Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Mais da metade dos brasileiros vive com menos de um salário

censo ibge

Crescimento Brasileiro

Analisar os dados mais importantes do IBGE, na minha opinião não é tarefa fácil. O problema é que, assim como no IBOPE e outros institutos de pesquisa, os resultados vem de uma maneira que parece que tudo está bem.

O primeiro dado, eu considerei corajoso:

Nos domicílios pesquisados, 67% viviam com renda per capta de menos de um salário mínimo (510,00) – Levando-se em conta que nas décadas anteriores, as pesquisas apresentavam o resultado por famílias na casa, ou total de dependentes/moradores dessa residência, a renda per capta, por pessoa, é um avanço.

Eu fiquei imaginando que 16 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza é um problema grave para o governo, também é muita coragem achar que vai zerar isso em apenas quatro anos.

Seria difícil de acreditar, já que o Brasil apresenta regiões muito diferentes, dificultando os projetos nessa área.

Em São Paulo, o estado mais rico, poderia-se até acreditar num resultado próximo a isso, mas os projetos envolveriam o Governo Federal, Estadual e Municipal, já que todos tem sua participação no poder, riquezas e responsabilidades.

Também é preciso lembrar que as pessoas não precisam só de comida, precisam de educação, saúde, transporte, etc. Na educação, a ideia de achar que o analfabetismo é o único problema a ser considerado é outro grave erro.

O número de analfabetos teria caído de 13,6% para 9,6% em dez anos, isso coincide com os 16 milhões de pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza. Tanto um, como outro problema, poderiam ser resolvidos em parceria com ONGs, deixando o Governo com uma responsabilidade maior, resolver os outros problemas de infraestrutura.

Analfabetismo é uma vergonha para o país, mas não é o maior dos problemas, o maior problema é o semi-analfabetismo em grande número. A educação cidadã, mostrando os direitos dos cidadãos, essa seria muito bem-vinda.

A educação cidadã não é o objetivo do Governo, o verdadeiro cidadão consegue ver os problemas sociais, sabe/conhece os seus direitos.

O voto aos dezesseis anos foi uma forma que alguns políticos encontraram para se manter mais algum tempo no poder, obrigá-los a votar seria melhor ainda. O detalhe mais interessante é que o fator internet teve uma importância muito grande, já que passou a exigir uma educação mais preparada por parte dos pais, professores e sociedade em geral.

Hoje, não seria de duvidar que os jovens com menos de dezesseis anos fossem mais educados que os mais velhos, então, o problema passaria a ser educar os mais velhos. É bom que se diga que, nesse caso, estou falando de educação política, que era o objetivo do voto aos dezesseis.

No caso da educação familiar, cidadã, os mais velhos naturalmente adquirem com mais tempo e sabedoria.

Se compararmos esse governo com o anterior, aí sim teremos um crescimento. Ainda assim não é suficiente, precisamos de novas opções.

Maranhão e Piaí, redutos da família Sarney, naturalmente estão na pior situação.

Foram pesquisados cerca de 5.565 municípios, 190.755.799 pessoas.

A média de pessoas por domicílio caiu de 3,8 para 3,3 pessoas

By Jânio

maio 4, 2011 Posted by | Política | , , , , , , , | 4 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: