Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Obesidade abdominal gera mais risco de AVC isquêmico em mulheres, diz estudo

Acidente vascular cerebral

Da Agência EFE

A obesidade abdominal aumenta o risco de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico, principalmente em mulheres, enquanto um maior índice de massa corporal (IMC) age como fator de proteção nos homens, de acordo com um estudo liderado pelo Hospital do Mar, em Barcelona, na Espanha.  A informação é da Agência EFE.

Conforme a investigação, que teve a participação de 388 pacientes com isquemia e 732 voluntários saudáveis, a obesidade abdominal seria uma medida melhor para prever o risco de isquemia do que o IMC, sobretudo nas mulheres. Os resultados foram publicados na revista European Journal of Neurology.

O trabalho encabeçado pelos neurologistas Ana Rodríguez e Jaume Roquer, concluíram que as medidas de gordura abdominal servem para prever o risco de sofrer um AVC. O acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI) acontece quando uma parte do cérebro deixa de receber sangue subitamente pelo fechamento de alguma de suas artérias. Segundo os pesquisadores, entre os fatores de risco estão as interações ambientais, genéticas e sistêmicas, como a obesidade.

Roquer explicou que geralmente as mulheres apresentam uma maior percentagem de gordura corporal, mas o acúmulo na zona abdominal é mais comum nos homens e propõe medir a obesidade abdominal em vez de avaliar a gordura corporal global através do IMC para prever o risco de isquemia.

“O motivo é que o perímetro de cintura reflete melhor o grau de adiposidade do que o IMC, principalmente no sexo feminino. Dados estatísticos mostram que um maior IMC previne o risco de AVC em homens, o que concorda com o denominado ‘paradoxo da obesidade ‘, que relaciona a obesidade com uma menor mortalidade e recorrência de isquemia”, detalhou Ana Rodríguez.

A neurologista acrescentou que a obesidade abdominal, considerada independentemente do IMC, constitui um fator de risco para ambos os sexos, embora muito mais acentuado nas mulheres.

“O IMC não é um indicador confiável para o prognóstico do risco de isquemia, já que informa o peso, mas o peso pode ser devido à gordura – que é a que aumenta o risco de ter isquemia – e a massa magra. Pessoas muito corpulentas e com muita massa muscular podem ter um IMC muito elevado e não ter gordura”, afirmou ela.

Nesta investigação, os médicos calcularam o IMC e a obesidade abdominal – esta última, mede a circunferência da cintura e a relação cintura/altura – dos 1.120 participantes. Tantos os pacientes quanto o grupo de controle mostraram IMCs parecidos, embora a circunferência de cintura e a relação cintura/altura fossem maior nos pacientes com isquemia.

Até agora, estudos anteriores tinham associado claramente a obesidade com doenças cardiovasculares, mas não com o risco de AVC isquêmico.

Agência Brasil
 

maio 11, 2017 Posted by | Saúde | , , | Deixe um comentário

Causas e consequências de um derrame cerebral.

Acidente vascular cerebral

Acidente vascular cerebral

Cada parte do cérebro está ligado, basicamente a uma parte do corpo, mas como o sistema é ligado a todo o sistema nervoso, uma lesão, por menor que seja, pode afetar todo o corpo, dependendo da região, da intensidade, etc.

Os principais sintomas de AVC ou AVE, Acidente Vascular Cerebral e Acidente Vascular Encefálico, respectivamente são: Tontura, desmaio, paralisia súbita.

As principais formas de prevenção são: Praticar atividades físicas, evitar o fumo, controlar pressão arterial, peso e colesterol.

Como consequência,  o AVC pode apresentar três quadros clínicos diferentes:

Primeiro caso – Não apresenta sequela nenhuma, podendo o paciente se recuperar em minutos ou até um dia.

Segundo caso – Também não apresenta sequelas, porém demora mais tempo para se recuperar.

Terceiro caso – O problema é mais sério, além das consequências da doença em si, é preciso de fisioterapeutas e fonoaudiólogos para acompanhar a evolução do tratamento, recuperação dos movimentos, fala, digestão, etc.

Outros sintomas que devemos estar atentos:

Cefaleia intensa e súbita sem causa aparente.

Dormência nos braços e nas pernas.

Dificuldade de falar e perda de equilíbrio.

Diminuição súbita de força na face, braço ou perna, direito ou esquerdo.

Formigamento da face, perna ou braço de um lado do corpo.

Perda súbita de visão, em um olho ou nos dois.

Alteração súbita na fala, dificuldade para falar ou entender.

Instabilidade: vertigens súbitas, náuseas e vômitos.

Peça para a pessoa levantar os dois braços, ao mesmo tempo, sorrir, a pessoa com princípio de AVC responderá diferentemente, os lados esquerdos e direito, onde um deles não responderá na mesma proporção.

Caso haja suspeita de AVC, peça para que a pessoa repita uma frase, se ela não responder, procure um médico imediatamente.

Se atendida rapidamente, as sequelas de um derrame mais sério terão mais chances de serem tratadas.

Vale, aqui, o velho ditado: “O melhor remédio é a prevenção”.

julho 16, 2009 Posted by | Saúde | , , , , , | 51 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: