. Ele, com seu jeito arcaico de pensar, descobriu a vida do jovem e, num belo dia, encurralou-o, com a intenção de descobrir toda a verdade, eu sabia no que ia dar isso, mas parece que seu momento havia chegado.

Depois de um longo tempo de torturas psicológicas, o jovem demonstrou uma coisa que nenhum de nós dois tinha visto, eu me senti melhor de não ter mais pessoas presentes naquele espaço público. O jovem, de aspecto físico capaz de dar inveja em qualquer lutador de boxe, peso pesado, desabou a chorar como uma criança, nosso amigo não aliviou, continuou a despejar sua artilharia verbal.

Quando o pai do jovem ficou sabendo, procurou-o e por muito pouco não tirou sua vida. Com a arma na cabeça, ele afirmou que não tinha certeza da homossexualidade do jovem, acontece que a cidade inteira já sabia que o jovem era gay, isso provocou uma ira ainda maior no pai do jovem, por muito pouco, nosso amigo não perdeu a vida.

Nos dias de hoje, assuntos polêmicos devem ser evitados, a não ser que se esteja muito bem atualizado sobre todos os aspectos do tema abordado. É muito fácil saber quais os assuntos mais polêmicos, basta estar consciente do velho ditado popular: “Gosto não se discute.”

A velha sabedoria popular sempre nos servirão de guias.

Vários assuntos como futebol, religião e política, ganharam acompanhamento de outros temas polêmicos como: homossexualidade, pedofilia, loucura, preconceito racial, etc.

É preciso moderação na abordagem desses temas, sob o risco de se desencadear uma situação incontrolável que trará muitas consequências desastrosas para o nosso futuro.

A classe GLS vem ganhado muitos adeptos, prova disso é a relação bastante representativa, listada pela Wikipédia, o que mostra que a nossa visão sobre o terceiro sexo está ultrapassada, todas as normas de etiquetas e de comportamento, de um modo geral, devem ser revistos.

Um exemplo disso são os banheiros, temos o masculino e o feminino, separando dois gêneros, como se as pessoas fossem, de fato, diferentes, mostrando o temor da realidade de haver muito mais pervertidos sexuais do que pensa nossa ingênua sociedade.

O que acontece é que a mesma sociedade nega a existência de outras opções sexuais, tornando essas normas de comportamento totalmente inúteis.

Em Curitiba, em um shoping, pude verificar a existência de banheiros masculinos e femininos num mesmo complexo. Surpreso, perguntei a uma simpática senhora, onde fica o banheiro masculino, ela me respondeu rapidamente – Não há diferença, você pode usar qualquer um – eu respondi em tom de ironia -” Curitiba está se tornando uma cidade bem moderninha, não é não?”

Acontece que os banheiros foram construídos em uma posição estratégica tão criativa, que demonstra uma visão moderna, ou seja, uma resposta para futuras indagações que já deveriam estar sendo feitas “Porque um banheiro para homens e outro para as mulheres?”

By Jânio

Veja uma pequena lista de famosos da comunidade GLS

Jean Acker – 1893–1978 American Actor, esposa do ator Rudolph Valentino – Lésbica

John Bodkin Adams – 1899–1983, inglês britânico , suspeito de ser um serial killer Gay

Jane Addams – 1860–1935 Socióloga, ganhadora do prêmio Nobel Lésbica

Roberto Aguirre-Sacasa b. 1971, escritor da Marvel Comics Gay

Pedro Almodóvar b. 1949, diretor de cinema espanhol gay

Alejandro Amenábar b. 1972, diretor de cinema espanhol Gay

Mário de Andrade – 1893–1945, escritor brasileiro Gay

Billie Joe Armstrong b. – 1972, roqueiro americano (Green Day) Bi

Joan Baez – cantora de Folk bi

Drew Barrymore – atriz – bi

Beonard Bernstein Compositor e maestro – bi

Paul Bartel – 1938–2000, ator, escritor e diretor americano G

Alan Bates – 1934–2003, ator inglês Bi

Cyrano de Bergerac bi. 1619, dramaturgo francês

Ator Marlon Brando – bi

Dirk Bogarde – 1921–1999, ator inglês G

David Bowie bi. 1947, cantor pop inglês

Calígula imperador romano bi

Truman Capote escritor G

Caravaggio pintor

Montgomery Clift ator

Joan Crawford atriz bi

Ana Carolina b. 1974, cantora brasileira Bi

Giacomo Casanova – 1725–1798, escritor B

Montgomery Clift – 1920–1966, ator americano B

Natalie Cook b. 1975, jogadora de vôley australiana L

George Cukor 1899–1983, diretor americano G

Martina Navratilova – 1956 1956 Czech jogadora de tênis L

Rudolf Nureyev – 1938–1993, dançarino russo G

Sinéad O’Connor – cantora pop irlandesa B

Rosie O’Donnell – atriz e comediante b

Laurence Olivier – 1907–1989, ator britânico B

Samantha Fox – modelo e cantora pop americana L

Megan Fox b. 1986, modelo e atriz americana B

Anne Heche – atriz b

Darren Hayes b. 1972, músico australiano (Savage Garden) G

Elton John – Cantor

George Michael – Cantor

Essas e centenas de outras celebridades você pode encontrar no Wikipedia.

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_gay,_lesbian_or_bisexual_people

TEXTO RELACIONADO:

Como é uma relação entre duas mulheres

By Jânio

maio 15, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , | 32 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: