Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

A trágica história de Joaquim

Menino Diabético

Vítima Social

A nova novela policial é a triste história de Joaquim Ponte Marques, menino de apenas 3 anos que é a nova vítima de nossa sociedade cruel. Mais uma vez eu tenho que repetir a mesma ladainha: Joaquim só morreu como um anjo porque lhe negaram a chance de crescer, mas que educação ele poderia ter desses pais, caso não tivesse morrido?

Quem irá contar a história para os descendentes será o seu irmão, que talvez tenha mais sorte, agora que os pais estão presos.

Os cronistas se lembraram de Isabela Nardoni, outro escândalo que já demonstrava a decadência da família brasileira pela mídia. Desta vez houve mais participação de celebridades, apesar do caso ter se resolvido mais rapidamente.

A história da tragédia: A psicóloga Natália Mingoni Ponte, 29 anos, conheceu o técnico em informática, Guilherme Raymo Longo, 28 anos, numa clínica de recuperação em Ipuã. Depois de algum tempo, a psicóloga se juntou com o paciente, técnico em informática.

Ela já começou demonstrando falta de ética, uma psicóloga não pode se relacionar com um paciente – qualquer semelhança com aquele filme de Ian Mckellen, Asyllum, como um médico de um hospital para doentes mentais, não é mera coincidência.

Além disso, o laudo do paciente mostra que ela é uma péssima psicóloga. Sua possível responsabilidade e participação no crime, compromete ainda mais sua péssima carreira de psicóloga. A educação no Brasil realmente deixa muito a desejar, tanto a educação familiar, quanto a universitária.

Segundo a psicóloga, ela queria se separar do antigo paciente, quando soube que ele voltara a consumir drogas. Guilherme tornara-se violento, ameaçando agredir o próprio bebê do casal.

Quando Joaquim, irmão de Vitor Hugo, desapareceu, houve uma preocupação muito grande, já que o menino era diabético e necessitava de cuidados especiais. A história mobilizou anônimos e famosos, até que a polícia encontrasse o corpo em um rio.

Agora a história se repete: Descobrir o assassino, se é que foi um assassinato, já que a polícia descobriu através de exames que o menino já estava morto quando foi jogado no rio.

O escândalo começou quando o pai verdadeiro de Joaquim denunciou o desaparecimento e o comportamento violento do padrasto.

O que se sabe até agora, é que todos são culpados, inclusive a própria sociedade que os condena.

O mal exemplo da justiça política, deixando a ideia de que ninguém vai preso no país, combinado com a falta de investimentos em cadeias e penitenciárias, sem vagas para os criminosos que aumentam a cada dia, pioram a situação.

O pior de tudo é imaginar democraticamente esses malditos políticos nos representam e que eles são o nosso reflexo.

Resta-nos saber se nosso grito será ouvido e, mesmo que não seja, nós cometemos um erro e está na hora de corrigir esse erro.

By Jânio

Caso Isabela Nardoni dirtorce a realidade

Família de PMs é assassinada

Menino atira na professora e se mata

A morte da princesa

Decadência da família brasileira

Solução para os problemas sociais

novembro 19, 2013 Posted by | Policia | , , , , | 2 Comentários

Família de PMs é assassinada

crise de poder

Escândalo na PM

“O deputado estadual major Olímpio Gomes (PDT-SP) confirmou nesta quarta-feira, 14, ter encaminhado na segunda, 12, à Corregedoria da Polícia Militar informações recebidas de diversos policiais de que a cabo Andreia Regina Bovo Pesseghini comunicou ao comando 18º Batalhão que recebeu convite de colegas PMs para participar de um roubo a caixas eletrônicos.

Ele teria sido procurado no último fim de semana pelos policiais, de diversas patentes, entre eles colegas de trabalho do marido da cabo, o sargento das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) Luís Marcelo Pesseghini. Segundo o major da reserva, o caso foi levado ao comando do 18º Batalhão, onde Andreia trabalhava, mas não teria sido formalizado. “Se houve o erro de não haver o registro oficial (da denúncia), não quer dizer que o fato não existiu”, afirmou.

Andreia, seu marido (sargento da Rota), seu filho, sua mãe e uma tia foram encontrados mortos em casa na última segunda-feira, 5. A versão das polícias Civil e Militar é de que o filho do casal de PMs, Marcelo Eduardo Pesseghini, de 13 anos, teria matado a família e cometido suicídio.”

Comentário:

Casos policiais no Brasil acabam sempre em novela, e a nova novela é sobre a chacina de PMs, cujo culpado supostamente seria uma criança de treze anos.

Esta história está dando o que falar: primeiro porque o policial deu uma declaração e, em seguida, retirou, mostrando que a cúpula da PM está com um grande problema nas mãos. A chacina em si já é um escândalo, mas a possibilidade de as vítimas estarem envolvidas em denúncia ao crime organizado dentro da própria corporação, complica ainda mais a situação.

Especialistas estranharam a rapidez com que o menino morto foi acusado do assassinato. Primeiro, eu devo dizer que essa história de criança atirando e cometendo suicídio não é nova, segundo, a história montada em torno do garoto é perfeita, com direito a vídeos, testemunhas, etc.

O culpado foi declarado antes da investigação, mas ficou difícil explicar como o menino poderia fazer tudo isso sozinho. Se alguém poderia tê-lo induzido a achar que poderia executar toda a família.

Se a família estava dopada, quem teria feito isso? Por que o menino iria se matar? Será que ele estava drogado? Se ele não estava, quem o estaria ajudando a premeditar o crime?

Agora, toda a polícia de São Paulo ficará tentando desvendar um crime que está à beira de um problema muito maior, crime organizado. No caso do crime organizado, não há nenhuma surpresa, já nem é novidade.

A PPP é perfeita por ter o poder em suas mãos, entretanto, esse poder vai elitizando e acaba por atingir o seu próprio corpo. Qualquer pessoa que diga saber de algo, corre o risco de virar arquivo.

Como a família inteira morreu, o recado foi dado: “Essa história acabou!”

Entretanto, como não há explicação, ficam perguntas no ar, e essas perguntas perturbam uma sociedade que já não acredita nesses poderosos há muito tempo.

Fonte: Estadão

Crimes polêmicos que deram muito o que falar

Caso Isabela Nardoni distorce realidade da justiça

Crime quase perfeito

Casos de polícia Brasil

Decadência da família brasileira

A morte da princesa

agosto 16, 2013 Posted by | Policia | , , , , , | 4 Comentários

Policiais do tráfico são presos em São Paulo

policiais do tráfico

Supervisor do Denarc

CAMPINAS – Os policiais do Denarc e da Polícia Civil de Campinas presos na manhã desta segunda-feira, 15, por suposto envolvimento com o tráfico de drogas, foram flagrados pelas investigações do Ministério Público quando começaram a sequestrar e extorquir traficantes, no início deste ano, por causa de atrasos nos pagamentos de propina.

Entre os acusados, estava um dono de uma lanchonete na avenida Norte-Sul, espécie de Avenida Paulista de Campinas, que morava em um condomínio de luxo. Ele seria o tesoureiro do grupo e conseguiu fugir.

Um dos delegados detidos é o supervisor da unidade de investigações do Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), Clemente Castilhone Junior.

Comentário: Olha só o resumo da história:

Policiais que sabem que as leis são inúteis no Brasil e que a justiça por aqui é apenas ficção, envolveram-se com o tráfico de drogas, afinal, a polícia faz parte da PPP e, portanto, tem muito poder, inclusive para vender (o poder) para o crime organizado.

Os traficantes pagavam até 300 mil ao ano para os policiais que participavam do esquema, entretanto, o atraso nos pagamentos levou os policiais a uma reação inesperada, sequestrar os parentes dos traficantes. Como resposta, os traficantes ordenaram ataques à polícia.

O que ninguém sabia é que uma investigação em andamento levaria a prisão desses políciais, inclusive de um supervisor do Denarc.

Isso me lembra do assassinato de juízes no Rio e no resto do Brasil. Especificamente falando sobre aquela jovem juíza que desafiou o crime no Rio, sendo morta por policiais criminosos.

É por isso que esse escândalo no Denarc não me surpreende… mas assusta.

Comentário: By Jânio

Fonte: Estadão

http://icommercepage.blogspot.com.br/2012/06/jornalismo-da-morte.html

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

julho 16, 2013 Posted by | Policia | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Guerra paulista

oportunidades de morte

Guerrilha Urbana

São Paulo sempre será uma região interessante para ser analisada sob vários aspectos, tanto social, quanto político, econômico, etc.

Na área de segurança, por exemplo, as mortes de vários rappers chamou-me a atenção, agora são os policiais. Não parece uma guerrilha urbana, de fato é.

Se no Rio de Janeiro a organização do crime desencadeou uma onda de violência crônica, em São Paulo não é diferente. Há muitas pessoas inteligentes ajudando a organizar e executar atos fora-da-lei, mostrando que a lei já deixou de ser a única opção ideológica.

Lampião foi o Rei do Cangaço, homem poderoso nas terras abandonadas do nordeste, no sul, raramente tivemos grandes líderes rebeldes com grande popularidade. Mesmo assim, surgiram movimentos organizados de sem-teto, sem-terra e outros.

Os rappers são artistas com um talento notável para protestar em forma de poesia mas, ao contrário dos simples poetas, eles tem ponto de vista claro e falam de dentro do problema para fora, com alvos certos, objetivos, e eles raramente erram o endereço de sua palavras.

Nem a outrora mídia mais forte do país, a TV, que ainda é a mídia mais concentrada do mundo, deixou de manifestar o seu desprezo pelos rappers mais radicais, demonstrando a sua falta de noção quanto ao direito e liberdade de expressão. A TV tem essa capacidade de tornar os culpados inocentes e os inocentes culpados, quando são pobres ou marginalizados.

É difícil não relacionar a morte de policiais, familiares e amigos desses policiais, a morte dos rappers. Acontece que os rappers tornaram-se a voz dos marginalizados, muito mais que ídolos, e, de certa forma, motivou esses grupos a reagir e, de certa foram, vingar suas mortes.

Essa é apenas uma conclusão minha, mas há outros motivos mais comuns, como o tratamento dispensado aos presos em presídios, ou até desavenças pessoais, diretas, entre pessoas marginalizadas e policiais.

O maior problema em tratar as pessoas como animais, é que essas pessoas podem assumir posturas de acordo com o tratamento recebido, e a resposta não será nada agradável.

Não estamos oferecendo um sonho brasileiro para as pessoas e, se esse sonho não fazia falta no passado, quando as pessoas sonhavam os sonhos de personagens de novelas, hoje, as novelas já não conseguem controlar as mentes descontentes.

Essa tendência é mundial, mas as soluções não. Os realities não conseguem convencer, além disso, seus efeitos tem sido inverso ao das novelas.

Os entorpecentes tomaram definitivamente o lugar das novelas, os jovens das classes médias passaram a disputar áreas de tráfico com os marginais.

A guerra já começou e quem ofereceu mais, levou os mais pobres. Até a classe média já entrou nesse mercado.

By Jânio

Incompetência política

novembro 20, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , , | 1 Comentário

Polícia controla favelas mais violentas do Rio

salve-se quem puder

Paz no Rio

Polícia ocupa favelas mais perigosas do Rio.

Cerca de 1.500 soldados que participaram da operação, permanecem controlando uma área que concentrava grande parte da venda de crack.

Quatro das favelas mais perigosas do rio foram ocupadas: Manguinhos, Mandela, Varginha e Jarazinho, que eram controladas pelos traficantes.

Entre os 1.500 homens que participaram da operação, estão soldados da polícia e da infantaria naval, que tiveram apoio de helicópteros e blindados da Marinha. Eles também usaram escavadeiras para remover as barreiras que os traficantes de drogas construíram nas entradas das favelas.

O Batalhão de Operações Especiais da Polícia (Bope), realizou operações anteriores as incursões para evitar a fuga de criminosos. Numa das favelas houve um choque que matou cinco supostos traficantes que fugiam de Manguinhos.

No Jacarezinho funcionou o maior “crackódromo” da cidade, como são conhecidos os lugares onde o crack, derivado da cocaína, é vendido e consumido. Cerca de cem drogados foram transferidos para centros especializados.

As favelas do Jacarezinho e do Manguinhos, onde cerca de 75 mil pessoas vivem, são consideradas as mais perigosas do Rio de Janeiro, onde o tráfico de drogas ocorre em plena luz do dia. Numa região de comércio varejista, era comum pessoas armadas nas ruas. Essas pessoas permaneciam lá pela venda do Crack, droga que é consumida por pelo menos meio milhão de brasileiros.

O governo do Rio de Janeiro pretende instalar nas favelas recuperadas, as chamadas Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), como são conhecidos esses postos permanentes da polícia. Eles estão localizados em áreas onde a polícia já recuperou áreas dominadas por quadrilhas de traficantes.

A instalação das UPP é parte de uma política de segurança iniciada pelo governo do Rio de Janeiro em 2.008, para expulsar os traficantes das favelas da cidade, antes da cidade sediar os Jogos Olímpicos de 2.016.

Esta política de redução de crimes está sendo estudada por países da região.

A polícia do Rio de Janeiro é considerada a mais corrupta da América do Sul. Nos últimos ano, pelo menos 2.000 pessoas foram demitidas por ligações com redes de corrupção e crime organizado.

Comentário: Eu vou começar pelo final do texto: A corrupção da polícia do Rio de Janeiro não impede que esta seja a polícia mais bem preparada do mundo, para operações especiais, conflitos ou guerras urbanas. A corrupção também passa longe dessas tropas de elite.

Eu não posso dizer qual é o salário pago pelo governo, o que poderia ser a causa dessa corrupção, mas posso dizer que os bombeiros ganham muito mal, o que já dá uma idéia. Entretanto, o descaso de décadas conta.

Se a quantidade de marginais e políticos corruptos sempre foi maior que a quantidade de pessoas que os combatiam, parece natural que muitas pessoas tenham se transferido para o lado que paga mais. Prova disso é que as pessoas que são expulsas não intimidam outras que seguem pelo mesmo caminho.

Além disso, esse é um problema que está sendo tratado de maneira elitizada desde o início dessas operações, sem verificar as causas ou combatê-las.

A política sempre será a origem da corrupção no alto escalão do sistema, o que se está combatendo são apenas trombadinhas que tem suporte maior, inclusive entre os políticos.

Eu sinceramente espero que a polícia tenha estrutura para se manter nesses locais e torço para que o crime não se transfira para a cidade.

Parece muito bonito ver a polícia executando essas operações em regiões específicas, mas fica claro que não dá para fazer isso em toda a cidade, em todo os estado, em todo o país.

Talvez seja por isso que temos tantas igrejas e sejamos tão religiosos.

Deus nos ajude!

Comentário: By Jânio

Fonte RT-TV

Violência do Rio

Falta de respeito no morro

outubro 15, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , , | Deixe um comentário

Justiça com as próprias mãos

vingança do justiceiro

Justiça Pessoal

Há vários tipos de justiceiros querendo fazer justiça com as próprias mãos, inclusive criminosos que se sentem injustiçados, pistoreiros (policiais) de aluguel, mulheres traídas que tem a ideia de cortar o “bilau” do amante “galinho”, manifestantes populares que decidem linchar um estuprador, etc. O tipo de justiceiro dessas últimas semanas é do tipo “anjo da lei” que faz o que a polícia deveria fazer, ou seja, limpar as ruas.

Parece que o justiceiro que tem aparecido nas mídias, tem levado muito a sério a ideia de limpar as ruas.

Depois de um assalto, ou tentativa, o pistoleiro acertou os bandidos e o único que escapou foi preso.

Não foi a primeira vez que um justiceiro desses executa uma limpeza de maneira implacável, correndo o risco de acertar as próprias vítimas do assalto mas, pela eficiência poderia ser alguém da própria polícia, ou outro tipo de atirador profissional, do tipo que acerta sempre na mosca.

Recentemente, em Brasília, houve um caso parecido, onde o justiceiro não era tão agressivo, ele simplesmente rasgava os cartazes dos políticos, criando a polêmica: “Por que ele não retira o cartaz, já que está incomodado? Ficaria um serviço muito mais completo de limpeza.”

Quem não se lembra dos justiceiros do eixo Rio-São Paulo, que executavam pessoas fichadas e, mais tarde, surgiram os matadores de trombadinhas que roubavam por prazer e menores de rua que roubavam para sobreviver.

Quando a segurança e a justiça social deixa de ser prioridade para o governo, sempre há alguém disposto a fazer justiça com as próprias mãos. Depois de algum tempo, sempre haverá alguém disposto a pagar pelo melhor serviço, só que, aí, não será tão ético ou social, será por puro interesse, como as milícias do Rio.

Fonte: Erick

O Justiceiro de Brasília

julho 31, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , , | Deixe um comentário

Policiais armados dentro das escolas

policiais nas escolas

O que muita gente temia, já está acontecendo, Niterói tem cinco escolas com policiais militares armados.

Naturalmente, esta questão é polêmica e não é polêmica em apenas um ponto de vista mas em todos os aspectos sociais imagináveis. Eu comparo essa atitude à de um pai que manda prender o próprio filho marginal.

Se o filho tinha alguma pretensão para o futuro, sua prisão pode comprometer isso e a ideia de que o próprio pai tenha interrompido a sua vida, baseado em sua decisão pessoal, pode dramatizar sua relação até o limite. E poderia ser pior, quando o pai mata o próprio filho ou o filho mata o próprio pai como forma de defesa ou crime banal.

Quando os policiais passam a trabalhar armados dentro de escolas, causam polêmica. Os alunos e professores aprovam, já que sua vida está em risco, mas esse é um pensamento baseado no que se vê até a um palmo do próprio nariz, não se vê nada além disso.

Ninguém tem noção de perspectiva, sobre o que poderia acontecer se algum aluno reagir ou atacar algum policial, armado ou drogado.

Diz a sabedoria popular que se alguém usa uma arma de fogo, revólver, naturalmente pensa na possibilidade de matar ou morrer. Um revólver não é como uma bijuteria, um brinco na orelha, não é um enfeite.

Na hora em que isso acontecer, novas polêmicas surgirão e ninguém assumirá a responsabilidade. A sociedade corrupta e cúmplice passará a criticar a atitude do policial que matou uma criança e o policial não terá nenhum apoio.

A ideia de policiais militares dentro de escolas é bem clara, é para intimidar os marginais relativamente incapazes. Essa atitude é arriscada e beneficia gestões públicas incompetentes e sociedade hipócrita omissa.

Notem que não houve uma transição de seguranças em escolas, guardas ou policiais civis, mostrando que a ideia é coibir, reprimir a criminalidade.

A presença de policiais militares em escolas não acontecia nem nos governos militares, o que mostra que os militares eram mais sensíveis que os bandidos que administram o patrimônio público, hoje.

Se nenhuma medida for tomada, essa situação tende a se espalhar para todo o Brasil, até se tornar uma guerra, a guerra dos meninos.

Isso acontece por um motivo simples, as crianças são mais difíceis de serem manipuladas. Se um adolescente teve uma má educação, ele se comportará como tal.

Não haverá nenhuma mobilização do estado ou das famílias para refletirem e corrigirem seus erros, tudo deverá ser resolvido da maneira supostamente mais simples.

Parece que a sociedade desceu ao seu nível mais baixo de decadência, já não somos manipulados ou vítimas, somos cúmplices, participantes ativos dos crimes sociais que acontecem.

Estamos numa situação de submissão e cumplicidade como nunca houve antes na história desse país, estamos a um passo de criarmos uma nova sociedade facista.

Se estamos piores que no governo militar, então eu me pergunto para onde vamos: Para um sistema socialista, disfarçado de capitalista, como na Rússia; para um regime socialista misturado com capitalista, como na China; para uma guerra cívil, como na Índia; catástrofe na saúde pública discriminada, racista, como na África do Sul; imperialismo decadente e falido, como a americano; ou o mais provável, criaremos a nossa própria versão de decadência social, bem à brasileira?

By Jânio

maio 19, 2012 Posted by | Policia | , , , | Deixe um comentário

STF liberta grupo de presos

polícia política

Os contraventores Aniz Abrahão David, o Anísio, patrono da Beija Flor, Ailton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães, e Antônio Petrus Kalil, o Turcão, foram beneficiados por alvarás de soltura, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no último dia 1. Eles haviam sido presos no dia 13 de março, na operação Hurricane, da Polícia Federal.

Outros contraventores também foram beneficiados pelo STF, a decisão é de 2.007, mas a vergonha se renova, graças ao ministro Marco Aurélio.

Segundo a Polícia Federal, os outros beneficiados são Júlio César Guimarães Sobreira, sobrinho do Capitão Guimarães, José Renato de Ferreira, Jaime Garcia Dias, Marcos Antônio dos Santos Bretas, Nagib Teixeira Suaid, João Oliveira de Farias e Marcelo Calil Petrus. Todos deverão responder ao processo em liberdade, assim como aquele jornalista que matou a amante, sendo preso quando já não tinha mais condição de cumprir a pena, devido a velhice.

O advogado de Anísio, Ubiratan guedes, criticou o andamento do processo e a forma como ele é conduzido, criticou também o fato de a justiça querer julgar réus com mais de 70 anos.

“Anísio, Capitão Guimarães e Turcão são acusados de chefiar o Clube Barão de Drummond, uma espécie de tribunal do crime, responsável por julgar quem explora o jogo do bicho em vários territórios da quadrilha.

Comentário: Eu não sei onde a Polícia Federal ainda encontra motivação para prender criminosos. No caso desses réus, nem podem ser presos, pela sua idade avançada.

Se o STF esperasse os réus morrerem de velhice, pouparia-nos dessa vergonha. Depois de os réus mortos, a sentença poderia ser muito mais rígida.

Por outro lado, além de contraventores, os réus são respeitáveis cidadãos, pelo seu dinheiro ou poder, para burgueses que vivem de aparências. Para os burgueses, esses crimes não representam nenhum perigo.

Lembrando que o ex-governador garotinho publicou fotos do governador Sérgio Cabral, aquele que gosta de prender e expulsar bombeiros, em situações suspeitas com Cachoeira.

Agora já são três os governadores com problemas na justiça, mas com o poder que eles tem, dificilmente os Bilderbergers brasileiros deixaram o processo seguir em frente.

By Jânio

Fonte: Site da Polícia Federal

maio 14, 2012 Posted by | Policia | , , , , , | 1 Comentário

Canibais registraram suas atividades

canibais brasileiros

Dois dos três acusados de assassinar, esquartejar e comer suas vítimas, no Nordeste do Brasil, haviam feito um filme caseiro de terror com cenas de canibalismo, informou a imprensa local.

Trata-se de uma fita de 53 minutos de duração intitulado “Espirito”, que conta a história de Helen, uma mulher atormentada pelo espírito de seu marido, um ator chamado Emanuel Silveira.

Ainda não foi comprovado se as cenas gravadas são reais ou quando foi feito o filme, que já está com autoridades que investigam esse crime bizarro.

O fita foi feita pelo ator, escritor, músico e professor de artes marciais, Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, 51, e sua esposa Isabel Cristina Pires da Silveira, 50. Eles são acusados de crimes de homicídio, sequestro, ocultação de cadáver, falsificação e fraude, e crimes contra a saúde pública.

Os assassinos, que formavam um seita chamada Cartel que visa purificar o mundo e reduzir a população, também confessaram que além de ter assassinado as mulheres que consideravam impuras e comer sua carne, também prepararam com essa carne, tortas, empanados, que venderam posteriormente.

O trio, Isabel Pires, 51, Bruna Cristina da Sílva, 25, e Jorge Beltrão Negromonte, pretendiam matar três mulheres por ano.

Eles atraiam as mulheres com propostas de emprego, babás, com um salário bem acima da média da região pobre do nordeste.

Segundo o porta-voz da polícia, os detalhes da atividade da seita, canibalismo, foram encontrados em um livro de 50 páginas intitulado “A relação de um esquizofrênico”.

“Ao olhar para o corpo sem vida da adolescente má (identificada como Jéssica), sinto um alívio … Nós nos alimentamos da carne do mal como se fosse um ritual de purificação”, diz uma das seções do livro. Pelo menos sete pessoas teriam sido vítimas dos canibais brasileiros.

Comentário: O nome do livro “A relação de um esquizofrênico” não bate com o resto do caso policial. Estaria o escritor atrás de emoções fortes que o inspirassem? Seriam o livro, a seita e o canibalismo, frutos desse amor selvagem e primitivo? A terceira pessoa estaria nisso por dinheiro? Qual é a verdadeira história desses três criminosos?

Quando eu vi a primeira notícia sobre esse caso policial que chamou a atenção do mundo inteiro, a primeira ideia que me veio a cabeça foi falta de educação mas, pelo que podemos comprovar no texto acima, não há falta de educação, muito pelo contrário. A questão da doença social é clara, mas os assassinos são frios.

Matar três mulheres por ano? Eu fiz as contas, aqui, e notei que a carne dessa três mulheres daria o consumo anual dos três envolvidos. O que sobrava eles supostamente preparavam para vender.

Pedofilia, neonazismo e canibalismo, são três problemas que deverão atormentar nossa sociedade decadente, perto do fim. A Alemanha parece o centro de todos esses problemas, que já se espalharam pelo mundo.

A diferença da Alemanha para o resto do mundo, é que a Alemanha tem um sistema educacional suficiente para conter o problema mas, numa região onde o ocultismo encontra pessoas com argumentos suficientes para promovê-lo, isso nunca acabará.

O ocultismo é um grande tabu onde a literatura, rituais, tradições e culturas, são mantidas longe dos olhos da maioria das pessoas que não conhecem esse obscuro universo. Quando chega ao conhecimento dessas pessoas, despertam sentimentos que não sabíamos existirem.

Se um “monstro” se considera esquizofrênico, então ele não está totalmente louco, mas isso não resolve totalmente o problema e nem o crime.

Dois desses canibais poderão ser presos como assassinos frios, passando o resto de suas vidas na cadeia. Sobra um terceiro elemento, Bruna Cristina da Silva, 25 anos, essa não passaria todo o resto de sua vida na cadeia.

O fato deles terem confessado ter vendido carne humana, passa o pior tipo de imagem que o Brasil poderia mostrar, uma infra-estrutura precária onde um gato e uma lebre podem ser confundidos, pior, um animal e um ser humano.

Acho que está na hora de avaliarmos a carne, como um alimento de consumo.

Fonte: RT-TV

By Jânio

abril 16, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , , | 1 Comentário

A economia brasileira em 2.011

Economia Brasileira

Números da Economia

Nunca na história desse país, a economia esteve tão bem, e nunca o resto do mundo, com exceção dos BRICS, esteve tão mal.

A China tem a sua ditadura inquestionável; a Índia tem o seu admirável mundo novo, com os ricos de um lado e os pobres do outro; a Rússia vacila entre o futuro e o passado e a África sofreu grandes mudanças para criar um cartão postal para o mundo, deixando seu lado obscuro fora do foco.

O Brasil tem um pouco dos problemas de cada um desses países, muito bem disfarçado, naturalmente.

Qualquer país do mundo tem dificuldades para conviver com uma taxa de juros de cerca 3%, mas o Brasil já chegou a pagar 15%, 20%.

Isso demonstra a força do país, mas demonstra também as distorções imposta por essa política de juros.

A taxa de juros é só a ponta do iceberg, tudo começa com as altas taxas de impostos, o que gera muita corrupção e impossibilita a livre concorrência, fato que poderia evitar essa política com juros exorbitantes. Sem concorrência, o mercado fica instável e vulnerável, e a especulação, gera ainda mais impostos, como temos observado.

Agora vem a notícia boa para a economia, se é que se pode chamar isso de notícia boa:

O Brasil passou quinhentos anos maquiando sua política, enquanto a economia mundial se tornava mais dinâmica. Hoje, os homens mais ricos do mundo que investem no país, necessitam de estrutura, desenvolvimento, para ganhar dinheiro, e é isso o que tem pressionado o governo a rever suas políticas econômicas.

A taxa de juros é uma das mais baixas da história da economia brasileira, mesmo sem ter baixado os impostos. Na realidade, os impostos nem existem para os ricos, como podemos observar em leis que isentam importação e outros tipos de escândalos, ou seja, a corrupção ainda é um grande problema brasileiro.

Enfrentamos os mesmos problemas de educação, saúde, transporte, segurança, etc., no Brasil inteiro, isso porque os compadres dos políticos entendem que é melhor roubar que investir onde deveriam. Fatos bizarros de superfaturamento ocorrem em toda parte, sem que se possa fazer nada, já que os marginais tem ligações com os políticos de cada região.

… e o Brasil ainda cresce…

01) Risco País – O risco país tem estado estável, já que nada consegue abalar uma economia blindada com sangue e suor de pessoas pobres. E, nesse caso, não há limite mínimo nem máximo.

O Risco Brasil está em 228, com poucas oscilações.

02) Internet – Se é verdade que o projeto de lei SOPA não conseguiu vencer sua primeira batalha, também é verdade que os donos do poder não desistiram, mas a briga vai ser boa, afinal, são 58 milhões de internautas só no Brasil. No último ranking, o Brasil estava com 46 milhões de internautas, e quanto mais internautas, maior a pressão à elite.

03) Taxa de Juros – A taxa Selic está em 10,50 e, mesmo com pressão do COPON, é uma das menores taxas de juros da história. Se está bom? De maneira alguma, como eu disse, nenhum país rico consegue pagar sequer 4% de juros, quanto mais 10%.

Se o Brasil quer crescer, precisa inevitavelmente diminuir a taxa de juros.

O governo repassa dinheiro para aumentar o crédito, ao primeiro sinal de crise, os bancos escondem o dinheiro e pegam mais. E quando aumenta a inflação, o governo paga mais pelos títulos, e pegam o dinheiro de volta, justamente dos bancos, que ficam novamente sem dinheiro e o povo sem crédito.

04) A cesta básica teve um aumento maior que a inflação, 8,82%, mas isso também nem conta, afinal, se a demanda pela cesta básica aumentou, é porque os pobres estão voltando a comer, o que poderá melhorar a saúde, mas não graças ao governo.

05) Desigualdade Social – O Brasil é o segundo país com a maior desigualdade social, no G-20, e é um dos mais desiguais também entre os países em desenvolvimento.

A comparação com os países ricos seria boa, se não fosse a crise deles. No caso dos países em desenvolvimento, o Brasil ainda tem muito para melhorar nesse quesito.

By Jânio

janeiro 24, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , , , , | 1 Comentário

Os dez apresentadores mais chatos da TV

Apresentadores famosos

Famosos e Perigosos

Essa é uma lista especial para qualquer blogueiro que tem opinião, muito mais que um viral.

Criar uma lista como essa, para qualquer pessoa, mesmo que não seja blogueiro, é um desabafo, não só pela baixa qualidade da televisão brasileira e suas relações suspeitas com o crime organizado mas, principalmente, um desabafo de quem não suporta ver coisa errada e ficar calado.

Vamos começar a lista em ordem decrescente, com os apresentadores mais chatos da TV.

10 – Apresentadores de programas religiosos – Assistindo aos programas religiosos, é difícil não lembrar das lavagens de dinheiro, pior, a qualidade é tão ruim que não me admira ter tantos ateus no Brasil. Alguns programas são um martírio, um verdadeiro inferno.

Poderiam apresentar músicas, mensagens, filmes, discussões sérias sobre os mistérios do livro mais interessante e polêmico da história da humanidade, mas não, preferem a mesma ladainha de sempre, desanimando até quem pretendia fazer o que eles mais querem, doar dinheiro para a igreja.

09 – Amaury Jr – È difícil imaginar como um programa tão burguês como esse, possa ser exibido em rede de televisão aberta, exceto pelo fato de que algumas celebridades e pessoas ricas, não se aguentam com tanta fama, tendo de se mostrar aos quatro cantos do país, pior para quem tiver o azar de ligar a TV nesse horário. Felizmente e, apesar do boicote da mídia e dos políticos, tem surgido outros canais, tornando programas idiotas, como esse, completamente absoletos.

08 – Marília Gabi Gabriela – Chega a assustar, pela capacidade como seduz seus convidados a se abrirem no programa. Está no canal certo, para ela, conforme iremos discutir mais abaixo, difícil é saber para que serve um programa insuportável como esse.

07 – Xuxa – Um amigo meu sempre dizia que se você gostar de uma música para crianças, alguma coisa está errada, ou com você, ou com a música. A Xuxa já teve um programa que era uma verdadeira praga na televisão brasileira, seduzindo as crianças e tornando-as precocemente consumistas compulsivas, felizmente, sua fama já não é tão grande como antes e, felizmente para ela, sua filha já cresceu o bastante para entender o que uma criança seria inocente demais para assimilar.

Xuxa virou a cara da Globo, como alguns dos programas da grade de programação dessa emissora e, sem internet, ainda estaríamos na era das sombras da comunicação.

06 – Faustão – Lembra muito os punks que se tornaram ricos, com um discurso de centro direita que chega a irritar, mas só quem tiver paciência suficiente para assistir mais de cinco minutos de seu programa. Apesar do programa apelar para vídeo amadores, fazendo a fama em cima dos anônimos, a vingança dos Anonymous está próxima.

Iniciou a carreira com uma paródia de si mesmo, mas esqueceu de mudar o tom do discurso, depois de ficar famoso. Com piadinhas politicamente incorretas, ficou famoso, mas poderão ser essas mesmas piadinhas estúpidas e preconceituosas que poderão levá-lo de volta ao anonimato, desde que o sistema permita que a internet sobreviva, naturalmente. Vamos lutar até a morte por isso.

05 – Gugu – Não se deixe enganar pelo nome, muito menos pela carinha de camelô, o que levou um outro ex-camelô a contratá-lo.

Depois de um longo casamento, o divórcio veio a cavalo, e não tinha nenhum príncipe sobre ele.

Depois de mudar de emissora, não mudou em nada o seu estilo e até sua ambição continua a mesma.

Muita gente não se lembra, ou ainda era criança demais, mas o bebê, digo, Gugu, fingiu uma entrevista com o chefe do PCC, o que irritou até o próprio PCC. Quem gostou menos ainda foi a Polícia Federal, que não deixou barato e deu um belo corretivo no bizarro pimpolho.

04 – Hebe – Sempre fez parte da elite brasileira e da burguesia paulista, mas um dia a casa caiu, e o império desmoronou.

Tudo começou – a desgraça – com a chegada do socialismo no poder. Primeiro foi o Maluf que foi preso, e burguês odeia ex-presidiário, depois foram as Daslu, e os velhos tempos em que a elite recebia príncipes e princesas, ficou comprometido. A vitória da Dilma parece que trouxe um pouco do glamour de volta, mas nada será como antes, nada…

Ah! O programa é muito chato, feito para os ricos, com requinte que a maioria dos pobres nem vai conseguir reconhecer e com alguns artistas populares para disfarçar o elitismo enfadonho.

03 – Luciano Huck – Esse é uma verdadeira praga, até os seus amigos/inimigos de infância reconhecem, era muito difícil aguentar o moleque sem noção do ridículo.

Para ele não basta receber príncipes e princesas, ou fazer amizade com celebridades de Hollywood, ele tem de fechar praias particulares para seu uso privado.

Eu prefiro nem falar do programa, mas eu achei bem feito a greve que os artistas fizeram contra ele, quem esse idiota pensa que é, para falar um monte de asneira em rede nacional. Se ele não tem educação, vá falar besteira na casa da senhora mãe dele.

02 – Raul Gil – Depois de bater em mulher, bater em crianças, o que eu mais poderia falar de um filhote de ditadura como esse.

Esse é mais um estrupício que está na emissora certa, para infelicidade geral da nação, apresentando um programa que é a cara dele, ou seja, horrível.

01 – Sílvio Santos – AHH! Demorou mais chegamos aqui, no dono da emissora certa para quem é errado. Esse é o homem do grupo que deu grupo no Banco Central, esse é o homem do Grupo Sílvio Santos, aquele que conseguiu a proeza de roubar 4,5 bilhões de reais do Banco central, sem que ninguém do governo fizesse nada.

A história desse “senhor”, pode ser avaliada pela qualidade dos programas que sempre apresentou durante sua carreira artística.

Com programas com nomes do tipo “Topa Tudo Por Dinheiro”, ele dava uma ideia do que faria aos cofres públicos. Depois que tudo foi descoberto, ele chegou a dizer que venderia tudo, isso porque era a única forma de  livrar-se dos crimes cometidos pelas suas empresas.

Até o intocável presidente do Banco Central, que virou ministro, sentiu-se constrangido com toda a história protagonizada pela Caixa Econômica Federal e o Grupo Sílvio Santos.

O Banco Panamericano foi vendido para um outro grupo, e as comissões certamente foram pagas diretamente dos bancos dos infernos fiscais. Para quem acha que gente que não presta vai para o inferno, lamento informá-los de que estão errados, eles já estão no inferno há muito tempo.

By Jânio

janeiro 22, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , , | 17 Comentários

Casos policiais para brasileiro ver

acreditando na injustiça

Deputada Assassinada

O depoimento do primeiro dos acusados de assassinar Ceci Cunha, deputada alagoana, já foi polêmico. O acusado denunciou a Polícia Federal de tê-lo torturado.

O acusado afirmou estar em outra cidade, na hora do assassinato, e disse que foi forçado a acusar os outros envolvidos, chegando a citar o senador Renan Calheiros.

Além da deputada Ceci Cunha, outros três membros da família também foram mortos.

Esquecendo os assassinos e considerando-se os culpados pelo crime, o suplente da deputada teria sido o mandante, portanto crime político.

Enquanto isso, o policial que matou o operário durante uma operação policial, confundindo sua furadeira com uma arma, foi julgado inocente. Esse julgamento abre um precedente para outros processos no futuro. Pelo menos nesse caso, não ouvi falar nada em recurso, o que me leva a crer que o advogado da viúva era um defensor público.

O escândalo das movimentações financeiras, efetuadas pelo judiciário do Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, mostra como está o nosso sistema.

Autoridades do judiciário, responsáveis pela região, afirmaram não ter notado nenhuma operação financeira suspeita, o que é mais estranho ainda.

Não há dúvidas que haja um testa de ferro nessa história, mas acreditar que haja apenas um culpado, aí, já seria pedir demais, não é mesmo?

Depois de se envolver em mais um escândalo, coisa de famosos ricos, o jogador Adriano se disse inocente, apesar de acusado pela mulher que estava no carro. Naturalmente, ele acusou a mulher pelo disparo acidental da arma e, nesse jogo de empurra empurra, sobrou para os peritos.

Parece que os perítos não identificaram nenhum vestígio de pólvora, nem na mulher e nem no jogador, mas como a mulher voltou atrás e disse estar mentindo, confessando que brincava com a arma, sobrou para ela.

Observação: Não eram só os dois que estavam no carro, e eu também não ouvi falar nada em apelação. Parece que a polícia prefere que fique assim.

O Rio de Janeiro continua lindo, São Paulo também. Alagoas, Brasil…

BY Jânio

janeiro 20, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , | 1 Comentário

A teoria da PPP na prática

Recebi o video-denúncia por comentário e resolvi publicar

dezembro 4, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , | 1 Comentário

Histórias do país das maravilhas

contos policiais

Casos Reais

A prisão do traficante nem mostra como as notícias estão repetitivas: Invasão de favelas; tiroteios; vítimas inocentes; prisão de policiais envolvidos; esporadicamente, prisão de um grande líder do tráfico, dessa vez foi o Nem.

A lista de coincidências não para por aí, prenderam a mulher do Nem e não sei quem mais irão prender.

Isso me fez lembrar do Fernandinho Beira-Mar (cv), um dos maiores mitos desse poder paralelo. Na época, Fernandinho havia distribuído bônus para toda sua família, e o valor era tão grande quanto os bônus distribuídos para os novos milionários, publicados pela Forbes.

Resultado: Prenderam mulher, advogados, irmãos e outros parentes e amigos que haviam enriquecido de maneira ilícita. Se algum delegado de polícia costuma dizer: “Eles são organizados, mas nós somos mais organizados ainda”, eu não tenho nada a dizer sobre isso, aliás, cadê meu advogado? rs rs

Fernandinho continuou seu reinado de dentro da penitenciária de segurança máxima, afinal, a penitenciária pode ser de segurança máxima, mas a casa dos funcionários da penitenciária não é, e parece que os brasileiros não estão dispostos a morrer por uma justiça fictícia.

Apesar dessa fama de Fernandinho, foi Marcola, do PCC, quem demonstrou maior organização, assustando o mundo inteiro, chegando a intimar diretores de presídios. Foi a “família” de Marcola a primeira a sofrer muitas baixas.

Coincidentemente, ao mesmo tempo que prendiam Nem, que supostamente movimentava a bagatela de 20 milhões na Rocinha, e não deve ser só isso, mais uma quadrilha ligada a Fernandinho foi presa, mostrando que haviam empresas ligadas a ele, espalhadas por todo o país.

Eu temo que tenhamos chegado a um ponto do qual não possamos mais voltar, e espero sinceramente que as pessoas indefesas não estejam no meio do fogo na próxima batalha desses poderosos.

Se as autoridades tivessem tanta competência para desapropriar bens, confiscar e prender políticos corruptos, como tem feito com os traficantes, haveria uma boa chance de mudarmos o país.

Traficante não tem medo de nada, exceto da Polícia Federal; a Polícia Federal não tem medo de nada, exceto dos políticos corruptos.

Agora eu começo a entender a bizarra atração que algumas pessoas tem por filmes de gangsters, esse é um sonho que muitas pessoas não tem coragem de realizar, mas sempre há uma exceção.

Prostituição, dinheiro fácil, corrupção, tudo parece muito sedutor para algumas pessoas, mas só no país das maravilhas essas pessoas podem realizar tais sonhos.

By Jânio

dezembro 2, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , , , | 1 Comentário

Menino atira em professora e se mata

brincadeira criminosa

Tragédia Social

Como eu disse outro dia, e torno a dizer: “No dia em que pararmos de procurar o assassino e passarmos procurar os culpados, punindo-os, evidentemente, a criminalidade diminuirá”.

O pior crime da última semana ocorreu em virtude da pura ingenuidade social.

O filho de um guarda civil de São Caetano do Sul teria levado uma arma para a escola, segundo depoimentos informais, para assustar a professora. O problema é que ele atingiu a professora e, com medo das consequências, atirou na própria cabeça.

A arma estava carregada e, se ele não sabia disso quando atirou na professora, quando atirou contra si ele sabia muito bem o que estava fazendo, pelo menos na cabecinha de um menino de dez anos.

Esse é um caso que deve ser analisado sob várias perspectivas, não para procurar um assassino, mas para identificar os culpados.

Pelo fato do caso ter repercussão nacional, é o momento de se utilizar esse caso para emitir um alerta para toda a sociedade.

Acontece que esse menino de dez anos não se comportou como uma criança, ao atirar contra si, pelo menos na minha opinião. Talvez sua babá eletrônica lhe tenha ensinado.

As investigações até o momento, apontam para o fato de o menino apresentar um comportamento exemplar. Se o seu comportamento não fosse exemplar, isso não mudaria nada, ele era apenas uma criança.

O pai dele, o guarda civil, disse não se sentir culpado. Ele disse considerar esse caso uma tragédia, um acidente.

Talvez se o menino tivesse atirado no presidente, na rainha da Inglaterra ou no Papa, ele se sentisse mais culpado. O menino se sentiu culpado, mesmo sendo ele o único inocente dessa história.

Eu fiquei impressionado com a maneira como todos tiraram o corpo fora, deixando essa tragédia sem culpados.

Essa falta de controle sobre as armas é um problema sério. Se o menino de fato pretendia só dar um susto na professora, tudo leva a crer que sim, então, isso significa que ele pensava saber o que estava fazendo e já fizera isso antes.

A arma ficava no alto de um armário, segundo o pai. Será que ele achava que o menino de dez anos nunca iria encontrar essa arma?

A polícia tem alertado para o fato de profissionais de segurança, mal preparados, estarem portando armas. Segundo eles, a polícia pode passar meses ou anos, em treinamento, antes de sair às ruas, enquanto um segurança recebe uma arma depois de quinze dias.

Eu fiquei me imaginando aos dez anos, eu não era tão ingênuo.

Naquele tempo, as crianças tinham medo de armas. Eu não poderia nem imaginar uma coisa dessas, até as armas de brinquedo eram proibidas pela maioria das famílias.

O fato do menino atirar contra si, leva a conclusão de que ele provavelmente viu isso na tv. Aos dez anos, eu poderia inventar mil desculpas, menos em atirar contra mim mesmo, e olha que eu tinha mais maturidade que a maioria dos adultos daqueles tempos.

A sociedade é assim, cheia de tragédias, acidentes, monstros e psicopatas, difícil mesmo é encontrar os culpados.

By Jânio

setembro 28, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , | 6 Comentários

agosto 15, 2011 Posted by | Policia | Deixe um comentário

Juíza de São Gonçalo é assassinada com quinze tiros

Assassinato Encomendado

Sem Medo da Morte

O assassinato da juíza Patrícia Lourival Acioli, 47 anos, da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, RJ, mostra a dura realidade da justiça brasileira.

Foram pelo menos quinze disparos de armas de grosso calibre, feitos por homens que surpreenderam a juíza, chegando rapidamente em motos e carros.

Um Juiz ganha um salário relativamente bom, 12 mil reais, comparado com a miséria do povo brasileiro, mas insuficiente para custear sua segurança, no caso do juiz da área criminal.

Considerada uma juíza linha dura, responsável por dar a pena máxima para muitos policiais envolvidos com milícias, corrupção e tráfico de drogas, a juíza tinha muitos inimigos. O que surpreende nessa história, é como uma pessoa tão visada como essa juíza, andava sem escolta.

Um traficante comum não oferece tanto perigo para a alta sociedade e autoridades judiciais, o problema é quando esses traficantes se misturam com a própria polícia.

A juíza foi responsável por prender um grupo de extermínio do Rio, que sequestrava e extorquia os próprios traficantes. Esse grupo era formado por policiais.

Em todo o Brasil, pelo menos 300 juízes federais enfrentam problemas com ameaças, já virou rotina. Só casos de processos confirmados, são mais de quarenta, outro tanto estão para serem instaurados.

Um projeto que já está em tramitação, pretende que a partir de agora, pelo menos três juízes assinem a sentença, em casos criminais graves. A comissão pretende também criar a polícia judiciária, para a segurança do poder judiciário.

Essas medidas podem passar a ideia de que algo será mudado, mas os problemas requerem atitudes bem mais sérias que estas.

Invadir os morros, dar mais treinamento para a polícia, verbas para as forças armadas, tudo isso só serve para elitizar o poder. Pode funcionar a curto prazo, mas só servirá para tornar o crime muito mais forte no futuro.

O Brasil tem várias máfias atuantes, todas muito fortes e com ramificações na política e polícia, formando a pirâmide da PPP. Quanto mais o tempo passa, maior o problema.

O governo está muito próximo de perder o poder para o crime organizado e, quando isso acontecer, as forças armadas irão declarar guerra ao crime. O Brasil terá, então, uma guerra civil, onde cada brasileiro se alistará de um lado, para quem oferecer mais, e nós sabemos quem paga melhor.

By Jânio

agosto 14, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , | 11 Comentários

Para de mortes

josé cláudio

Seringueiro Morto

É grande o número de assassinatos no Pará, sempre às sombras da in(justiça) brasileira.

Há certos fatos, nessa vida, que me chamam a atenção, como foi o caso de Wellington Menezes, o psicopata do Realengo, morto dias antes do assassinato de Osama Bin Laden. Eu fico me perguntando o que essas coincidências querem dizer.

O Código Florestal Brasileiro teve a sua discutida aprovação, pelos deputados, no dia da morte de José Cláudio Ribeiro da Silva e sua esposa Maria do Espírito Santo. José Cláudio, líder extrativista de Nova Ipixuna, no Pará, deixou registrada uma denúncia de que iria morrer, sem que nenhuma providência fosse tomada.

Assim como Chico Mendes, assassinado em 1.988, e Dorothy Stang, morta em 2.005, aos 73 anos, José Cláudio sabia que iria morrer, como fica comprovado em suas declarações.

As leis federais são muito fortes, mas o Governo Federal nunca teve muita preocupação em investir na promoção da Justiça. A presidenta Dilma destinou quinhentos mil reais para fiscalização da região, depois da morte do seringueiro – Esse valor me fez lembrar do Panamericano.

Se fossem quinhentos milhões de reais, estamos falando do futuro do planeta, eu até entenderia, mas quinhentos mil reais deve ser o valor que o Sílvio Santos gasta com sua manicure.

Eu me lembro de um oficial de justiça que foi levar a intimação para um fazendeiro, e desapareceu, mostrando como funciona a justiça do Pará.

Eu fico pensando se em estados como São Paulo e Rio de Janeiro, onde há informação e pessoas bem informadas, além de uma organização razoável, tudo está um caos, imaginem em outras regiões abandonadas.

Além da falta de investimentos em segurança, há um problema muito maior, a falta de Justiça, essa falta está nos levando para uma situação perigosa.

Até o então presidente Lula criticou a decisão da sentença, relacionada à morte de DorothY Stang, confirmando a minha suspeita – Não é o presidente que manda no país.

A soltura do banqueiro, Mister Dantas, em menos de vinte e quatro horas, mostrou a força econômica imperando sobre a Justiça brasileira. O caso do Banco Panamericano mostrou um perigo ainda maior, uma combinação de poder, dinheiro e comunicação de massa.

Está mais do que claro como são criadas as leis nesse país, para quem servem essas leis e qual o nosso papel nisso tudo.

Nós precisamos boicotar os banqueiros e pessoas envolvidas nesses escândalos. Infelizmente, no caso do Panamericano, já mudaram a razão social da empresa para se esconder.

Os homens poderosos, como Sílvio Santos e outros banqueiros, devem ser boicotados para que de alguma forma sintam as consequências de seus atos ilícitos.

Quando disserem que o brasileiro está sendo discriminado no exterior, então saberemos que pelo menos lá fora estão vendo o que está acontecendo no Brasil.

O Brasil, uma das maiores economias do mundo, está sendo respeitado lá fora, prova disso é que a Copa e as olimpíadas serão realizadas aqui.

Mesmo tendo tantos problemas sociais e um IDH baixíssimo, há uma apoio estrangeiro muito grande aos poderosos brasileiros, portanto, a comunidade internacional também tem culpa.

By Jânio

junho 2, 2011 Posted by | Policia | , , , , | 5 Comentários

O Contrato Social

primeira republica

República Moderna

“O homem nasceu livre e em toda parte acha-se acorrentado…

Renunciar à sua liberdade é desistir da sua qualidade de homem, dos direitos de liberdade, mesmo de seus deveres…

Tal renúncia é incompatível com a natureza do homem.”

“A alienação total de cada associado com todos os seus direitos á comunidade. Aqueles que se entregam a todos, não se dão à ninguém. Como não existe associado sobre o qual adquiramos os mesmos direitos que lhe concedemos sobre nós, ganharemos o equivalente a tudo o que perdermos, e mais força ainda, para conservarmos o que temos.”

“O Estado, em relação aos seus membros, é senhor de seus bens, graças ao contrato social…

O Estado é juiz da liberdade de cada pessoa. Pode impor uma religião civil, necessária à sociedade, banir os que não creiam nela, condenar a morte os que, depois de aderirem à essa religião, “se portem como se nela não acreditassem”, pois esta atitude constitui uma porta aberta para a arbitrariedade.”

Rousseau.

vejam bem, a democracia não surgiu na época do Iluminismo, Independência dos Estados Unidos ou Maquiavel, Surgiu muito tempo antes.

O princípio básico da democracia, sempre será liberdade, direito, responsabilidade.

“O direito de uma pessoa termina onde começa o direito da outra”. Essa é uma regra implícita, é preciso saber o que a outra pessoa pensa , o que ela sente, enfim, é preciso se colocar no lugar dela.

Em época de Web 2.0, uma pessoa que não conheça estes fundamentos é uma pessoa excluída, socialmente, digitalmente, economicamente…

“Libertas Quae sera tamen.” Essa expressão faz referência ao princípio básico da democracia, não a partir do Iluminismo ou de Maquiavel, mas da República/Império Romano, por sua vez inspirada na democracia da Grécia antiga.

Essa expressão foi traduzida como “Liberdade ainda que tardia”, sua tradução , entretanto, lembra-me uma discussão cordial com uma professora, quando eu disse: “…mas se eu fosse uma criança de seis anos, faria uma tradução literal e inocente: “Libertas que serás também”, ou seja, não mudaria nada.

Considerando a tradução da criança de seis anos, chegamos a conclusão de que os inconfidentes eram, de fato, muito irônicos em sua essência filosófica.

Toda a expressão “Liberdade ainda que tardia”, concentra-se em uma única palavra da expressão latina, “Libertas”. Ao invés de traduzir toda a expressão, os inconfidentes ironizavam, não o Império, mas o próprio povo.

Poderíamos dizer que a tradução é ambígua, ao mesmo tempo em que provocava a monarquia, em latim, incitava o povo: “Já chegará tarde, essa tal liberdade.”

Rousseau faz uso de uma argumentação clássica: “É preciso ser homem” – Ao mesmo tempo, inteligentemente, foge de uma possível armadilha, uma ideia revanchista, ideia revolucionária: Renunciar à sua liberdade é desistir da sua qualidade de homem, dos direitos de liberdade, mesmo de seus deveres…

Rousseau também faz um alerta: “A alienação total de cada associado com todos os seus direitos á comunidade. Aqueles que se entregam a todos, não se dão à ninguém. Como não existe associado sobre o qual adquiramos os mesmos direitos que lhe concedemos sobre nós, ganharemos o equivalente a tudo o que perdermos, e mais força ainda, para conservarmos o que temos.”

Traduzindo: A submissão do cidadão ao sistema, não deve tirar a sua força para crescer, mas acrescentar benefícios ainda maiores. Deve fazer com que sua comunidade cresça diante de seus olhos, motivando-o a continuar lutando para “vencer na vida”, vendo senão a si, aos seus entes queridos entrarem na “Terra prometida”, a qual lhe é de direito, já que lhe fora prometido.

O princípio da ética também é observado claramente: “Aquele que se entrega a todos, não se dá à ninguém”. Nesse caso, o cidadão deve pensar unicamente na sociedade como um todo, deve obedecer, servir, a sociedade, não ao interesse e ideologia do ditador que toma o poder.

Na última linha do texto citado, Rousseau é taxativo. Segundo o seu pensamento, quem não seguir as leis, deve ser banido da sociedade onde imperam essas leis, e vai mais longe, quem aderir a essas leis depois romper com elas, deve ser condenado a morte, pois essas pessoas são o maior perigo para o fim dessa sociedade.

Portanto, vivemos numa anarquia total, desde o momento em que vendemos, ou compramos o voto, até o momento em que nos corrompemos diante das dificuldades, impostas inteligentemente pelo Estado Elitista, através de altas cargas de tributo.

Todos que não vivem na elite, classe média alta, e não aderem a “PPP”, estão definitivamente banidos da sociedade.

Somos escravos, vivemos fora do círculo, sem nenhum dever ou direito.

Sem condições de nos submetermos as regras duras, impostas pelo sistema, somos obrigados a nos prostituir diante da sociedade, Igreja e de nossos próprios ideais.

Na outra ponta, no lado de cima, as regras sociais continuam valendo: “O Estado é juiz da liberdade de cada pessoa. Pode impor uma religião civil, necessária à sociedade, banir os que não creiam nela, condenar a morte os que, depois de aderirem à essa religião, se portem como se nela não acreditassem, pois esta atitude constitui uma porta aberta para a arbitrariedade.”

Qualquer pessoa que ameace as estruturas elitizadas da comunidade do poder, será condenado a morte. Aqueles que não concordarem com ela, deverão permanecer fora, banidos, sem direitos nem obrigações em relação á ela.

Os Estados Unidos foram os primeiros a aderir à evolução de democracia, até agora.

Na França, a principal idealizadora da nova ordem democrática, houve um princípio de mudanças, inspirados na Independência dos Estados Unidos, que por sua vez haviam se inspirado no Iluminismo, sendo apoiados pela França, em sua luta pela independência.

…mas Robespierre tornou-se um sanguinário, condenando a guilhotina todos os que lhe faziam oposição, fazendo muitos inimigos, até o golpe da burguesia.

By Jânio

março 11, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

Polícia investiga a própria polícia

polícia x polícia

Investigação Criminal

A PPP – política, polícia e pilantras – sofreu um duro golpe nessa semana, e foi em seu maior reduto, no eixo Rio-São Paulo.

Enquanto no Rio o diretor da polícia civil pedia afastamento, em meio a escândalos. Em São Paulo, até a corregedoria se vê em apuros.

Acontece que a nossa sociedade tem uma hierarquia arbitrária, ditadora, isso há 500 anos. Com o crescimento acelerado da tecnologia, toda a cúpula das instituições brasileiras tem enfrentado problemas de adaptação aos novos tempos.

Parece coincidência, o fato dessas investigações, no Rio e em São Paulo, terem culminado em grandes escândalos em torno de si próprios, mas não é.

Em São Paulo, depois de uma policial civil ter sido revistada violentamente – A policial ficou nua na frente de vários homens – as imagens foram parar na tv, um veículo de comunicação de massa.

A mulher era suspeita de ter recebido propina, e, aparentemente recebeu, mas as imagens deixam dúvidas.

Então vamos ao comentário: Aparentemente, eu não vi nada demais, nada além do que eu esperaria da polícia. O que chama a atenção, aqui, é o fato da suspeita ser uma mulher.

Sendo uma mulher, e sabendo que estava sendo filmada, a policial se desesperou, isso também é normal – Certamente, ela não esperava que passaria pelo tratamento de seus colegas homens.

O que é normal na cena:

01 – O delegado avisa que ela deveria se despir, na presença de seis homens e duas mulheres.

02 – O delegado avisa que se não obedecesse, seria dada ordem de prisão.

03 – A policial se recusa, achando que teria direito a tratamento diferenciado, pelo fato de ser mulher. Não teve.

04 – Se fosse um homem, passaria pelo mesmo tratamento, mas seria considerado normal, mesmo se só houvessem mulheres presentes.

Será que pelo fato de ser mulher, ela é menos culpada, é diferente?

O fato é que a TV se interessou pelas imagens, e as imagens em mídia de massa são uma arma poderosíssima.

Comentário do apresentador: “A propina recebida pela policial, não é nada, perto da agressão sofrida, onde toda a cúpula da polícia torna-se cúmplice, diante dessas imagens.”

Em primeiro lugar, é preciso que se diga que essa denúncia precisa ser investigada. Sim, há muitas injustiças como essas sendo praticadas pelo Brasil, e não, a policial não é diferente, pelo fato de ser mulher.

Outro detalhe: Receber propina não é um crime menor, assim como vender o voto não torna um eleitor menos covarde, diante da sociedade, mesmo estando passando fome. A necessidade não muda o crime, mas pode amenizar a pena.

Rio – No Rio, a Polícia Federal finalmente chega na etapa final das investigações contra a polícia civil, não sem antes revelar escândalos no processo dessas investigações.

Há suspeitas de vazamento de informações sigilosas, reveladas por laudos técnicos. É claro que a tecnologia não poderia ficar de fora dessas investigações, não é mesmo?

São pelo menos 30 policiais civis, entre eles delegados, o próprio diretor da polícia civil – Chefe dos delegados – pediu afastamento.

Não foi descoberto nada que uma pessoa comum não suspeitasse, há muito tempo, mas porquê isso não ocorreu antes?

A primeira parte da charada, eu já respondi: A tecnologia se desenvolveu acima da (in)capacidade da polícia.

Então, vamos a segunda parte: Se Maquiavel já dizia “A natureza do homem é má”, nós também sabemos que Maquiavel não imaginaria os “ratos” que habitariam por essas terras.

Ora, o rato, animal muito sujo, covarde e contagioso, foge ao menor sinal de perigo. Ele também sabe quando está na hora de abandonar o barco.

Voltando ao caso: As novas gerações sabem que não tem controle sobre as novas tecnologias, assim, preferem permanecer à distância, até terem certeza de poderem habitar no mesmo barco da corrupção.

Quando as novas gerações escolhem seu lado, tem liberdade para cumprir sua verdadeira missão na polícia, policiar.

NOTA: A computação é como matemática, quem conhece, domina, não explica, apenas passa as fórmulas. Quem tem boa memória, pode fazer uso dessas fórmulas, mas a sua memória ficará tão ocupada com essas fórmulas, que essa pessoa nem saberá a cor das meias que usava ontem, possibilitando uma forma perfeita de manipulação,

Quem comete um crime, deverá saber que mais cedo, ou mais tarde, deverá prestar contas perante a sociedade.

By Jânio

fevereiro 20, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , | 3 Comentários

O Segundo homem mais rico do Brasil

nova lenda do cangaço

Cabeça de jagunços

Você já ouviu falar do “mineirin”? – Eu também não. Esse tal de Francisco Nunes Pereira, vulgo “mineirinho”, era um pacato vagabundo de ficha suja, na cidade de Tautuí, pequena cidade de cerca de cem mil habitantes, no interior de São Paulo.

O ano era 2.007. Graças à sua ficha suja, um de seus desafetos decidiu acionar a justiça, para receber sua dívida.

Seguindo o processo legal, o juíz descobriu que o vagabundo tinha mais de 2,5 bilhões de reais em suas contas – 2,5 bilhões te lembra alguma coisa? – mais de 900 milhões em apenas uma dessas contas.

Depois disso, alguém ajudou essa “laranja madura” descer do pé. Devem ter ajudado, porque o homem sumiu do mapa, nessa época ele tinha 44 anos.

Essa semana, o tal do “Chico da Fossa” – Esse é o nome “artístico” dele – apareceu na mídia novamente. Hoje ele está com 48 anos, já não são 2,5 bilhões – Você tem certeza que 2,5 bilhões não te lembram nada? – agora são 15 bilhões.

Vamos fazer uma pausa aqui para o ranking: Chico da Fossa era o décimo sexto homem mais rico do Brasil, com esses 2,5 bilhões de reais. Recentemente, na lista dos homens mais ricos do Brasil e Portugal, eu deixei bem claro: há uma lista oficial, declarada a receita, mas há publicações especializadas, como a Financial Times, que mostram a vida como ela é, ou seja, Daniel Dantas já esteve entre os homens mais ricos – não declarado à receita, é claro – …ou vocês acham que o Presidente do STF ia borrar as calças para libertar um pobretão da cadeia.

Ano de 2.011 – Chico da Fossa já aparece como o segundo homem mais rico do Brasil, com cerca de quinze bilhões de reais – Silvio Santos! Cuidado! – e olha que ele só tem 48 anos. Nesse período de tempo, Certamente já foram apagadas quaisquer pistas de envolvidos poderosos no caso …ou não, eu quero acreditar que o Brasil esteja mudando.

Segundo declarações de Chico da Fossa, ele negociava pedras preciosas, em sociedade com um grande banqueiro. Acontece que o banqueiro morreu, seu banco foi vendido para uma grande instituição financeira – Notem que eu estou acreditando em tudo isso … até parece.

Durante esses anos, enquanto o famoso bilionário era procurado, as investigações levaram a seus famosos e poderosos amigos, elite do governo. É claro que agora já não dá mais para prender ninguém, caso isso ocorra, vai assustar os ministros do STF novamente, e sem passar pelo STJ.

Como o Estelionatário teria tentado dar o golpe no Banco do Brasil, inclusive com a ajuda de juízes e comparsas do Brasil inteiro, criou-se o bandido perfeito.

Agora Chico da Fossa já não é só um laranja, é um bandido perigoso, inclusive acusado de matar o prefeiro de Jandira, podendo assumir por todos os crimes sozinho. Líder do bando, associado à um grupo de pistoleiros de aluguel.

Já estão dizendo que o tal Tatuí – esse é seu nome na prisão – não teria nem um centavo, que tudo não passaria de fraude para enganar o banco. É uma história cheia de furos, esse tal “Lamparina Vermelha” – homenagem à Lampião – já está virando lenda.

Finalizando, fica a pergunta: Para alguém tão pacato, lavar tanto dinheiro, quinze bilhões de reais; fraudar o Banco do Brasil; corromper juízes; criar contas em paraísos fiscais; criar empresas no exterior; matar o Prefeito de Jandira; até aí, tudo bem … mas querer que eu acredite, aí é pedir demais, não é mesmo?

By Jânio

fevereiro 13, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , , , | 26 Comentários

As moscas do Panamericano

escandalo financeiro

Fraude Bancaria

Vamos  conhecer um pouco a corrupção, e a política, brasileira? – Essa pergunta é estratégica, tanto pelo fato de a corrupção não estar limitada à política, como  divulga a mídia, quanto pelo fato de alguns leitores não terem estômago para conhecer tantos podres.

Isso me faz lembrar uma discussão de duas enfermeiras: Quando uma disse que não podia ver xixi e cocô – ficava com nojo do serviço – a outra enfermeira disse, imediatamente, que tinha muito mais medo de sangue, sugerindo que fizessem um acordo, enquanto uma limpava o sangue, a outra limparia o cocô e o xixi.

A indignação à proposta foi grande: “Aqui tem muito mais paciente sujo de sangue do que paciente sujo cocô e xixi. Você está pensando que eu sou idiota?

Enquanto a PPP espalha seu cocô por toda parte – Dessa vez o cocô é figura de linguagem, para os desavisados de plantão – esses vagabundos nem imaginam o sangue da população carente que jorra por essa  terra abençoada por Deus – vagabundos também é figura de linguagem, Deus me perdoe se for blasfêmia o resto.

Vamos interromper a narrativa, para fazer uma pergunta estratégica: “Quanto vale os bens de uma empresa falida?” – vamos aproveitar para fazer mais uma: “O que você pensaria de uma pessoa que vende seus bens, em seguida, utiliza esses mesmos bens como garantia de um financiamento, mesmo já não sendo seus esses bens.

Todas essas questões estão presentes no escândalo do Panamericano/CEF, um escândalo que começou quando  a Caixa Econômica comprou parte do Banco, para evitar sua quebra, mas sem assumir o controle do banco – valor da transação: 700 milhões. O rombo aumentou, chegando a 900 milhões, aí, o Grupo Silvio Santos, controlador do Panamericano, teve uma pequena ajudinha de “mais” 2,5 bilhões – A soma é tão alta que precisamos simplificar os números, para economizar  no texto.

Assim, com todo o sistema bipartidário envolvido na corrupção, resta a corrupta justiça fazer a sua parte, fazendo uso de uma legislação que nem merece uma reforma, já que sempre fica pior, onde só uma revolução resolveria esses problemas, e eu não estou falando de armas de fogo, que fique bem claro.

Como é inconstitucional prender um político corrupto, resta-nos a pena de morte, para nos dar a sensação de justiça, não aquela pena de morte proibida por lei, mas a pena de morte do destino; Quando um Juiz é morto por criminosos, quando a polícia mata a própria polícia – Já é a terceira notícia que eu vejo sobre isso, me faz até lembrar de um comentário que eu fiz, para um policial amigo meu: “Você confia em seu parceiro, mesmo estando ele armado?” – Ele me respondeu: “Claro, eu nunca fiz nada para ninguém, porquê eu não confiaria?”

Lembrei-me também da declaração da Prefeita de Jandira, algo como: “Meu Deus, como chegamos a esse ponto, discutir política com armas de fogo?” – Crise Na PPP? – Há mil formas de matar o povo, mas a elite não morre em filas de SUS, Prefeitura, quaisquer conflitos, serão resolvidos de outras formas.

Se não há justiça no país, para que se preocupar? – Até criminosos se entregam, quando precisam de um bom tratamento de saúde, faz parte do princípio da PPP.

Quando vi a reprise da audiência do ex-Presidente do Banco Central, lembrei-me de PC Farias, o mártir dos corruptos, e sua máxima, em filosofia política – “Vocês são todos hipócritas” – frase corajosa, mas que pode ter custado muito caro – Em sua tradução livre: “Eu comprei todos vocês.”

Henrique Meireles, homem forte do Governo, responsável pelos cerca de duzentos e cinquenta bilhões de dólares, acumulados no primeiro mandato de Lula, insistia na argumentação preferida dele, algo como: “Toda a investigação foi feita sob sigilo, como manda a lei criada pelos Senhores. o Banco Central não poderia revelar dados sigilosos do processo, antes da conclusão e análise do processo em questão” – Concluía ele, com algo como – “Se me perguntarem se a lei deveria ser mudada, eu diria que sim, diria que não concordo com a forma como está, mas devemos seguir a lei; quando a lei for mudada, então o processo ocorrerá, como passará a exigir a lei” – Mais um filósofo político.

Henrique Meireles não quer passar para a história como uma pessoa descuidada, ou sem inteligência, nas entrelinhas, escancara os podres do sistema, mostrando todo o “cocô”,  mesmo sem dar nomes aos “bois”.

Eu também poderia traduzir um pouco das mazelas do que está ocorrendo, apresentar os motivos/consequências de tudo isso.

Já passou da hora da classe média alta entender que, na Democracia, o poder deve estar com o povo. O poder estará mais seguro nas mãos do povo, já que o povo age de acordo com a barriga, mas é crente; o povo não esquece o que é feito de bom; o povo não aumenta impostos; o povo quer mais trabalho do que dinheiro…

É preciso que a classe média alta entenda de uma vez por todas, que oitenta por cento das riquezas está indo para as mãos de poucos coronéis.

O povo precisa de informações verdadeiras, sem falsas ideologias bipartidárias; precisa ouvir informações verdadeiras e sem interesses. Não há mais volta, não dá para mentir, enganar, em época de internet, o povo sabe muito mais do que se pensa ou diz.

O jovem camelô venceu na vida, finalmente mostrou de forma escancarada como consegue jogar dinheiro para o povo – como diz o ditado: “Vem fácil, vai fácil.”

O Empresário ofereceu seu patrimônio falido como garantia, tudo como forma de retardar o processo, ganhar tempo para encontrar uma saída num sistema burocrático que chega ao limite, mas com uma dinâmica assustadora.

Primeiro, o banco estatal ofereceu 700 milhões por parte do patrimônio do Panamericano – sem assumir o controle, a dívida aumentou; ofereceu um financiamento de 2,5 bilhões – um valor maior que o valor real do banco; foram verificadas fraudes bancárias, para conseguir esse financiamento, levando o BC a investigar outros bancos menores, que participavam de negócios com o Grupo Silvio Santos.

Silvio santos declarou que pretende processar gerentes e auditoria. Henrique Meireles deixou bem claro que a auditoria é feita segundo a lei, por uma empresa privada,  especializada.

Traduzindo: É como planejar um crime bilionário, usando um laranja “analfabeto” – o “alfabeto” é figura de linguagem também. Os políticos não tem culpa, pois a responsabilidade é de uma instituição bancária; a instituição bancária não tem culpa, pois a auditoria foi feita por uma empresa privada; o Grupo Silvio Santos também não tem culpa, pois a responsabilidade de contratar a tal empresa de auditoria era de responsabilidade da Caixa Econômica Federal.

A Declaração de Sílvio Santos de processar diretores do banco e a auditoria, faz parte de um processo burrocrático normal – Erros de português serão perdoados, em nome dos erros da Justiça brasileira – deixando a pergunta: Em todo grande roubo, pergunta-se onde está o dinheiro roubado; seria impossível lavar 2,5 bilhões, em curto espaço de tempo, mas como bom filósofo político – É! Eu também sou! –  a corrupção rompe a barreira do tempo e do espaço: O dinheiro já havia sido roubado, para descobrir o roubo é preciso viajar no tempo – Eu sei que isso é tecnicamente impossível, com as atuais tecnologias, mas a Física já entrou no campo da Filosofia há muito tempo, meu(a) caro(a) amigo(a), ah ah ah.

O dinheiro já vem sendo roubado há muito tempo, desde o descobrimento do Brasil – É! O Descobrimento do Brasil foi um roubo, roubaram metade, até o Tratado de Tordesilhas, depois roubaram o resto – mas isso não é desculpa para continuarem roubando, agora estamos falando do suor e do sangue do povo.

Se voltarmos no tempo, descobriremos que os 2,5 bilhões, mais os 700 bilhões, já vem sendo roubado há muito tempo, sendo descobertos só agora, na hora de “tapar o buraco”.

“Dizem” que um cliente de nome Adalberto Salgado, Juiz de Fora – MG,  possuiria um investimento de 400 milhões, com juros, gentilmente ofertados pelo banco, de 30% ao ano.

Eu lembrei de um amigo meu, ele tinha cerca de 1,5 milhão no Banco do Brasil, com rendimentos generosos de 2% ao mês, 24% ao ano. Segundo ele, esse dinheiro servia estrategicamente para o banco, para suas atividades normais – A poupança pagava, nessa época, 0,5% ao mês, cerca de 6% ao ano, enquanto a taxa de juros do BC girava em torno de 19%, em plena era FHC.

Isso poderia explicar o generoso rendimento do CDB, Certificado de Depósito Bancário, do sortudo cliente? – Estamos falando de 400 milhões,  na era Lula, quando a taxa do BC fica na faixa de 10%, para 30% há uma diferença considerável, não é mesmo? – Não há estratégia empresarial que explique uma aplicação tão alta.

O rombo relativo ao financiamento do FGC, Fundo Garantidor de Créditos, foi comunicado no dia 11 de setembro, véspera de eleição – 11 de setembro te lembra alguma coisa? – Haveria alguma insinuação implícita? – Notem que eu não falei em conspiração.

Politicamente, esse fato não pode ser aproveitado nas campanhas, todos os (dois) partidos estavam até o pescoço de cocô, se o sistema não fosse bipartidário, se a mídia de massa não estivesse envolvida, poderíamos até pensar em mudanças a partir desses fatos, mas o jogo de poder brasileiro continua muito forte.

Se as pessoas soubessem quanto dinheiro é roubado no Brasil, através de artimanhas dos coronéis da política, não protestariam contra seus aumentos de salários, protestariam contra os impostos, isso poderia até unir, finalmente, a classe média à classe baixa.

…eu também posso sonhar, não posso?

By Jânio

janeiro 9, 2011 Posted by | Política, Policia | , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Os paises mais ricos das americas

cidades ricas

Paises Ricos

Dizem que algumas coisas não mudam nunca no Brasil, uma delas certamente é o PIB.

PIB – Produto Interno Bruto, poderia também ser traduzido para: Principal Indice do Brasil, utilizado na macro economia, totalmente desvinculado  do IDH, índice de desenvolvimento humano.

O PIB é a soma de tudo o que se produz numa determinada região, transformado em valores monetários.

Enquanto o PIB mostra as riquezas do país, o IDH mostra a pobreza, então, qual é o principal índice? – Todos acham o IDH mais importante, menos os economistas que analisam a macroeconomia.

A bagunça começa pela data das pesquisas, a última pesquisa é de 2.008.

O Brasil possui 5.564 municípios, desses, seis concentram vinte e cinco por cento das riquezas. Um bom motivo para  sair do país, pelo menos se fosse só isso.

A lista dos seis municípios mais ricos do Brasil não tem mudado, nos últimos anos: São Paulo 11,8%, Rio de Janeiro 5,1%, Brasília 3,9%, estão no topo da lista, distantes do resto dos municípios do Brasil, mas é São Paulo que chama a atenção,  com quase doze por cento de todas as riquezas do país.

Se alguém perguntar para as pessoas que moram em São Paulo se elas notam alguma diferança, em relação ao resto do Brasil, certamenta poucas vão dizer sim.

Em seguida, na lista, vem a cidade de Curitiba, com 1,4%; Belo Horizonte, também com 1,4%, e Manaus fechando a lista, com 1,3%.

Essas seriam as seis cidades que concentram os 25% do PIB brasileiro.

A política é um dos principais fatores indicadores do mapa do PIB, já que as cidades mais ricas são capitais; em seguida, eu diria que a infra-estrutura, combinada com a política, mostram as regiões mais ricas, mas o clima e a geografia são implacáveis com os municípios mais pobres.

A infraestrutura também explica o fato de Brasília, a maior força política do Brasil, ficar em terceiro, o mesmo acontecendo no estado de Santa Catarina, onde sua capital também ficou apenas com o terceiro lugar no estado.

A própria pesquisa é uma das principais culpadas pelos problemas do país, tanto em época de eleições, quanto para a padronização da miséria em todo o país, independente do PIB.

São Francisco do conde, na Bahia, ainda é a cidade mais rica do país, segundo o PIB per capta, apesar da população de cerca de trinta mil pessoas, viver na miséria de sempre, a pergunta continua: “Onde vai parar o dinheiro dessa cidade petrolífera?

A Justiça nunca foi o forte do Brasil, então, para que tentar entender o que é inexplicável.

Todas as cidades produtoras de petróleo tem um forte vínculo com a política, mas a região do Sudeste, mais especificamente em Sertãozinho, onde a iniciativa privada é muito forte, na cidade que mais cresceu nos últimos dez anos, verificamos a força do PIB, já que o Prefeito não sabia o que fazer com tanto dinheiro.

Macaé – RJ, também produtora de petróleo, segue uma corrida em busca de infra-estrutura, numa cidade que mais aumenta o PIB nos últimos cinco anos, mas com uma população crescendo ainda mais.

Diferente de Macaé, a cidade que está no pico de seu crescimento, Sertãozinho e Paulínia já se encontram mais estabilizadas.

A força do PIB nas capitais tem diminuído, mas ainda é um grande problema no Brasil.

Posição País PIB (em trilhões de US$)

Mundo 78,360,000

América 20,299,430

1 – Estados Unidos 15,0 trilhões de dólares

2 – Brasil 2,3 trilhões de dólares

3 – Canadá 1,7 trilhão de dólares

4 – México 1,0 trilhão

5 – Argentina 447 bilhões

6 – Venezuela 331

7 – Colômbia 249

8 – Chile 185

9 – Peru 131

10 -Cuba 55

Como Podemos concluir, o Brasil pode ser um dos países mais ricos da américa, um dos mais pobres também, tudo depende do ponto de vista.

Texto relacionado:

https://icommercepage.wordpress.com/2010/11/08/os-melhores-paises-para-se-viver-segundo-o-idh-2-010/

By Jânio

dezembro 12, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , | 73 Comentários

Falta de respeito no complexo do alemão

noticias da guerrilha

Guerra do Rio

Depois que a polícia assumiu o controle do complexo do alemão, a paz voltou, mesmo que temporária, um convite para que pobres mortais comprem briga com os traficantes, desafiando-os.

Como eu disse no artigo passado, essa é uma briga pelo poder, entrar numa briga como essa, para pessoas normais é uma grande encrenca.

Muitas comunidades dos morros nasceram e cresceram de maneira informal, fora do mapa, onde o poder público se manteve alheio a tudo isso.

Numa região com aproximadamente 350 mil habitantes, sendo 100 mil apenas no complexo do alemão, o poder público se viu com um “governo paralelo”, numa região de excluídos. Para o Governo, eles supostamente não tinham nada à oferecer.

Com o tempo, essas comunidades passaram a assumir sua representatividade, dentro de um sistema democrático. Através de jornais tendenciosos, programas idiotas e novelas estúpidas, a maior ferramenta de comunicação do Brasil, a TV, foi suficiente para controlar corações e mentes, até agora.

Se a internet já era um grande problema para o controle elitizado da sociedade, as minorias excluídas se juntaram a essas citadas, para reclamar seu lugar de direito.

Nem mesmo as mídias de massa foram suficientes para passar a idéia de que tudo estava bem, o melhor de tudo, é que os políticos já sabem que essa população está relativamente fora do controle tradicional, tanto capitalista, como socialista.

Em meio ao controle criado pelas antigas mídias, muita gente sequer reparou que o Brasil já está sendo governado por políticos socialistas, por antigos militantes de esquerda. Algumas pessoas nem repararam que vários tabus foram quebrados.

Mas as mudanças de sistemas de governo, no Brasil, não são suficientes para indicar mudanças. Foi assim com a colônia, monarquia, república, governo militar,  diretas e com o socialismo que deverá completar, pelo menos, vinte anos no poder.

Em todas essas mudanças, houve a participação da elite, incomodada com os rumos que o sistema estava tomando. A elite sempre teve as ferramentas de mudanças em suas mãos, até agora.

Até na Venezuela, as grandes redes de tv foram fechadas, um grande erro, em se tratando de um país onde a democracia era tão importante. Apesar disso, a internet não sofreu qualquer ataque por parte do governo, isso levanta uma grande questão a ser discutida.

Algumas táticas das mídias estão ficando ultrapassadas, facilmente identificadas pelos leitores ou telespectadores. A opinião pessoal deixou de ser relevante, dando lugar ao ponto de vista resultande da observação de várias pessoas e/ou classes da sociedade, onde ninguém é dono da verdade.

Algumas velhas notícias que parecem técnica de otimização, usadas como se fossem notícias novas, com as mesmas finalidades, induzir à um determinado pensamento.

“AS AULAS SÃO SUSPENSAS NO MORRO DO ALEMÃO”

Grande novidade, apesar de as pessoas estarem acostumadas com os tiroteios e mortes no morro, o “instinto” de sobrevivência leva as pessoas a pensarem em salvar suas próprias vidas.

Nas reformas da casa, observei que matando uma formiga, as outras continuam vivendo alheias as mortes dessas, mas quando pressentem o perigo, lutam para sobreviver. Se até as formigas lutam pela sobrevivência, imaginem as pessoas.

Observação: O fato das casas estarem nos morros, não significa que as pessoas sejam formigas.

“AUTORIDADES INFORMAM QUE A POLÍCIA DEVERÁ PERMANECER ATÉ 2.011, NO COMPLEXO DO ALEMÃO”.

Levando-se em conta que estamos no último mês de 2.010, Dezembro, essa notícia parece ter sido encomendada por alguém que conhece a força das palavras.

Isso pode trazer sérias consequências para os moradores dos morros, a falsa impressão de que estariam seguros eternamente, isso não é verdade.

“HOMEM DENUNCIA QUE POLICIAIS ENTRARAM EM SUA CASA PARA FAZER REVISTA, E LEVARAM CERCA DE TRINTA E CINCO MIL REAIS EM DINHEIRO”.

Bom, primeiro vamos analisar a denúncia em si:

O que é que um homem estaria fazendo com trinta e cinco mil reais em dinheiro, numa região considerada de alta periculosidade?

Talvez esse homem não considere essa região tão perigosa assim, por isso guardar uma quantia tão grande de dinheiro em casa, seria considerado normal – eu não pagaria para ver.

Grande parte da população tem alertado para a falta de respeito dos policiais, que invadem as casas, arrombam, como se todos os moradores fossem traficantes. Como pode ser comprovado, a saída dos moradores foi bastante criativa e inteligente.

Os moradores deixaram escrito em papéis, recados para que não derrubem as portas, “apesar do clima de guerra, estamos no Brasil, procurem a chave no vizinho”.

Vamos imaginar a época em que o PCC levou o pânico aos moradores de São Paulo, nenhum policial invadiu a casa de burgueses da elite procurando armas ou bandidos.

Não é à toa que o govenador esperou as eleições passarem para iniciar as operações. Aqui surge outra pergunta: Será que o governador está interessado em trazer a paz aos moradores, depois de cem anos de guerra,  ou será que foi o medo do surgimento de um sistema paralelo, capaz de controlar trezentos e cinquanta mil pessoas?

Só para lembrar, na época do combate a dengue, as mansões fechadas dificultava o serviço dos agentes de combate à epidemia. Nenhuma mansão foi arrombada.

POLICIAIS APOSENTADOS SE OFERECEM PARA PARTICIPAR DA OPERAÇÃO NO COMPLEXO DO ALEMÃO:

Para quem tinha alguma dúvida de que havia uma guerrinha particular aqui, agora não há mais dúvida. Não há melhor momento para acertar “velhas contas” do que com a ajuda das forças armadas e toda as forças policiais juntas. No caso de escãndalos envolvendo a polícia, e agora até o exército, são apenas detalhes de uma sociedade eternamente decadente chamada Brasil.

By Jânio

dezembro 4, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , | 14 Comentários

Casos políciais mais comentados e polêmicos

crimes polêmicos

Assassinato de Mércia

Quando a justiça deixa de funcionar num país, as pessoas também deixam de acreditar nela.

Há um ditado popular que diz: “A ocasião faz o ladrão”. Quando as pessoas ficam indefesas, numa terra sem lei, num regime de canibalismo, onde noventa por cento da renda vai para os dez por cento mais ricos, hipoteticamente falando, fatos bizarros começam a acontecer.

As classes mais pobres vivem como crianças indefesas, diante da criminalidade. Os jovens ricos e sem nenhum escrúpulo, são os maiores beneficiados pela sociedade que protege os ricos.

Nos últimos anos, as famílias ricas  tem sentido na pele a violência gerada em seu próprio meio, em alguns casos tem sido feita a justiça.

Dizem que um bandido de classe privilegiada só será condenado, exclusivamente, quando atentar contra sua própria classe, essa é a única lei que não atinge os pobres. Assim, o bandido que mata outro bandido, será condenado, mesmo que ninguém denuncie; filhos que matam pais, ou o contrário; políticos que roubam dos próprios políticos, etc.

A cultura latina, apesar de grandes líderes populares ou revolucinários, como Simon Bolívar, San Martin, Che Guevara, não conseguem se adaptar a um sistema satisfatório de distribuição de renda. Fazer política, distribuindo cesta básica, é diferente de se criar leis que valorizem as classes operárias.

Para nossos ricos, não importam o que seus filhos façam, eles podem.

Recentemente, tem ocorrido crimes que tem origem nessa falta de noção de nossos ricos. Eles tem sido vítimas em seu próprio meio, uma realidade que começa a ser desvendada pelas novas tecnologias.

Na maioria dos casos, o dinheiro resolve o problema mas, vez por outra, uma tragédia acontece.

Os casos mais curiosos são aqueles que acontecem na instituição mais forte da sociedade, a família.

A seguir, vamos relacionar os casos que mais repercutiram na mídia:

Caso Suzane von Richthofen: Acompanhada dos irmãos Daniel e Christian Cravinhos, namorado e irmão dele, antagonizaram um dos maiores escândalos da alta sociedade brasileira, a mídia tentou inutilmente associá-los ao famoso Barão Vermelho, oficial nazista responsável por abater vários aviões aliados, na época da segunda guerra.

A velha estratégia de transformar pessoas normais e mal educadas em monstros, não deu certo, a própria família do antigo oficial negou o parentesco.

O motivo de Suzane ter planejado o assassinato de seus próprios pais, teria sido a impossibilidade de continuar o namoro, além da herança que fecharia o romance com chave de ouro.

Diz o ditado que o diabo manda cometer o pecado, mas não diz como, há até quem diga que Deus e o Diabo estão em nós mesmos. em nossa própria consciência, cabe a nós decidirmos o destino a ser traçado. Ninguém pode afirmar ao certo o que acontece, em crimes como esse, o que se sabe é que há o envolvimento e há consequências.

Tudo fica na mão do  promotor e advogado de defesa: Como os assassinos entraram, quem abriu a porta, como foi o planejamento, etc. É um caso clássico de paixão violenta, onde a falta de estrutura familiar é responsável para que essa paixão realize o que outros apenas pensam ou falam.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Suzane_von_Richthofen

Isabella de Oliveira Nardoni – Outro caso clássico de falta de estrutura familiar. A gravidez indesejada de Ana Carolina, a separação prematura, quando Isabella ainda era bebê.

O que aconteceu naquele apartamento, só a própria Isabella soube, mas levou a verdade junto com ela.

Ao contrário do caso anterior, nesse o réu não confessou, continuou uma família unida. Segundo uma opinião, no post mais comentado da história do madeinblog/icommercepage, havia uma pressão provocada pelo atrito entre o casal Nardoni e a ex-mulher.

O casal não mostrou arrependimento, isso explica a frieza com que enfrentaram o julgamento, do início ao fim.

No processo, conclui-se que Isabella teria sido jogada do sexto andar do prédio London, todo o processo foi baseado no horário do telefonema, horário registrado pela câmera, etc. A justiça dos homens se tornou a justiça das máquinas, nada mais irônico e compatível com os novos tempos, numa sociedade fria e desumana.

O casal foi sentenciado de acordo com suas idades, não se sabe se foi involuntário ou de propósito, o fato é que se tiraram uma vida, toda sua vida também ficou perdida. Ficarão na cadeia por um período igual ao que tinham vivido, antes de tirar a vida de Isabela – A pergunta continua – Quem matou? – Seria preciso um casal para matar a menina?

Segundo o processo, a menina teria sido agredida no carro, então levada para cima e sido atirada. Se a menina estava inconsciente e o pai pensou que ela estava morta, atirando-a; se a rede já havia sido cortada; se houve participação da madrasta; se foi a madrasta quem matou; nada disso nunca será exclarecido. A única certeza é que o casal não confessou e foram ambos presos, revelando-se um caso atípico: De um lado uma família que deveria viver de acordo com a lei, educada; De outro, o próprio símbolo que deveria representar a justiça na sociedade, dominada por essa classe social, a Lei.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Isabella_Nardoni

Caso Mércia – Esse caso ainda não foi solucionado, mas as semelhanças com os outros é evidente.

A mídia dificilmente deixará de acompanhar o caso escolhido para ser o reality da vez.

Mércia era sócia de seu namorado Mizael Bispo de Souza, que também era ex-policial – Todo mundo sabe que amor e negócios não combinam.

Na época do desaparecimento de Mércia, ela teria recebido um telefonema do ex-namorado, ex-sócio e ex policial, quando seu carro foi visto jogado no lago, a história ficou mais misteriosa – ou menos.

Agora, o ex-namorado é o principal acusado pela morte da advogada. Toda a polícia e a mídia ficará mobilizada para esse caso, especulando e julgando, enquanto o resto do mundo ficará esquecido.

Todos as pessoas que tiverem paciência para assistir televisão, enquanto esse caso é investigado, serão envolvidos e convidados a acompanhar esse reality até o seu fim, podendo inclusive votar pelo seu desfecho.

 http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_M%C3%A9rcia_Nakashima
Caso Eliza – Quis o destino que outro caso surgisse, antes mesmo que o caso Mércia fosse desvendado. Teria sido um caso comum, sem repercussão, se um dos principais envolvidos no assassinato não fosse goleiro do time de futebol do Flamengo, segundo time mais popular do Brasil, um dos maiores do mundo.

Eliza teria engravidado do goleiro, que não teria gostado nada – mais um caso de gravidez indesejada – Eliza teria, inclusive.  dado entrevista afirmando que seria morta.

Um terceiro elemento, não menos importante no caso, era o amigo de Bruno. Segundo Bruno, era seu amigo que cuidava de seus assuntos pessoais, seu mais que secretário, tendo até tatuagens de seu nome no corpo.

O caso ainda não foi desvendado, mas deverá ser o principal concorrente  do caso Mércia.

Pelo visto, tão cedo, será difícil de assistir aos telejornais.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Eliza_Samudio
Caso Daniela Perez – Esse foi um caso raríssimo, onde a novela estava em horário nobre, literalmente falando.

Daniela Perez desapareceu, sendo seu parceiro na trama, o principal acusado. Pelo visto, foi o último a ver a vítima.

Também nesse caso, a namorada do acusado estava envolvida.

Uma realidade poucas vezes visto na TV, o processo de investigação revelou que a vítima foi submetida a práticas de magia negra, tortura, seguida de morte.

A autora da novela iniciou então uma campanha, não para que ele fosse condenado, mas para que se instituísse  a lei do crime hediondo.

O réu era primário, foi tratado como qualquer condenado da justiça. A lei do crime hediondo foi discutida amplamente, mas pouco se pode fazer.

Pelo que parece, não há tanto interesse em se alterar as leis no país, se bem que as alterações só valeriam para as pessoas da alta sociedade.

Os pobres sequer tem dinheiro para contratar um advogado, ficam anos na cadeia por roubar um pacote de leite.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Daniela_Perez

Altos impostos => corrupção => desvio de verbas => falta de infra-estrutura => falta de justiça => falta de educação => alta criminalidade.

… e a história se repete

By Jânio

julho 24, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários

Caso Isabela Nardoni distorce a realidade da justiça.

dramalhão na justiça

Caso de justiça

O julgamento de Isabela Nardoni transformou-se em um espetáculo para a classe média, e para as pessoas mais pobres também, mas não foi fácil criar essa enrolação.

O primeiro passo para chamar a atenção das pessoas foi dado no início, pela imprensa marrom, dando ênfase nos detalhes sórdidos, para aumentar a audiência dos programas medíocres. Como o caso se revelou fácil de solucionar, devido aos precedentes, álibis mal sustentados e o ambiente sórdido da família onde a menina vivia, ficou fácil de se chegar aos culpados, segundo a justiça dos homens.

Na realidade, a classe média já tem uma tendência pelos culpados, mas a novela fica muito mais interessante quando os pais, nesse caso o pai do réu, faz questão de defender seu filho até o fim, mesmo não tendo certeza sobre a sua inocência – Seria complexo de culpa?

Crimes como esse não deveriam ter apenas um culpado, nesse caso dois – também não entendi – talvez a acusação queira afirmar que a madrasta má matou a menininha, para depois o pai, ou a própria, jogar a menina do prédio, sendo que o pai a defenderia por amor. Todas as pessoas próximas a vítima tem alguma culpa.

O fato é que, com a audiência garantida na classe média, só faltava criar uma estrutura de novela para o drama. Será que o drama é apropriado para menores de 16 anos? – eu censuraria até os vinte e um anos, mas tudo bem.

Aqui entram as nossas instituições falidas: polícia, legislação, profissionais da área jurídica, etc.

Não é à toa, tamanho sucesso. As pessoas não tem acesso à um reality como esse todo dia, muito menos ver a justiça ser feita, de fato, em seus mínimos detalhes. Parece incrível, mas vai acontecer uma justiça, mesmo que seja preciso mobilizar centenas de pessoas para resolver o caso, tanto da área pública, quanto da área privada – é verdade gente, a iniciativa privada já oferece profissionais na área de criminalística, mas só para os bacanas, e olha que eu nem sei de que é que a família Nardoni vive, mas deve viver bem, pelos registros do reality.

Refletindo melhor, fico imaginando a porcentagem que esse caso representa na área criminal, quantas Isabelas Nardonis são assassinadas pelo Brasil afora, só em Minas Gerais, onde mais se abandonam bebês, o que é praticamente um homicídio, já assisti a vários. Sem falar aquele de Curitiba, pelas investigações, a mãe sofria de depressão, estresse… interessante que ela jogou o bebê, mas na hora de se jogar o estresse não foi suficiente, talvez fosse até melhor que ela tivesse morrido, caso fique comprovado sua doença; a consciência pesada vai ser uma barra para ela, desde que seja inocente, é claro.

O caso de Curitiba foi “interessante” porque a mãe se entregou na hora, diminuindo o agravante.

São milhares e milhares de crimes pelo Brasil afora, alguns nem chegam a ser registrados, porque a própria família não se interessa pela investigação. A polícia nem sempre insiste, afinal, olha o trabalhão que dá uma investigação dessas.

Fica-se com a sensação de que tudo foi resolvido, que a justiça existe. Uma grande ilusão, já que os cortes, nos gastos públicos, quase sempre são feitos com o pessoal, ou seja, na qualidade do serviço público. A imprensa marrom não criou o reality? – a mídia não criou a novela? – então cabe a justiça concluir o caso e mostrar a ilusão de que tudo funciona perfeitamente bem no Brasil.

São com notícias boas que a bolsa de valores sobem e o dólar cai, essa regra vale na estatística dos políticos também, tudo sob controle, a não ser quando São Pedro resolve fazer chover, aí, obriga até o “pobre azarão” do governador Serra a esconder sua candidatura, pelo menos até a chuva passar.

Kassab não teve tanta sorte, foi cassado depois da última tempestade, não sei quem foi o responsável, mas o alagamento tem a ver com isso. Ah! isso tem!

José Roberto Arruda sente a falta de um santo protetor dos políticos, o PMDB quase criou o São Tancredo, mas não foi aceito, nem precisa, quem tem o Sarney…

Viva a República Federativa “Militar” do Brasil!

By Jânio.

março 25, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , | 115 Comentários

O Cartunista Glauco é assassinado

Ultima homenagem

Homenagem ao cartunista

Como disse o Príncipe: “As pessoas só ficam famosas depois de mortas”, sou forçado a crer nessa dura realidade. Pelo menos esses foram os casos da Leila Lopes e do ET, dois exemplos de artistas da classe intermediária que se tornaram manchetes nos principais jornais com suas mortes.

Dessa vez foi o chargista Glauco. Todas as pessoas que lêem jornais, pelo menos uma vez, em momentos de completa ociosidade, parou para ler as tirinha de Geraldão ou algumas outras de autoria de Glauco.

Glauco tinha um estilo irreverente que estava a altura dos maiores chargistas do mundo. Quando vejo uma charge assim, sempre me lembro do Ziraldo, do Henfil, por isso não imaginava que o Glauco fosse tão jovem ainda.

A charge transforma um artista em celebridade muito rapidamente, foi isso que aconteceu com o Glauco. Ele era de uma cidade bem próxima a minha, Jandaia do Sul, terra de outros humoristas famosos, como o apresentador Ratinho e do companheiro do ET, o Rodolfo.

A morte de Glauco, portanto, passa para as estatísticas policiais como mais um crime bárbaro, que tem se tornado comum no mundo inteiro, influenciados pelos filmes de Hollywood, onde a vida não tem muito valor.

Mesmo não sendo rico, um artista famoso passa essa imagem para os leitores; induz as pessoas com patologias psicóticas a criarem fantasias em suas cabeças doentias.

Outra notícia que me chamou a atenção, foi a notícia de que Durval Barboza, aquele do mensalão de Brasília, estaria pedindo para entrar no serviço de proteção às testemunhas, devido a novas notícias bombásticas sobre o caso Arruda, ex-governador de Brasília e que se encontra preso.

Para não dizer que eu não falei das flores, a linha de sucessão presidencial do Presidente Lula pode virar a política de ponta cabeça, caso ele se licencie para ajudar na campanha de Dilma. Acontece que a maioria dos possíveis políticos que poderiam assumir, tem compromissos na próxima eleição, é o caso do vice-presidente, entre outros.

O único político que poderia assumir seria José Sarney, já que seu mandato está longe de terminar, mas ele adiantou que não vai aceitar. Sarney já aprendeu que ser Presidente é entrar na temporada de caça, sendo a caça, é claro.

Humor de luto

vitima da violência

By Jânio

março 13, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , | 5 Comentários

O massacre do sítio Caldeirão

misterios no ceará

Historia oculta

Sabe esses comentários que ultrapassam o nível de discussão, passando a fazer parte de um tema específico, muito mais próximo de nossa realidade? – Então, esse é o caso do comentário do Doutor Otoniel.

No post do genocídio da Tasmânia, Otoniel nos traz a tona velhos problemas brasileiros, daqueles que estamos familiarizados, massacres do tempo da ditadura, mas nunca conhecemos tudo o que de fato ocorreu.

Eu faço questão de lembrar sempre que Governo militar nunca deve ser confundido com ditadura. A ditadura ocorre quando há excessos, restrição à liberdade, restrição ao direito de imprensa, etc.

É preciso que se respeite os direitos de liberdade, sem os quais não somos cidadãos de pleno direito.

A minha pergunta é: Porquê depois de tantos anos, alguns erros do regime ditatorial ainda são ocultados da população brasileira? – Qual é o real motivo para a ocultação desses crimes tenebrosos que chocam a sociedade?

Será que, ainda nos dias de hoje, há poderes ocultos  que imperam em nossa democracia, sem que tomemos conhecimento?

A denúncia feita pelo Doutor Otoniel presidente da SOS – Direitos Humanos, sobre o massacre no sítio Caldeirão, no estado do Ceará, me deixa a impressão que há sim poderes ocultos que debocham de nossa frágil democracia.

A lei está sob o poder político, logo, ninguém ficará preso desde que tenha acesso a deputados, senadores ou até vereadores.

Uma parte de nossa história está enterrada no Ceará, a forma truculenta como esses poderes ocultos, presentes ainda hoje em nossa política, ditaram as regras como a sociedade deveria ser dominada pelo poder ditatorial.

Veja a denúncia completa:
DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA…

“As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
têm direito inalienável à Verdade, Memória,
História e Justiça!” Otoniel Ajala Dourado

O MASSACRE APAGADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA

No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi o MASSACRE praticado pelo Exército e Polícia Militar do Ceará em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, cujo líder religioso era o beato “JOSÉ LOURENÇO GOMES DA SILVA”, paraibano de Pilões de Dentro, seguidor do padre CÍCERO ROMÃO BATISTA, encarados como “socialistas periculosos”.

O CRIME DE LESA HUMANIDADE

O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na “MATA CAVALOS”, SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como juízes e algozes. Meses após, JOSÉ GERALDO DA CRUZ, ex-prefeito de Juazeiro do Norte/CE, encontrou num local da Chapada do Araripe, 16 crânios de crianças.

A AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELA SOS DIREITOS HUMANOS

Como o crime praticado pelo Exército e pela Polícia Militar do Ceará é de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO é considerado IMPRESCRITÍVEL pela legislação brasileira e Acordos e Convenções internacionais, por isto a SOS DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza – CE, ajuizou em 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo: a) que seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) a exumação dos restos mortais, sua identificação através de DNA e enterro digno para as vítimas, c) liberação dos documentos sobre a chacina e sua inclusão na história oficial brasileira, d) indenização aos descendentes das vítimas e sobreviventes no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos

A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO

A Ação Civil Pública foi distribuída para o Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, para a 16ª Vara Federal em Juazeiro do Norte/CE, e lá em 16.09.2009, extinta sem julgamento do mérito, a pedido do MPF.

AS RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5

A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife/PE, argumentando que: a) não há prescrição porque o massacre do SÍTIO CALDEIRÃO é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do CZAR ROMANOV, que foi morta no ano de 1918 e a ossada encontrada nos anos de 1991 e 2007;

A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA

A SOS DIREITOS HUMANOS, igualmente aos familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo DESAPARECIMENTO FORÇADO de 1000 pessoas do SÍTIO CALDEIRÃO.

QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA

A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem localizar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes do “GEOPARK ARARIPE” mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?

A COMISSÃO DA VERDADE

A SOS DIREITOS HUMANOS busca apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, e que o internauta divulgue a notícia em seu blog/site, bem como a envie para seus representantes no Legislativo, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal a localização da COVA COLETIVA das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO.

Paz e Solidariedade,

Dr. Otoniel Ajala Dourado
OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197
Presidente da SOS – DIREITOS HUMANOS
Membro da CDAA da OAB/CE
http://www.sosdireitoshumanos.org.br
sosdireitoshumanos@ig.com.br

by Jânio

Textos Relacionados:

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

fevereiro 23, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , , | 36 Comentários

Os criminosos agora são as vítimas.

justiça moderna

Dizem que a ironia não leva a nada, que descrever uma notícia em tom de deboche, ou em tom de ironia não é uma forma construtiva de criticar o mundo.

Pode ser verdade, talvez seja verdade também, o fato de tantos acontecimentos recentes serem irônicos, isso pode significar que, do jeito que estamos, não vamos chegar a lugar algum.

Um fato constatado pelo site icommercepage, há algum tempo, foi a transformação dos criminosos em vítimas, os criminosos já eram vítimas sociais, mas agora também viraram vítimas das autoridades  e da lei. Só hoje foram dois casos seguidos, colocando em cheque a maneira como a sociedade deve ver nosso sistema.

Na primeira notícia, a polícia sequestrou um traficante, foi seguido por outros tantos, quando em frente a uma escola, um tiroteio resultou na morte de um garoto de 17 anos. Primeiro o policial registrou a prisão do traficante, depois foi preso, por pedir propina para não fechar a boca de fumo; sete pessoas foram baleadas, duas morreram.

Na segunda notícia, uma gerente financeira esqueceu um bebê dentro do carro; o bebê passou o dia todo sob um sol escaldante, o filtro solar evitou que alguém visse o bebê que morreu desidratado. Pelo noticiado, foi um caso clássico de esquecimento.

O mais interessante é que toda a sociedade defendeu a mãe que esqueceu o bebê, e mais aterrorizador, se colocaram no lugar dela. O juiz deixou bem claro que a vítima já foi punida, com a morte da filha.

Só contando os casos registrados, já foram três,  só de esquecimento de bebês.

É interessante essa tese do esquecimento, como forma de amenizar ou até a descaracterização do crime. Essa tese é muito utilizada por criminosos ou corruptos menos importantes, pessoas que não se lembram de nada, não sabem de nada.

A lei já separou o crime culposo, do crime doloso, já separou o crime com intenção, do crime não intencional, mas a tendência é a de que os crimes não intencionais serão definitivamente perdoados, ou seja, com as superlotações de cadeias, quanto menos presos melhor.

O que está me deixando intrigado, é a forma como os bandidos passaram  de culpados a vítimas. Os bandidos já começaram a procurar as delegacias para prestar queixas, registrar Boletins de ocorrências, não suportam mais as injustiças do país.

Recentemente no sul, um bandido estacionou o veículo a duzentos metros da delegacia, em seguida entrou na delegacia para prestar queixa de um carro seu que havia sido roubado: antes que ele saísse, a polícia localizou seu carro estacionado, aguardaram os bandidos retornarem, detalhe: o carro usado pelos homens também era roubado.

Ontem um bandido chegou a um hospital, ferido por uma bala, ao ser tratado, descobriram que ele era foragido da justiça, o pior é que descobriram o corpo de um homem morto no porta malas.

O STF finalmente acertou uma, votou pela extradição do Italiano terrorista, fugitivo da justiça, mas votaram pela decisão final para o Presidente da República.

Eu já havia reclamado dessa mania de passar da primeira instância para a segunda instância, depois para a terceira instância. Agora temos a quarta instância, quero dizer. o caso deve ser passado pelo Presidente.

O Italiano tem reclamado da injustiça no país, inclusive já afirmou que se for extraditado, isso será a maior injustiça feita dentro do território nacional, não voltará a pisar os pés no país que antes achava ser justo com o seu povo e com os imigrantes, inclusive os ilegais.

É melhor nem lembrar daquele caso do Paraná, onde, pressionado pela polícia, a vítima reconheceu o estuprador e assassino de seu namorado. Em seguida a própria polícia prendeu um outro bandido que confessou vários crimes, inclusive um que a polícia acabara de solucionar.

A vítima, diante da situação, continuou confirmando seu depoimento; até porque se retirar, estará confessando um crime de falso testemunho. Resumindo: se o cara já é bandido, não importa a lei, muito menos a consciência, o bandido deverá ser culpado.

No caso de ser uma pessoa de respeito, de família, aí é diferente, ela deverá ser inocentada.

Quando. finalmente, atingirmos o estado em que a Colômbia se encontra, um país dividido, então nos perguntaremos o que aconteceu.

Aliás, como PCC e o CV agindo no país, eu me pergunto: “Como  chegamos a isso?” – Esquecimento?

By Jânio

novembro 20, 2009 Posted by | Policia | , , , , , , , | 2 Comentários

Policiais Civis atiram em policial militar

policia contra policia

policia contra policia

Estava demorando para acontecer um acidente desses, felizmente não foi pior.

Tudo começou com uma investigação da polícia civil, os investigadores estavam em um seríssimo caso de estelionato, segundo as últimas informações, uma pessoa vendia passaportes falsos para os Estados Unidos.

Tudo estava perfeito, feito o contato com a pessoa suspeita, foi marcado o encontro na zona sul de São Paulo.

O Problema aconteceu quando os policiais chegaram, em um taxi disfarçado, o que deixou um PM que se encontrava nas proximidades desconfiado.

Foi quando aconteceu o pior o PM abordou os civis sem saber que eles também eram policiais, os civis sacaram as armas, o militar também.

O militar foi atingido por um tiro, levado para o hospital, e foi operado, sem risco de morte, segundo as últimas informações.

Pelo menos dessa vez, não há o que se criticar, pondo-se no lugar dos policiais, na situação em que se encontravam, com a fatalidade de sacarem suas armas ao mesmo tempo, a conclusão foi óbvia.

Pelo que se nota, eram bons policiais, espero, sinceramente, que isso não mais ocorra. Se ocorrer, pelo menos que o distintivo seja mostrado junto com a arma, para que não haja mais derramamento de sangue.

By Jânio

outubro 18, 2009 Posted by | Policia | , , , | 4 Comentários

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: