Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

As criaturas mais assustadoras e apavorantes do planeta

mutação ou meio ambiente

sapo de três cabeças

Crianças de uma creche em Weston-Super-Mare, Inglaterra, encontraram no jardim um sapo de três cabeças pulando no jardim. Esta é, certamente, uma das criaturas mais assustadoras que apareceu por lá, especula-se que seja consequência de problemas de meio-ambiente, não é de se duvidar.

Fonte: BBC News

realidade x ficção

ciclope

Esse ciclope de um só olho, e um só nariz, foi uma manipulação de fotos, ficou famoso e sempre é confundido com os animais verdadeiros, mostrando que a realidade pode apavorar mais que a ficção.

Fonte: News.com

galinha deformada

Galinha Sem Cabeça

Esta apavorante galinha sem cabeça entrou para o livro Guinness World Records. As partes de sua cabeça nasceram junto ao corpo, proporcionando uma visão e pensamentos curiosos em quem a vê, além de levantar questões a respeito do próprio ser humano, afinal ainda existe um certo controle dos produtos consumidos pelos seres-humanos, pelo menos em países de primeiro mundo.

Fonte: The Headless Chicken Mike

tratamento de pele

Ursa Rouge

Ao contrário do gatinho ciclope, A Ursa polar Pelusa ficou com uma pele um tanto estranha, depois de passar por um tratamento de pele, em um Zoológico da cidade de Mendoza, na Argentina. Isso atraiu multidões ao zoológico da cidade Mendoza, na Argentina. Apesar de atrair muitos curiosos, a pele voltou ao normal em poucos dias.

Ainda bem que não atraiu a sociedade protetora dos animais.

Fonte: Botanicals NW

remédio para beber

Periquito Espanador

Esse parente próximo do papagaio, o periquito, sofreu uma mutação genética chamada “espanador” e ficou super-cabeludo, ou penudo, já que suas penas cresceram sobre toda a sua cabeça. Ficou parecendo uma comédia animal.

Fonte: Green Apple

golfinho diferente

Golfinhos Rosa

No rio Pear Delta, entre Hong Kong e Makau, um fenômeno curioso e inexplicável, golfinhos aparentemente normais adquiriram cores rosas. Apesar de ainda não se saber a causa, especula-se que possa ser um processo natural, contra predadores, ou o rosa seja um sub-produto para regular sua temperatura corporal.

fonte: 2 Dolphins

estranhos adornos

Vaca de Seis Pernas

Essa vaca de seis patas e dois anos de idade, foi dada de presente aos monges, o fazendeiro temia que o animal lhe trouxesse má sorte, seu nome era estranho, e não, o fazendeiro não gostava dos monges.

Fonte: Steve Quayle

mamífero rubro-negro

Mamífero Raro

Esses grandes mamíferos chagam a medir 3 metros e pesar até 400 kg, como se isso não fosse suficiente para apavorar a visinhança, possui em suas cavidades nasais um grande capuz elástico, quando inflado assemelha-se à uma grande bola rubro-negro – éééca – eu já vi muita criança fazer caquinha com o nariz, mas esse passou dos limites, se os corinthianos descobrirem esse mamífero agressivo, coitada da torcida do flamengo.

Fonte: Canadian Museum Of Nature

peixe cabeção

Peixe Assustador

O peixe mais estranho do oceano é essa coisinha linda aqui, com apenas três metros de comprimento, chega a pesar até duas tonelada, isso porque sua cabecinha mede um terço do comprimento de seu corpo quase circular. Fora dá água poderia ser confundido com um carrinho popular, talvez um fusquinha.

Fonte: Earth Window

Tigre x Leão

Maior felino do mundo

Se você leu nos livros que o maior gatinho do mundo era o tigre Siberiano, saiba que isso mudou, o maior felino do mundo agora é esse cruzamento de tigre fêmea com leão macho. Além de criar o maior gatinho do mundo, criou um conflito psicológico, o animal confunde os hábitos sociais do leão com os hábitos solitários do tigre. Estava na cara que isso ia acontecer – Não é mesmo? – dessa vez eles foram longe demais.

Fonte: Wikipedia

Animais mais perigosos da Terra

Animal estranho do Canadá

Texto: By Jânio

maio 28, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , | 24 Comentários

Cinema 2.017 – Alien: covenant

filmes de ficção

Alien – O pacto

Alien: Covenant is an upcoming 2017 American science fiction horror film directed by Ridley Scott, with screenplay by John Logan and Dante Harper, from a story by Michael Green and Jack Paglen. It is the sequel to the 2012 film Prometheus being the second installment in the Alien prequel series, the eighth installment overall in the Alien film series, and the third directed by Scott. The film stars Michael Fassbender, Katherine Waterston, Billy Crudup, Danny McBride, Demián Bichir, Carmen Ejogo, Amy Seimetz, Jussie Smollett, Callie Hernandez, Nathaniel Dean, Alexander England and Benjamin Rigby. The film is scheduled to be released on 12 May 2017 in the United Kingdom[3] in 3D, 2D and IMAX 3D.[4][5][6][7]

____

Alien: Covenant é um filme americano de  ficção científica dirigido por Ridley Scott e escrito por John Logan. É a sequência do filme Prometheus de 2012, e o sexto filme da série Alien. É estrelado por Michael Fassbender, Katherine Waterston, Billy Crudup, Danny McBride, Demián Bichir, Carmen Ejogo, Amy Seimetz, Jussie Smollett, Callie Hernandez, Nathaniel Dean, Alexander England e Benjamin Rigby.

O filme estava programado para ser lançado em 19 de maio de 2017, nos Estados Unidos.[1]

Plot

Bound for a remote planet on the far side of the galaxy, the crew of the colony ship Covenant, which includes Walter, an android similar to David, a survivor of the doomed Prometheus expedition, find what they believe to be an uncharted paradise. It soon reveals itself to be a dark and dangerous world inhabited by the original David and monstrous creatures that start to hunt them.[8]

Sinopse

Viajando pela galáxia, os tripulantes da nave colonizadora Covenant encontram um planeta remoto com ares de paraíso inexplorado. Encantados, eles acreditam na sorte e ignoram a realidade do local: uma terra sombria que guarda terríveis segredos e tem o sobrevivente David (Michael Fassbender) como habitante solitário.

Cast

For more details on individual characters, see List of Alien characters.
  • Michael Fassbender as Walter, a synthetic android created by the Weyland-Yutani Corporation, who assists the crew aboard Covenant.[9]
    • Fassbender also reprises his role as David, an earlier-made, prototype android, formerly a crew member of the destroyed Prometheus.[10]
  • Katherine Waterston as Daniels, a terraforming expert aboard the Covenant who is married to the ship’s original captain, Jacob Branson.[11] Waterston said she was well aware of the comparison that was going to be made between her and Sigourney Weaver, but admits that she tried not to think about it too much while filming for fear of being intimidated.[12]
  • Billy Crudup as Christopher Oram, the first mate of the Covenant. Oram is a self-serious man of faith who believes their role on the Covenant is an act of destiny, and he shares a “contentious” relationship with Daniels.[13]
  • Danny McBride as Tennessee, the chief pilot of the Covenant.[14]
  • Demián Bichir as Sergeant Lope, the head of the security unit aboard the Covenant.[15]
  • Carmen Ejogo as Karine, Oram’s wife, a biologist aboard the Covenant.[16]
  • Amy Seimetz as Faris, Tennessee’s wife.[17]
  • Jussie Smollett as Ricks
  • Callie Hernandez
  • Nathaniel Dean as Sergeant Hallett, Lope’s husband and a member of his security unit aboard the Covenant.[18]
  • Alexander England
  • Benjamin Rigby

James Franco portrays Jacob Branson, the captain of the Covenant and the husband of Daniels,[19] and Tess Haubrich portrays Rosenthal, a member of the security unit whose partner is in cryosleep during the mission.[20] Additional crew members aboard the Covenant are portrayed by Uli Latukefu and Matt Scaletti. Goran D. Kleut plays the role of both the Neomorph and the Xenomorph in costume and on set.[citation needed] Javier Botet portrays a Xenomorph via motion capture.

Noomi Rapace reprises her role as Dr. Elizabeth Shaw, the archaeologist who was formerly a crew member of the destroyed Prometheus,[21] and Guy Pearce reprises his role as Peter Weyland, the trillionaire founder and CEO of Weyland Corporation (now the Weyland-Yutani Corporation) who died before the destruction of the Prometheus.[22]

Elenco

  • Michael Fassbender como Walter e David: Walter é um andróide sintético criado pela Weyland Corporation, que auxilia a tripulação a bordo do Covenant. David era um andróide anterior, menos avançado, anteriormente membro da tripulação do destruído Prometeus.
  • Katherine Waterston como Daniels: Especialista em terraformação a bordo da Covenant.
  • Billy Crudup como o novo capitão da Covenant.
  • Danny McBride como o piloto da Aliança.
  • Demián Bichir
  • Carmen Ejogo
  • Amy Seimetz como Faris
  • Jussie Smollett
  • Callie Hernandez
  • Nathaniel Dean
  • Alexander England
  • Benjamin Rigby
  • Noomi Rapace como Dra. Elizabeth Shaw: Uma arqueóloga, anteriormente membro da tripulação da destruída Prometeus.
  • Guy Pearce como Peter Weyland: O bilionário fundador e CEO da Weyland Corporation, que morreu antes da destruição do Prometeus.
  • James Franco como Branson: O capitão original da Covenant e o marido de Daniels.
  • Uli Latukefu
  • Tess Haubrich
  • Goran D. Kleut
  • Matt Scaletti

Production

Development

In 2012, prior to the release of Prometheus, Director Ridley Scott began hinting at the prospects of a sequel. [23][24] Scott said that a sequel would follow Shaw to her next destination, “because if it is paradise, paradise cannot be what you think it is. Paradise has a connotation of being extremely sinister and ominous.” Writer Damon Lindelof cast doubt on his participation, and said, “if [Scott] wants me to be involved in something, that would be hard to say no to. At the same time, I do feel like [Prometheus] might benefit from a fresh voice or a fresh take or a fresh thought.”[25] Scott said that an additional film would be required to bridge the gap between the Prometheus sequel and Alien.[26]

As of August 1, 2012, Fox was pursuing a sequel with Scott, Noomi Rapace, and Michael Fassbender involved, and was talking to new writers in case Lindelof did not return. [27] In December 2012, Lindelof ultimately chose not to work on the project.[28] Early on Scott stated that the film would feature no xenomorphs, “The beast is done. Cooked.”[29] However Scott would make later statements that were contradictory, stating what is planned and confirming the xenomorphs’ presence in the film.[citation needed] and ultimately the movie does include the creatures.[30]

Meanwhile director Neill Blomkamp had been planning on filming his own movie in the Alien franchise, although he put the project on hold at the request of Scott is set to be a producer on that as-of-yet untitled film.[31] On September 24, Scott confirmed the film’s title as Alien: Paradise Lost.[32] In November 2015, Scott revealed the new title to be Alien: Covenant, with filming set to begin in February 2016 in Australia.[33] An official logo, synopsis and release date were released on November 16, 2015.[34]

Produção

Desenvolvimento 

Em 2012, antes do lançamento de Prometheus, o diretor Ridley Scott começou a sugerir as perspectivas de uma sequela. [23] [24] Scott disse que uma sequela seguiria Shaw para seu próximo destino, “porque se é paraíso, o paraíso não pode ser o que você pensa que é. O paraíso tem uma conotação de ser extremamente  sinistro”. O escritor Damon Lindelof lançou dúvidas sobre sua participação e disse: “se [Scott] quiser que eu esteja envolvido em algo, será difícil dizer não. Ao mesmo tempo, sinto que [ Prometheus ] pode se beneficiar de um Voz moderna ou uma tomada atual ou um pensamento jovem. “ [25] Scott disse que um filme adicional seria necessário para preencher a lacuna entre a sequela do Prometheus e Alien . [26]

A partir de 1 de agosto de 2012, a Fox estava ptrojetando uma sequela com Scott, Noomi Rapace e Michael Fassbender estariam envolvidos , e estava conversando com novos escritores caso Lindelof não voltasse.[27] Em dezembro de 2012, Lindelof finalmente optou por não trabalhar no projeto. [28] Antes Scott afirmou que o filme não caracterizaria xenomorphs , “A besta já era, acabou.” [29] No entanto Scott faria declarações posteriores que eram contraditórias, afirmando o que estaria planejado e confirmando a presença dos xenomorfos no filme. [ Citação necessário ] e finalmente o filme incluiria as criaturas. [30]

Enquanto isso, o diretor Neill Blomkamp estava planejando rodar seu próprio filme na franquia Alien , embora ele tenha colocado o projeto em espera, a pedido de Scott,  definido para ser um produtor naquele filme ainda sem título. [31] Em 24 de setembro, Scott confirmou o título do filme como Alien: Paradise Lost . [32] Em novembro de 2015, Scott revelou o novo título de Alien: Covenant , com filmagem definida para começar em fevereiro de 2016 na Austrália. [33] Um logotipo oficial, sinopse e data de lançamento foram liberados em 16 de novembro de 2015. [34]

Pre-production

In late August 2015, Scott confirmed that he had started scouting the locations for the film.[35] In October 2015, the Australian government attracted the production of the film and Thor: Ragnarok to Australia by providing $47.25 million in grants.[36][37] Woz Productions Ltd., a subsidiary of 20th Century Fox, visited Te Anau, New Zealand on March 28, 2016 for a location scout, for filming in Fiordland.[38]

Pré-produção 

No final de agosto de 2015, Scott confirmou que tinha começado a explorar os locais para o filme. [35] Em outubro de 2015, o governo australiano atraiu a produção do filme e Thor: Ragnarok para a Austrália, fornecendo US $ 47,25 milhões em subsídios. a Woz Productions Ltd., subsidiária da 20th Century Fox, visitou Te Anau ,Nova Zelândia em 28 de março de 2016 para uma visualização de locais, para filmar em Fiordland . [38]

Casting

In August 2015, it was announced that the film would star Rapace and Fassbender, while Rik Barnett was in talks to be cast in the film.[39]That December Katherine Waterston was cast in the film for the lead role of Daniels;[40] it will be Waterston’s second film alongside Fassbender, after the pair appeared in 2015’s Steve Jobs. Longtime collaborator with Scott, Dariusz Wolski was confirmed to serve as the film’s cinematographer.[41] In 2016, Ridley Scott stated that Noomi Rapace would not reprise her role of Elizabeth Shaw. However, in June it was confirmed Rapace will reprise her role as Shaw and shoot weeks worth of scenes in Scott’s film.[21] In February 2016, Danny McBride, Demián Bichir, Jussie Smollett, Amy Seimetz, Carmen Ejogo, Callie Hernandez, Billy Crudup and Alexander England were reported to have joined the cast.[14][42][43][44][45] In March 2016, newcomer Benjamin Rigby joined the cast.[46] In December 2016, it was announced James Franco was cast in the film, as Captain Branson, the husband to Daniels and the captain of the Covenant.[47][48][49]

Casting 

Em agosto de 2015, foi anunciado que o filme seria estrelado por Rapace e Fassbender, enquanto Rik Barnett estava em negociações para estar no filme. [39] Em dezembro, Katherine Waterston foi contratada para o filme no papel principal de Daniels; [40] será o segundo filme de Waterston ao lado de Fassbender, depois que o par apareceu em 2015 no filme Steve Jobs. Colaborador de longa data de Scott, Dariusz Wolski foi confirmado para servir como cinematógrafo do filme. [41] Em 2016, Ridley Scott afirmou que Noomi Rapace não iria retomar seu papel de Elizabeth Shaw. No entanto, em junho foi confirmado que Rapace iria reprisar seu papel como Shaw e rodar algumas semanas  no filme de Scott. [21] Em fevereiro de 2016, Danny McBride , Demián Bichir , Jussie Smollett , Amy Seimetz , Carmen Ejogo , Callie Hernandez , Billy Crudup e Alexander Inglaterra teriam se juntado ao elenco. [14] [42] [43] [44] [45] Em março de 2016, recém-chegado Benjamin Rigby se juntou ao elenco. [46] Em dezembro de 2016, foi anunciado James Franco estava no elenco no filme, como o capitão Branson, o marido de Daniels e o capitão da Aliança . [47] [48] [49]

Filming

Principal photography on the film began on April 4, 2016, at Milford Sound in Fiordland National Park, New Zealand.[50][51][52][53] Filming wrapped on July 19, 2016.[54] On November 18, 2016, additional photography was scheduled to take place at Leavesden Studios in Hertfordshire.[55]

Effects houses Odd Studios and CreatureNFX provided the film’s makeup and animatronic creature effects respectively,[56][57] while Australian-based effects house Animal Logic provided the film’s digital visual effects.[58] Approximately 30 people from CreatureNFX worked on the project for almost six months building animatronics.[57] Actors wearing creature suits with animatronic heads were used to portray the aliens[57][59] and casting calls for the aliens specifically asked for people between the age of 8 and 40 who were skinny, very tall or very short, strong and physically agile, and preferably skilled in fast movement, acrobatics, dancing, gymnastics, contortion, and “Cirque du Soleil type performers.”[60]

Filmando 

A fotografia principal no filme começou em 4 de abril de 2016, em Milford Sound, em Fiordland National Park , Nova Zelândia. [51] [51] [52][53] Filmagem começou em 19 de julho de 2016. [54] Em 18 de novembro de 2016, uma fotografia adicional foi agendada para ocorrer em Leavesden Studios em Hertfordshire. [55]

Music

Harry Gregson-Williams was initially selected as the film’s composer,[61] but confirmed in November 2016 that he was no longer working on Alien: Covenant. Gregson-Williams summarized the reasons for his departure from the project as a mixture of scheduling and creative issues, stating that “schedules and one’s expectations of scoring a film don’t always fit and this one wasn’t going to work out.”[62] During the trailer’s release in late 2016, rising Norwegian singer and songwriter AURORA was announced to have contributed to the official soundtrack. The first trailer revealed that Jed Kurzel had replaced Gregson-Williams as the composer.[63]

Música

Harry Gregson-Williams foi selecionado inicialmente como o compositor do filme, [61] mas confirmou em novembro de 2016 que não estava mais trabalhando em Alien: Covenant . Gregson-Williams resumiu as razões para sua saída do projeto como uma mistura de programação e questões criativas, afirmando que “os horários e as expectativas de uma pontuação de um filme nem sempre se encaixam e este não estava indo para trabalhar  fora. [62] Durante o lançamento do trailer no final de 2016, a cantora e compositora norueguesa AURORA foi anunciada por ter contribuído para a trilha sonora oficial. O primeiro trailer revelou que Jed Kurzel tinha substituído Gregson-Williams como compositor . [63]

Release

Alien: Covenant is scheduled to be released on 12 May 2017[64] in the United Kingdom, 19 May 2017 in the United States 3D, 2D and IMAX 3D[4][5][6], by 20th Century Fox after being moved back from its previously announced release date of August 4, 2017.[65][66]

Lançamento 

Alien: Covenant está programado para ser lançado em 12 de maio de 2017 [64] no Reino Unido, 19 de maio de 2017 nos Estados Unidos em 3D, 2D e IMAX 3D [4] [5] [6] ,  pela 20th Century Fox depois de ser antecipada de sua data de lançamento anunciada anteriormente em 4 de agosto de 2017. [65] [66]

Sequels

In September 2015, Ridley Scott revealed he was planning two sequels to Prometheus, which would lead into the first Alien film, even adding: “Maybe [there will] even [be] a fourth film before we get back into the Alien franchise.”[67][68] In November 2015, Scott confirmed that Alien: Covenant would be the first of three additional films in the Alien prequel series, before linking up with the original Alien,[69][70] and stated that the Prometheus sequels will reveal who created the xenomorph aliens.[71] The screenplay for the third prequel film was written during production of Alien: Covenant and finished in 2017. Production is scheduled to begin in 2018.[72]

Sequências

Em setembro de 2015, Ridley Scott revelou que estava planejando duas continuações para  Prometheus , o que levaria ao primeiro filme de Alien, acrescentando : “Talvez [haja] até um quarto filme antes de voltar para a franquia Alien “. Em novembro de 2015, Scott confirmou que Alien: Covenant seria o primeiro de três filmes adicionais na série Alien, antes de se ligar com o original Alien , [69] [70] e afirmou que as sequências  de Prometheus iriam revelar quem criou os alienígenas xenomorfos . [71] O roteiro para o terceiro filme  foi escrito durante a produção de Alien: Covenant e terminou em 2017. A produção está prevista para começar em 2018. [72]

Directed by Ridley Scott
Produced by
Screenplay by
Story by
Starring
Music by Jed Kurzel
Cinematography Dariusz Wolski
Edited by Pietro Scalia
Production
company
Distributed by 20th Century Fox[1]
Release date
Datas de estréia
  • May 11, 2017 (Brazil)
  • 11 de maio de 2.017 (Brasil)
  • May 12, 2017(United Kingdom)
  • 12 de maio de 2.017 (Reino Unido)
  • May 19, 2017(United States)
  • 19 de maio de 2.017 (Estados Unidos)
Country

País

United States[2]

Estados Unidos

Language

Língua

English

Inglês

Wikipedia english

Wikipedia portuguese

Trailer english

Trailer english  02

Trailer legendado

Trailer legendado 02

Trailer subtitulado

Trailer subtitulado 02

Cinema 2.017

Snatched – Sequestradas

Rei Arthur – A lenda da espada

Cinema 2.016

Cinema 2.015

Cinema 2.014

 

abril 19, 2017 Posted by | Cinema | , , , , , , , | Deixe um comentário

Cinema 2.017 – Kong: skull island

kong_1

Kong: Skull Island is an upcoming American monster film directed by Jordan Vogt-Roberts and written by Dan Gilroy and Max Borenstein, from a story by John Gatins and Gilroy. The film is a reboot of the King Kong franchise and will serve as the second film in Legendary‘s MonsterVerse. It stars an ensemble cast consisting of Brie Larson, Samuel L. Jackson, John Goodman, Tom Hiddleston, Jing Tian, Toby Kebbell, John Ortiz, Corey Hawkins, Jason Mitchell, Shea Whigham, Thomas Mann, Terry Notary, and John C. Reilly. Principal photography began on October 19, 2015, in Hawaii. Kong: Skull Island is scheduled to be released in the United States on March 10, 2017, in 2D, 3D, IMAX 3D and in Dolby Cinemas.

Kong: A ilha da caveira é um filme americano  de monstros dirigido por Jordan Vogt-Roberts e escrito por Dan Gilroy e Max Borenstein ,  a partir de uma história de John Gatinse Gilroy. O filme é uma reinicialização da franquia de King Kong e será como o segundo filme do lendário Monstro. O filme é estrelado por Brie Larson , Samuel Jackson , John Goodman , Tom Hiddleston , Jing Tian , Toby Kebbell , John Ortiz , Corey Hawkins , Jason Mitchell , Shea Whigham , Thomas Mann , Notário de Terry e John C. Reilly . A fotografia principal começou em 19 de outubro de 2015, no Havaí . Kong: Skull Island está programado para ser lançado nos Estados Unidos em 10 de março de 2017, em 2D, 3D, IMAX 3D e Dolby Cinemas.

Plot – Sinopse

In 1973, a secretive organization known as Monarch finds an island shrouded in mystery and identified as the origin for a new species. They discover that Kong is at the center of a battle for dominion over the island, against the terrifying apex predators responsible for wiping out his kin.

Em 1973, uma organização secreta conhecida como Monarch encontra uma ilha envolta em mistério e identificada como a origem de uma nova espécie. Eles descobrem que Kong está no centro de uma batalha pelo domínio sobre a ilha, contra os aterrorizantes predadores de vértice responsáveis por matar sua família.

Cast

  • Brie Larson as Mason Weaver, a war photojournalist and peace activist. Larson stated that her character has her “own sort of motive” as to why she joined the expedition, stating, “That’s the interesting thing about this movie. It’s a group of misfits that are all coming from different angles looking at the same thing. You get to see how many different views in regards to nature and how we should handle it are dealt with from many different perspectives.”[3]Larson further added that Weaver has an “interest and respect for nature” and “Through that she has a closer, more loving, and intimate relationship with Kong”.[3]
  • Brie Larson como Mason Weaver, um fotojornalista de guerra e ativista pela paz. Larson afirmou que seu personagem tem sua “própria motivação” a respeito de por que ele se juntou à expedição, afirmando, “Isso é o interessante sobre este filme.É um grupo de inadaptados que são todos provenientes de pontos de vista diferentes olhando para a mesma coisa. Você começa a ver quantas visões diferentes em relação à natureza e como devemos lidar com ela, as questões são tratadas de muitas perspectivas diferentes. “ [3]Larson acrescentou ainda que Weaver tem um “interesse e respeito pela natureza” e “Por isso ele tem um relacionamento mais íntimo, mais amoroso com Kong”. [3]
  • Tom Hiddleston as James Conrad, a disillusioned former British SAS Captain who served in the Vietnam War from 1965 to 1971 suffering from symptoms of shell shock, hired as a hunter-tracker for the expedition by Randa.[4] Hiddleston described his character as man who holds “no political allegiance in the conflict” but “understands conflict”, further stating, “He’s a former soldier who has been formed by an understanding of war, but his specific skill set is something that’s attached to the power of nature; and I think that’s something people haven’t seen in a long time.”[3]
  • Tom Hiddleston como James Conrad, um ex-capitão britânico desiludido SAS que serviu na Guerra do Vietnã de 1965 a 1971, sofrendo de sintomas de traumas , contratado como caçador-rastreador para a expedição por Randa. [4] Hiddleston descreveu seu caráter como o homem sem  “nenhuma fidelidade política no conflito” mas que “compreende o conflito”, , “é um soldado  formado por uma compreensão da guerra, mas sua habilidade específica é algo Que está ligado ao poder da natureza, e acho que é algo que as pessoas não vêem há muito tempo “. [3]
  • Samuel L. Jackson as Preston Packard, an United States ArmyLieutenant Colonel and leader of the Sky Devils helicopter squadron, hired to chopper the group of explorers on the expedition. Jackson compares his character to Captain Ahab from Moby-Dick, stating, “He does have to exact some measure of revenge for the people he’s lost. That’s just the nature of how we operate—eye for an eye!”[3]
  • John Goodman as William “Bill” Randa, a senior official in the government organization Monarch who is in charge of the expedition.
  • John Goodman como William “Bill” Randa, um oficial sênior da organização do governo Monarch que é responsável pela expedição.

Major das forças armadas, braço direito  de Packard.

     John Ortiz como Victor Nieves, um oficial sênior de                     Landsat na expedição.

Corey Hawkins como Houston Brooks, um jovem geólogo   e graduado da Universidade de Yale recrutado para a expedição pela Monarch para suas teorias inovadoras em sismologia . [5]

  • Shea Whigham as Earl Cole, a seasoned Captain of the Sky Devils with a “unique” perspective on the mission.
  • Shea Whigham como Earl Cole, um capitão experiente do Sky Devils com uma perspectiva “única” sobre a missão.
  • Thomas Mann como Blake Simpson, um jovem oficial encarregado de transportar um gravador portátil..
  • Thomas Mann as Blake Simpson, a young hipster and warrant officer of the Sky Devils known for carrying a portable record player.

 

  •  Terry Notary como Kong ( captura de movimento), um gorila monstruoso mítico que é adorado como o rei da ilha da caveira pelos nativos de Iwi . [6]
  • John C. Reilly as Hank Marlow, a World War II Lieutenant who spent 28 years stranded on Skull Island. He knows the creatures of the island, and he is a friend of the Iwi natives.

Além disso, Marc Evan Jackson retrata Woodward, enquanto Will Brittain e Tom Wilkinson aparecem em papéis não revelados.

Additionally, Marc Evan Jackson portrays Woodward, while Will Brittain and Tom Wilkinson appear in undisclosed roles.

Production

Development

Legendary Pictures announced in July 2014 at the San Diego Comic-Con a King Kong origin story—initially titled Skull Island—and listed a release date of November 4, 2016, with Universal Pictures distributing.[7] Legendary offered Joe Cornish the job of directing the film,[8] while previous King Kong helmer Peter Jackson suggested Guillermo del Toro.[9] In September 2014, the studio announced that Jordan Vogt-Roberts would direct the film.[10]

On December 12, 2014, the studio announced they had re-titled the film Kong: Skull Island. On September 10, 2015, it was announced that Universal would let Legendary Pictures move Kong: Skull Island to Warner Bros.,[11] so they could do a King Kong and Godzilla crossover film, since Legendary still had the rights to do the two Godzilla sequels with Warner Brothers.[12][13] Later, it was announced that the film’s script had references to Monarch, the secret government entity in Godzilla (2014).[14]

The script saw a number of screenwriters attached before filming. Seeking the continuity between the King Kong and Godzilla worlds, Max Borenstein (writer of 2014’s Godzilla) wrote the first draft while John Gatins was hired to write the second draft.[15] In August 2015, it was revealed that Dan Gilroy also collaborated on the script with Borenstein and Gatins.[16] On August 18, 2015, it was confirmed that Derek Connolly was also doing script rewrites.[17]

In April 2016, artist Joe DeVito sued producers of the film for using elements of his Skull Island universe, which he claimed that he created and the producers used without his permission.[18]

Creature design

 

Kong’s official design revealed via Entertainment Weekly.

Director Vogt-Roberts stated that he wanted Kong to look simple and iconic enough that a third grader could draw him and it would still be recognizable.[19] Vogt-Roberts also wanted Kong to feel like a “lonely God, he was a morose figure, lumbering around this island” and took the design back to the 1933 incarnation where Kong was presented as a “bipedal creature that walks in an upright position.”[19] Vogt-Roberts additionally stated, “If anything, our Kong is meant to be a throwback to the ’33 version. [Kong] was a movie monster, so we worked really hard to take some of the elements of the ’33 version, some of those exaggerated features, some of those cartoonish and iconic qualities, and then make them their own…We created something that to some degree served as a throwback to the inspiration for what started all of this, but then also [had] it be a fully unique and different creature that — I would like to think — is fully contained and identifiable as the 2017 version of King Kong. I think there are very modern elements to him, yet hopefully he feels very timeless at the same time.”[19]

Hayao Miyazaki‘s Princess Mononoke helped influence the design and approach of the monsters, Vogt-Roberts stated, “Miyazaki[‘s] Princess Mononoke was actually a big reference in the way that the spirit creatures sort of have their own domains and fit within that. So a big thing [was] trying to design creatures that felt realistic and could exist in an ecosystem that feels sort of wild and out there, and then also design things that simultaneously felt beautiful and horrifying at the same time.”[3]

Casting

 

The cast and director of Kong: Skull Island at the 2016 San Diego Comic-Con to promote the film.

At the same time of the announcement of Vogt-Roberts as director, the studio also announced that Tom Hiddleston would play the lead role.[10] On December 15, 2014, it was announced that J. K. Simmons had been cast in the film.[20] In an interview with MTV, Simmons revealed that the film would be set in Detroit in 1971, and that they would shoot it in Detroit during baseball season.[21]

In January 2015, it was announced that Michael Keaton had joined the cast.[22] On July 1, 2015, Keaton and Simmons exited the film due to their scheduling conflicts.[23] Legendary did not want to delay more in start of production so the studio began the search of two actors to replace.[23] On July 23, 2015, Brie Larson was cast in the film to play the female lead.[24] On August 5, 2015, it was announced that Corey Hawkins was cast in the film to play a supporting role. [16] On August 6, 2015, Deadline.com reported that the studio was in early talks with Samuel L. Jackson to replace the role which Simmons vacated, while John C. Reilly was being eyed for Keaton’s role but not offered yet. Tom Wilkinson was also offered a role in the film.[25]

On August 20, 2015, Toby Kebbell joined the cast of the film, while Jackson and Reilly were confirmed for roles.[26] On August 25, 2015, Jason Mitchell joined the cast to play a pilot in the film.[27] On September 25, 2015, John Goodman was cast in the film to play Randa, a government official and leader of an expedition and Thomas Mann was also cast.[28][29] On October 1, 2015, John Ortiz and Shea Whigham were added to the cast for unspecified roles.[30] On October 13, 2015, Eugene Cordero joined the film for an unspecified role.[31]On November 2, 2015, it was announced Will Brittain had joined the cast of the film, portraying the role of a pilot, and grabbing one of the last key leads in the film.[32] In May 2016, Toby Kebbell revealed that Terry Notary would portray Kong through motion capture and that Kebbell provided some guidance for Kong’s motion capture sequences.[5]

Filming

Principal photography on the film began on October 19, 2015, and concluded on March 18, 2016.[33] Filming took place in the northern portion of Vietnam including Tràng An, Vân Long and Tam Cốc (Ninh Bình Province), Hạ Long Bay (Quảng Ninh Province) and at the entrance of Tú Làn Caves System, (Tân Hoá, Trung Hoá Village, Minh Hoá District Quảng Bình Province), the island of Oahu in Hawaii, and Australia’s Gold Coast. Locations included Honolulu’s Chinatown and at the Kualoa Ranch and Waikane Valley (Ohulehule Forest Conservancy) on Oahu.[34][35] In mid-January 2016, filming started in Gold Coast, Queensland, Australia.[36][37]

Release

On December 12, 2014, the release date moved from November 4, 2016, to March 10, 2017. It is planned to be released in 3D and IMAX 3D; as well as in Dolby Vision High Dynamic Range and Dolby Atmos sound in Dolby Cinemas.[38]

Sequels

Main article: MonsterVerse

In September 2015, Legendary moved Kong: Skull Island from Universal to Warner Bros., which sparked media speculation that Godzilla and King Kong will appear in a film together.[39][40] In October 2015, Legendary confirmed that they would unite Godzilla and King Kong in Godzilla vs. Kong, set for a May 29, 2020, release date. Legendary plans to create a shared cinematic franchise “centered around Monarch” and that “brings together Godzilla and Legendary’s King Kong in an ecosystem of other giant super-species, both classic and new”. While Legendary will maintain its home at Universal Pictures, it will continue to collaborate with Warner Bros. for the franchise.[41]

Directed by Jordan Vogt-Roberts
Produced by
Screenplay by
Story by
Based on King Kong
by Merian C. Cooper
Edgar Wallace
Starring
Music by Henry Jackman
Cinematography Larry Fong
Edited by Richard Pearson
Production
company
Distributed by Warner Bros. Pictures
Release date
Data estréia
  • March 10, 2017(United States)
Running time
Tempo de duração
118 minutes [1]
Country

País

United States
Language

Língua

English
Budget

Orçamento

$190 million[2]

Wikipedia

Trailer legendado

Trailer legendado 02

Trailer subtitulado

Trailer subtitulado 02

Trailer english

Trailer english 02

Cinema 2.017

Antes que eu vá

As últimas palavras

cinema 2.016

cinema 2.015

cinema 2.014

 

fevereiro 18, 2017 Posted by | Cinema | , , , , , , | Deixe um comentário

Criatura gigantesca desconhecida filmada no Vietnã

Criatura gigantesca desconhecida filmada no Vietnã
Este vídeo foi gravado no momento em que uma grande criatura não identificada é levantada por um guindaste e colocada em um caminhão, diante de centenas de pessoas espantadas.

A gravação postada no Youtube, que dura pouco mais de dois minutos, mostra centenas de pessoas reunidas que parecem não conseguir acreditar no que seus olhos vêem. O monstro parece ter saído de um filme de 1.990, Tremors, estrelado por Kevin Bacon, onde criaturas gigantes saem debaixo da Terra.

novembro 24, 2013 Posted by | Política | 1 Comentário

Peixe frankeinstein

Peixe Transgênico

Peixe Transgênico

Caros amigos,

Os EUA estão prestes a servir a primeira carne modificada geneticamente do mundo: um salmão mutante que pode devastar as populações de salmão selvagens e ameaçar a saúde humana. Esse peixe Frankenstein pode abrir as comportas para a carne biotecnológica em todo o mundo, a menos que nos mobilizemos. Clique abaixo para se unir a 1 milhão de vozes e impedir o peixe Frankenstein:
Os EUA estão prestes a servir a primeira carne modificada geneticamente do mundo: um salmão mutante que pode devastar as populações de salmão selvagens e ameaçar a saúde humana. Mas podemos impedí-los agora antes que esse estranho peixe Frankenstein apareça em nossos pratos de comida.

O novo salmão falso cresce duas vezes mais rápido que o original, e nem mesmo os cientistas sabem os efeitos a longo prazo que ele pode causar à saúde. Ainda assim, esse alimento está prestes a ser declarado seguro para consumo, baseado em estudos pagos pelas empresas que criaram a própria criatura modificada geneticamente! Felizmente, os EUA são obrigados legalmente a considerar a opinião pública antes de tomarem uma decisão. Uma crescente coalizão de consumidores, ambientalistas e pescadores estão pedindo ao governo que abandone esse plano mal-cheiroso. Vamos urgentemente criar uma avalanche de apoio global para ajudá-los a vencer essa causa.

A consulta está acontecendo agora e temos uma chance real de manter o peixe mutante fora do cardápio. Assine para impedir a criação do peixe Frankenstein e compartilhe amplamente — quando alcançarmos 1 milhão de assinaturas, nosso clamor será enviado oficialmente à consulta pública:

Participe da campanha

A empresa que desenvolveu o peixe Frankenstein alterou o DNA do salmão para criar um peixe que pudesse crescer rapidamente durante o ano todo. Além de não conhecermos os efeitos a longo prazo para a saúde, se algumas dessas criaturas ou seus ovos chegarem ao ambiente natural, estes super salmões podem dizimar populações inteiras de salmão. Pior ainda, uma vez que eles chegarem aos supermercados, não vamos saber o que é salmão modificado geneticamente e o que é salmão verdadeiro, ou seja, não haverá como evitar o consumo!

A indústria de biotecnologia gastou centenas de milhões de dólares fazendo lobby com os governos para aprovar os alimentos vegetais modificados geneticamente. O peixe Frankenstein é a próxima galinha de ovos de ouro da indústria — e pode abrir as comportas para outros tipos de carne transgênica. Mas o governo dos EUA vai considerar a opinião pública antes de tomar sua decisão final — se conseguirmos pressioná-los e mostrar uma oposição global enorme enquanto eles menos esperam, poderemos impedir esse acordo temerário.

O peixe Frankestein está prestes a ser aprovado — vamos nos certificar de que as empresas de biotecnologia não tenham voz sobre o que comemos. Ajude a construir a petição de 1 milhão de assinaturas para impedir a criação do peixe mutante:

Página da campanha

Os membros da Avaaz já se uniram para proteger o meio ambiente e nossos sistemas alimentares de interferências perigosas. Em 2010, mais de 1 milhão de nós se uniram contra os alimentos transgênicos na Europa. Vamos nos unir mais uma vez contra o peixe Frankenstein.

Com esperança,

Jamie, Nick, Emma, Dalia, Emily, Paul, Ricken, Wen-Hua e toda a equipe da Avaaz

Apoio: Made in Blog

janeiro 22, 2013 Posted by | Utilidade Pública | , , , , , , | 5 Comentários

Melhores filmes de fantasmas

história de fantasma

Filmes de Fantasma

O cinema é o melhor canal para se provar que fantasmas existem, se é verdade que hoje já não há mais as reuniões em redor de fogueiras, ainda temos os filmes de terror para tornar nossos medos públicos.

Apesar de ninguém assumir esses medos, dizendo não acreditar, parece que todos gostam de fingir que acreditam, só isso poderia explicar o sucesso desses filmes que apavoram mas atraem ao mesmo tempo.

Essa negação de nossa própria natureza, também é explorada pelo cinema fantástico.

Ao longo dos tempos, as pessoas fugiram dos campos e se distanciaram do terror da Idade Média, sepultando de vez muitas verdades inconfessáveis comuns naquela época.

Agora, o cinema ameaça recontar as velhas histórias da carochinha em suas versões originais. Na nova Idade Média, as pessoas querem saber da verdade, mesmo que seja apenas uma verdade fictícia.

Além das velhas e bizarras histórias da Idade Média, a lista abaixo mostra também o nosso presente, que parece dar continuidade aquela época da escuridão, mas com visão muito mais moderna, esclarecida, psicológica, como é o caso de filmes como “O clube da Luta”.

Veja uma pequena amostra de grandes clássicos do cinema, e que deverão servir de base para as novas produções.

01) Poltergeist – Apesar de eu não ser assim tão fã das produções de Spielberg, devo confessar que ele escolheu um diretor que eu gosto muito, para dirigir Poltergeist.

O argumento é muito criativo ao utilizar a TV como um portal para outra dimensão. Nada mais oportuno para uma época em que as TVs ainda apresentavam uma péssima transmissão e os fantasmas na tela eram muito comuns.

02) O grito – O Japão conseguiu transpor a tradição para os grandes centros urbanos, e com eles vieram também as criaturas das trevas e seres do outro mundo. Não há a menor dúvida, é preciso acreditar para ver o que realmente acontece nas sombras.

O filme é tecnicamente perfeito e mostra um terror moderno, baseado no antigo terror tradicional.

Nesse filme, depressão, tédio, sentimento de culpa e todos os problemas psicológicos vem de uma moradia onde ocorreram homicídios, criando uma maldição e uma série de mortes inexplicáveis.

03) O Iluminado – Stanley Kubrick sempre teve bom gosto na escolha dos livros que pretendia filmar, melhor para Stephen King, que ficou ainda mais conhecido com essa obra que rompe as fronteiras entre os vivos e os mortos, sem deixar bem claro o que está acontecendo, e sem pena dos espectadores mais sensíveis.

Uma família vai cuidar de um hotel, em época de férias, onde um homem já havia enlouquecido. Jack Nicholson está perfeito no papel do zelador que enlouquece, mas quem assiste a tudo é o seu filho, que ainda é quase um bebê.

04) A Espinha do Diabo – Os grandes escritores costumam conhecer o ambiente de suas histórias, alguns deles se influenciam e são dominados pelas suas inspirações.

De Certo modo, não há diferenças entre um grande contador de histórias e uma pessoa comum, a não ser a sua capacidade de escrita.

Num colégio interno muito pobre – ou seria um orfanato? – em meio ao deserto, muitos mistérios rondam aquele lugar, entre eles, a história de um menino que morreu afogado no poço de água.

A história do menino morto não assusta tanto as crianças quando os professores e diretor do colégio.

Acontece que dentro de um vidro, algo muito misterioso é mantido, com o nome sugestivo de espinha do diabo, motivo suficiente para manter as crianças nos eixos.

O final do filme pode ser considerado um dos dez melhores que já vi no cinema.

05) Ghost – Mostra uma visão bem diferente dos terríveis fantasmas, argumenta que o amor pode sobreviver após a morte.

Uma das maiores bilheterias de todos os tempos, Ghost mostra a história de um homem que é assassinado e volta para desvendar o crime.

Dirigido por um especialista em humor, não espanta o lado cômico da trama, e muito menos o amor entre uma mulher e um fantasma.

06) A Hora do Pesadelo – Mostra o jeito novo como as pessoas gostam de curtir o cinema de horror, principalmente os adolescentes.

A história aproveita o medo infanto-juvenil dos pesadelos para mostrar um fantasma bem ao estilo punk, que gosta de torturar adolescente antes do grande final.

Foi uma das dez séries de cinema que mais faturou, imortalizando o personagem Freddy krueger.

Para quem vive em cidades grandes e convive com o perigo do dia a dia, esse pode ser um filme chato, mas para quem não está acostumado com terror…

07) Clube da Luta – Sabem quando eu falei em terror moderno? Era desse tipo de filme que eu estava falando.

Um cara que vive aterrorizado por uma realidade muito dura, uma espécie de organização secreta que se reúne para fazer o que mais gostam destruir tudo.

Vale pelo final.

08) Abre los Ojos – Vanilla Sky, Perdido na Escuridão, Abra os Olhos, grandes títulos para uma grande história que desde o livro até a refilmagem, produzida por Tom Cruise, daria para escrever uma outra história.

Esse filme conta a história de um homem que sofreu um acidente, ficando com o rosto totalmente deformado. Rico e boa pinta, o bilionário não consegue conviver com a nova realidade, enlouquecendo aos poucos até perder a vontade de viver.

Esses filmes e livros, apresentam a história perfeita, onde o autor mostra habilidade incomum em misturar tudo, suspense, policial, ficção científica, terror, biotecnologia, thriller psicológico e até fantasmas, com começo, meio e fim absolutamente geniais.

09) História de Fantasmas – Em uma história de fantasmas à moda antiga, nada melhor que reunir antigos atores do cinema.

Uma jovem é morta, acidentalmente ou não, e o fantasma da jovem volta para aterrorizar os, outrora jovens, envolvidos em sua morte. Um descendente de um deles protagoniza horrorizado a toda a trama, descobrindo que o terror é uma verdade obscura que vem à tona.

10) Sexto Sentido – Essa é uma história que eu considero um terror moderno, e eu já assisti muitos filmes da década de sessenta, assim.

Um menino avisa ao psiquiatra, interpretado por Bruce Willis, “eu vejo fantasma”, e o psiquiatra tem de tratar o menino e convencê-lo de que os fantasmas não existem – Será que não existem mesmo?

… e o psiquiatra embarca numa história assustadora e com final surpreendente, pelo menos para o médico.

By Jânio

Filmes de Ficção Científica

Melhores filmes com pessoas paranormais

Top Musicais

Melhores filmes de viagem no tempo

Filmes mais polêmicos da história

dezembro 10, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , | Deixe um comentário

Quando a paranóia sobre extraterrestre apaixona os cinéfilos

conspiração alienígena

Filmes de ETs

01 – Battle – Por ser baseado em fatos reais (paranoia americana), Battle é a superprodução do ano de 2.011.

A base do argumento é “The Battle of Los Angeles”, na época da “Grande Guerra”, quando objetos não identificados foram registrados como naves de reconhecimento. Por ser um fato real, o filme torna essa paranoia americana mais real ainda, tratando o fato como realmente foi insinuado, dando aos americanos e aos cinéfilos do mundo inteiro essa visão paranoica dos americanos.

Todas as maiores cidades do mundo caem diante dos invasores alienígenas, Los Angeles é a última cidade a resistir ao ataque invasor. O que mostra que o medo é uma grande arma, contra si mesmo.

02 – Stargate – Wikipedia – “O enredo de todas as produções gira em torno da premissa do Stargate, um aparelho anular supercondutor que permite viagens pelo “subespaço”, através de um buraco-de-minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro (outro sistema estelar, por exemplo). Embora completamente ficcionais, as produções Stargate se passam no presente, com enredos escritos de maneira a não conflitar frontalmente com a realidade. Assim, a existência dos aparelhos é descrita como um segredo militar.

Segundo as produções, a maioria das mitologias da Terra teria por base acontecimentos envolvendo extraterrestres que visitaram ou controlaram as civilizações do planeta no passado distante, dentre os quais uma espécie alienígena – posteriormente conhecida como os goa’ulds – que teria escravizado os habitantes do Egito Antigo, criando ali o que viria a ser as cultura e religião egípcias. Passando-se por deuses, os goa’ulds fizeram os humanos de escravos e usaram o Stargate terrestre para transportar trabalhadores da Terra para outros planetas habitáveis. Em algum momento, os egípcios teriam se revoltado, forçando os alienígenas a fugir, e enterrado o aparelho, que seria redescoberto em 1928″.

Bem antes da paranoia americana virar moda, já havia uma teoria bem interessante envolvendo as civilizações antigas, em Stargate, a velha teoria de “Seriam os deuses astronautas?” vira a base para o roteiro do filme. O argumento junta a várias teorias, inclusive a do “Buraco da Minhoca”, no triângulo das Bermudas.

Afinal, será que os antigos deuses realmente eram extraterrestres que visitaram a Terra, ou será que tudo não passa de mito? – Pelo que nós sabemos, as melhores estórias de ficção são baseadas na realidade, seriam também os mitos baseados na realidade?

03 – Guerra dos mundos – A refilmagem com Tom Cruise foi um fiasco, mas o filme original, apesar de ter os efeitos totalmente ultrapassados, continua sendo um clássico.

No filme original, o clima de suspense é mantido até o fim, mostrando que vencer uma guerra é fácil, difícil é tomar posse da Terra. O filme nos faz pensar também na im(possibilidade) de o ser humano viver em outros planetas, onde o tipo de ar, pressão atmosférica, gravidade, etc. são diferentes de nosso habitat natural.

04 – Alien – Alien – O Oitavo Passageiro – Numa viagem rotineira ao espaço, um ser alienígena começa a atacar toda a tripulação.

É impressionante como uma nave gigantesca poderia ser controlada por uma tripulação de sete pessoas, no futuro. Ridley Scott criou uma obra-prima, com truques de cena capazes de assustar até mesmo os atores mais experientes, o que deu mais realismo ao filme.

05 -Life force – Força Sinistra – 1.985 – A década de oitenta foi muito promissora em diretores de cinema bons, e mesmo com tantos diretores bons, Tobe Hooper conseguiu se destacar, fazendo alguns dos melhores filmes de todos os tempos, como Poltergeist. Eu o considero como um dos melhores diretores de todos os tempos, apesar de não considerar “O massacre da serra elétrica” um filme de grande qualidade.

Yoram Globus e Menahem Golan sempre foram bons produtores, apesar de raramente acertarem um bom argumento e um bom diretor, como foi esse caso. O roteirista Dan O’Bannon também era outro veterano, responsável por parte do sucesso do filme.

A chegada do cometa de Halley traz também uma nave alienígena, três vampiros que sugam toda a força dos seres humanos. Associando os tais vampiros extraterrestres com antigas lendas, fica evidenciada a forma como eles devem ser combatidos.

No filme, toda a energia do corpo dos humanos é transportada para a nave que os espera em órbita da terra.

06 – Species – A Experiência – “Cientistas enviam mensagens para o espaço e recebem de volta uma sequência de DNA e instruções sobre como devem combiná-la. Eles então criam um ser alienígena, que aparenta ser uma menina, e que se desenvolve rapidamente. Quando os cientistas recebem uma ordem para matar a criança, ela foge do laboratório e se transforma numa bela mulher que deseja acasalar rapidamente para proliferar a sua espécie”.

Outro filme de excelente qualidade, reunindo no elenco alguns atores bons, outros canastrões, mas o resultado acaba agradando.

O filme consegue discutir a ética de vários pontos diferentes. Enquanto isso, a equipe de cientistas entram em conflito sobre suas decisões.

Como sempre, o problema não pode esperar e o monstro/extraterrestre, na forma de uma doce criança/jovem/mulher, está pronta para conquistar a terra, com uma ninhada de criaturas que se reproduzem e crescem em questão de horas.

07 – Invasores de Corpos – Invasion of the Body Snatchers – 1.978 – É uma refilmagem de vampiros de almas.

A produção deu tão certo, que até o ator/protagonista e diretor do filme de 1.956, participam do fime. No filme original, quem participava do filme de Don siegel, fazendo uma ponta, era i diretor Sam Peckinpah.

Moradores de uma pequena cidade passam a ter comportamento estranho, assustando suas famílias. Logo depois, suas famílias ficam como eles e param de reclamar de seu comportamento.

Um médico que acompanhava os casos de perto, é o único a notar a mudança. Uma investigação mostra que seres humanos estão sendo substituídos por cópias desenvolvidas em plantas, em casulos.

Com uma ideia totalmente original, os efeitos especiais são dispensados, sem perda da qualidade. Enquanto o original custou 417 mil dólares, a nova versão de 1.978 ficou em 3,5 milhões.

Esse tipo de produção barata fez com que o argumento fosse refilmado várias vezes, ao invés de darem sequência a trama, prática que passou a ser adotada apenas na década de noventa.

Mesmo com tanta criatividade, em plena guerra fria, muitas pessoas comparavam o filme com o macarthismo, época em que os americanos denunciavam os simpatizantes do comunismo. Até o aparente conservador Clint Eastwood se revoltou com a caça as bruxas.

08 – Arquivo X – Finalmente o serviço secreto americano reconhece suas investigações e os casos não explicados. Todo esse mistério só poderia ir parar nos cinemas.

Antes do cinema, curiosamente, passou pela tv, tornando-se um dos seriados de maior sucesso de todos os tempos. Também fica claro que a tv conseguiu explorar melhor o enredo.

O apelo comercial, e a dificuldade de adaptação para o cinema, tirou um pouco da qualidade, mesmo assim merece ser visto.

O Governo não quer admitir que há algo está errado no ar, um clima de conspiração, onde algumas pessoas que são mortas.

Desafiando o perigo, dois agentes passam a investigar o caso. Com duas personalidades diferentes, os agentes sempre estão em conflito.

O final surpreende e ironiza.

09 – Independence Day – Um filme para os fãs de ficção.

Trata-se de uma superprodução envolvendo a participação de atores de duas gerações, como o caso de Jeff Goldblun e Will Smith.

A história não é nada original, narrando uma invasão alienígena à terra. Não é à toa que o filme foi satirizado em “Marte Ataca”.

Difícil não é aguentar o filme, é imaginar que os Estados Unidos são a salvação da Terra, pior, podem vencer uma raça evoluída.

Roland Emmerch é um diretor de épicos, já faturou cerca de 3 bilhões ao longo da carreira, sendo um bilhão de dólares só nos EUA. Ele é responsável por “2.012” e “10.000 antes de cristo”.

10 – Inimigo Meu – Esse filme mostra uma ideia nova no gênero, o drama.

Um ser humano e um extraterrestre são obrigados a conviver em um planeta estranho, apesar de suas diferenças acabam se unindo pela sobrevivência.

A ideia de usar um afro-descendente para interpretar um alienígena, normalmente irrita os ativistas, mas o resultado foi elogiado pela crítica.

Os efeitos especiais são muito bem feitos, os atores são bons.

Fonte: Wikipedia

Textos relacionados:

Filmes de Ficção Científica

Melhores filmes com pessoas paranormais

Top Musicais

Melhores filmes de viagem no tempo

Filmes mais polêmicos da história

By Jânio

abril 27, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , | 4 Comentários

Melhores filmes com pessoas paranormais

pessoas estranhas

Pessoas Paranormais

O que você faria se encontrasse alguém dizendo que veio do planeta Krypton, alguém que voasse e fosse à prova de balas? – Certamente sairia correndo, não é mesmo? – Pelo menos é o que eu faria.

De certo modo, todos os super-heróis das revistas em quadrinhos são estranhos. Ninguém tem medo deles, pelo menos nas revistas, mas fora delas, mesmo esses seres que admiramos na infância, são criaturas muito estranhas.

O sobrenatural e o desconhecido causam medo, mesmo assim, criamos formas de separar o que nos parece normal do que não seria.

Bruxas são personificadas naquelas que invertem os conceitos da sociedade, são asquerosas, estranhas, malignas e possuem uma filosofia contrária ao que acreditamos.

Até Edgar Rice Burroughs pode assustar, pelo menos na versão cinematográfica de Tarzã, em Greystoke.

Acredito que o cinema mostra uma versão mais próxima da realidade, se comparada aos quadrinhos, mas ainda fica longe da qualidade dos livros.

Por isso imaginar Stephen King escrevendo o roteiro de X-Men, para Brian de Palma dirigir, é pedir demais…mas não se preocupe, você pode ver isso no cinema, não os X-Men, mas “Carrie – A estranha.”

A seguir, listamos vários filmes com pessoas superdotadas. Nesta lista, poderemos notar que as inspirações podem variar muito, desde as inocentes revistas em quadrinhos até os mais terríveis filmes de horror; das comédias aos dramas, com suspense bizarro; até ficção ciêntífica poderá ser encontrada nessa lista.

Nos anos 70, a revista Cripta mostrava o que havia de melhor no gênero fantástico, terror/ficção.

Vejam a lista:

01 – Corpo Fechado – Bruce Willis pode ser um homem imune a tudo – ou seria apenas sorte? – até encontrar seu arqui-inimigo Samuel L. Jackson, um homem frágil, que se considera azarado.

O desenhista de histórias em quadrinhos provoca acidentes, na esperança de promover o herói, mesmo que pessoas tenham que morrer para isso – O que seria dos heróis sem os vilões? – Ironiza.

02 – A fúria – Kirk Douglas é um agente do governo que perde a cabeça, quando seu filho paranormal é sequestrado. O agente descobre uma conspiração do próprio governo para treinar superdotados.

O diretor Brian de Palma mostra seu estilo, a câmera lenta, além do talento para lidar com personalidades estranhas. No elenco, Kirk Douglas, Amy Irving,  …

03 – X-Men – A revista X-Men se destacava das outras, por mostrar o lado obscuro dos superdotados. Um grupo de super-heróis e anti-heróis quase bizarros, representando uma ameaça aos donos do poder.

No cinema, foi uma das melhores adaptações, ficando bem próxima das histórias originais em quadrinhos.

04 – Carrie – A estranha – Uma menina atormentada pelo fanatismo da mãe, possuindo uma força mental descomunal, começa a perder o controle e a ficar instável. O que parecia apenas uma pessoa estranha, indefesa, começa a se tornar um perigo a todos, mas principalmente para ela mesma.

No Elenco: John Travolta, Nancy Allen, Sissi Spacek, Ami irving….

Brian de Palma criava seu melhor filme até então, seguindo a linha de “A Fúria”, com um final surpreendente.

05 – Scanners – Um grupo de pessoas com grande poder da mente é caçado pela polícia, revelando mais um mestre do cinema fantástico para o mundo, David Cronenberg.

06 – A hora da Zona Morta – Depois de ficar em coma muito tempo, por causa de um acidente de carro, um homem adquire a capacidade de ver o passado e o futuro das pessoas, mas isso não agrada algumas pessoas.

Eu já disse que a dupla king e de Palma era insuperável? – Pois é, além de Brian de Palma, David conenberg e Stanley Kubrick aproveitaram os livros de Stephen king.

07 – Abra los Ojos – Refilmado como Vanila Sky, a história mostra um homem que sofre um grave acidente, fica com o corpo deformado. o playboy que não dava a mínima para a vida, torna-se um homem amargurado, enlouquecendo aos poucos.

08 – Efeito Borboleta – Um homem tem a capacidade de viajar no tempo, com a força da mente, podendo mudar a realidade, o problema é que cada vez que ele tenta mudar alguma coisa, compromete o futuro.

09 – Camisa de Força – Segue a mesma linha de Efeito borboleta, mas com um roteiro ainda melhor trabalhado, a ponto de o personagem parecer estar em uma dimensão alternativa. O resultado é surpreendente, como o fato de o personagem principal confrontar-se com ele mesmo.

10 – A Montanha Enfeitiçada – Filme simpático, como todos os filmes feitos pela Disney.

Um casal de gêmeos superdotados, separados na infância, consegue se encontrar, mas isso é só o começo para um mistério maior ainda.

11 – Doutor DoLitle – Edie Murph faz um médico que consegue literalmente falar com os animais. Numa ideia que parece totalmente idiota, Edie murph parece se dar muito bem.

Mais uma história em quadrinhos, aproveitada para o cinema. No cinema brasileiro, essa ideia ainda não trouxe resultados.

12 – Do que as mulheres gostam – Mel Gibson consegue ler a mente das mulheres, literalmente falando – ou pensando – podendo tirar vantagens dessa situação.

É claro que isso vai dar encrenca, mas nem a história, nem o final, vão além do regular.

Obs: Bruce Willis, ex-Demi Moore, gostou tanto desse estilo de filme que fez  três, além de “Corpo Fechado”, “Sexto Sentido”, “Mercury rising”, “Os doze macacos”.

O atual namorado de Demi Moore, Ashton Kutcher, também gosta desse estilo, como podemos comprovar no insuperável “Efeito Borboleta”. Isso me leva a crer que Demi Moore gosta muito de estórias em quadrinhos… ou de jovenzitos…

Melhores filmes de ficção

Melhores filmes de viagem no tempo

Top Musicais

By Jânio

março 12, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , | 12 Comentários

Os melhores filmes de viagem no tempo

viagem no tempo

A Quarta Dimensão

A quarta dimensão, a dimensão do tempo, há muito tempo fascina a humanidade. A ideia de se viajar no tempo, vem sendo imaginada muito antes de Einstein nascer.

Herbert George Wells, ou simplesmente H. G. Wells, foi o primeiro escritor a se aventurar pelo tema de viagem no tempo. Em sua história, um homem cria uma máquina que possibilita ao seu criador viajar no tempo, até o ano de 802,701.

Nesse admirável mundo novo, há duas raças de criaturas, uma pacífica e outra selvagem.

A história foi filmada em 1.960 pelo genial George Paul, o diretor ganhou o Oscar de efeitos especiais.

Curiosidade: O personagem do filme recebeu o nome de George em homenagem a H. G. Wells, além do diretor também se chamar George.

Em 2.002, foi a vez de Simon Wells, bisneto de H. G. Wells filmar a história do viajante do tempo, na pele de Guy Pearce.

Com uma história bem mais dramática, o cientista perde a noiva em um acidente e cria uma máquina para tentar salvá-la, mudando seu destino. Quando se vê diante da impossibilidade de mudar o que aconteceu, viaja acidentalmente para o futuro.

Num mundo totalmente alterado, duas raças disputam o domínio da Terra. A raça pacífica serve como animais de estimação para as criaturas selvagens.

http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Time_Machine

O Planeta dos macacos – Essa história lembra de alguma forma “A máquina do tempo”, principalmente no seu formato épico e na forma como as mudanças se transformam tão radicalmente.

Baseado no livro “La Planète des singes” do Francês Pierre Boulle, em 1.963, mais de um século desde a publicação do livro de H. G. wells, mesmo assim com uma grande originalidade e irreverência.

No livro, um casal fazendo um cruzeiro no espaço, encontram uma garrafa com o diário de bordo de Ulysse Mérou, um astronauta que conta sua história.

No diário, encontrado dentro da garrafa, o astronauta conta que viajaram em uma espaçonave, criada por um gênio, a qual viajava a velocidade da luz. Por alguma razão, algo saiu errado e eles se viram num planeta onde os homens teriam evoluído para os macacos.

Na versão cinematográfica de 1968, não fica muito claro se os astronautas romperam a barreira do tempo, ou se estão em uma dimensão paralela. Durante toda a história os cientistas acreditam que atingiram o seu objetivo, chegar a uma galáxia distante, onde haveria vida.

É a tradução do título em Portugal que dá uma pista – “O homem que veio do futuro” – mas  o suspense é mantido até o final, numa das cenas mais antológicas da ficção científica, de todos os tempos.

Na versão de Tim Burton, onde o Mark Wahlberg assume o papel de Charlton Heston. Nessa segunda versão cinematográfica do planeta dos macacos, há mudanças consideráveis, mas mantém a base do original, sem nunca obter o mesmo êxito.

Desta vez, um chimpanzé usado para verificar uma tempestade eletromagnética, desaparece. Mark Wahlberg segue em sua busca e cai em um planeta, habitado por macacos que falam e humanos selvagens. As principais cenas foram modificadas por Burton, criando uma grande surpresa até para os fãs do filme original.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Planet_of_the_Apes_(filme_de_1968)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Planet_of_the_Apes_(filme_de_2001)
O Mistério do Triângulo das Bermudas – Esse é um filme fascinante, indicado para quem é leigo em física mais gostaria de saber as teorias do que acontece na região do triângulo das bermudas, ou triângulo do diabo, uma região que desafia os conceitos da física e os conhecimentos humanos.

O filme pode ser analisado em duas partes: A primeira, onde tem se a impressão que vamos ver um super filme; a segunda, onde o fime mostra o que Hollywood faz de melhor, um final constragedor e falta de controle do roteiro.

Apesar de tudo, ainda é um filme bem acima da média, mas poderia ser melhor trabalhado.  Os mistérios do triângulo das bermudas merecia uma história melhor.

Os atores não são brilhantes mas são conecidos do público e fazem o que podem.

Cansado de ver seus barcos desaparecerem sem motivos aparente, um bilionário reúne um grupo de especialistas para resolver o mistério. O resto do filme tenta explicar o que acontece numa região misteriosa e com uma alta concentração de energia eletro-magnética.

Fatos inexplicáveis desafiam o conhecimento, a ciência e expõe os fantasmas adormecidos há muito tempo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tri%C3%A2ngulo_das_Bermudas

O exterminador do Futuro – O filme de baixo orçamento que apresentou ao mundo toda a genialidade de James Cameron, um dos maiores nomes no cinema atual.

Ao contrário de Tim Burton que fazia sequências contra a vontade, James Cameron é um especialista em sequências. Seus filmes de ação estão entre os melhores de Hollywood, seus filmes trazem a sua marca registrada, um talento incrível para administrar a produção de efeitos especiais e cenas de ação.

A história de viagens no tempo já não era novidade, quando “The Terminator” foi desenvolvido.

Com um orçamento baixo, entrou para a história das produções com o melhor custo/benefício, lançando ao estrelato todos os envolvidos no projeto.

Arnold Schwarzenegger é o terrível ciborg que é enviado ao passado para matar John Connor, um homem que se torna o líder da resistência dos humanos às máquinas, depois que essas dominam o planeta.

O Ciborg viaja no tempo em busca de Sarah Connor, para matá-la antes de o  bebê nascer.

Kyle Reese é enviado para proteger Sara Connor, curiosamente, eles tem um relacionamento de onde vem a nascer John connor, o salvador da humanidade.

A série deu muito lucro aos produtores, mas perdeu sua originalidade. Sua popularidade não, essa continua intacta.

http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Terminator

Matrix – Um dos filmes mais originais dos últimos tempos, criado para ser uma trilogia, tornou-se uma das trilogias mais rentáveis de todos os tempos.

Keanu Reeves leva uma vida normal típica do século vinte, onde as aparências enganam. A verdade só vem à tona quando ele é identificado como o escolhido.

Os rebeldes então o resgatam de um cultivo, onde as máquinas usam os humanos para produção, como se fossem máquinas. Em suas mentes é implantado um programa, a matrix, criando uma realidade virtual do século vinte.

Os humanos rebeldes que entram nos programas, conspirando contra as máquinas, são considerados vírus a serem combatidos pelos homens de preto e óculos escuros, os anti-vírus; a batalha é travada na realidade virtual, mas a realidade também sofre o ataque real das máquinas.

A história não é fácil de entender, coisa de era eletrônica, mas vale a pena um pequeno esforço, devido a riqueza de elementos, que vão da filosofia grega ao cyberpunk, dos filmes de ação aos filmes de ficção científica, com muita maestria; uma grande crítica ao jogo de aparências dos dias de hoje.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Matrix

Abre los ojos – ou Open your eyes – Preso na Escuridão – Com o pretexto de refilmar a história do filme de Alejandro Amenábar, Tom Cruise criou uma verdadeira cópia do original, levando até a atriz principal, Penélope Cruz.

Ele devia saber que isso não daria certo, as mocinhas não estão acostumadas a ver o galã desfigurado por um acidente.

No filme original, César é o herdeiro de uma fortuna, tem tudo: Dinheiro, mulheres, beleza, saúde. Não tem nenhuma sensibilidade, até o dia em que sofre um acidente e tem o rosto deformado.

O filme não segue uma cronologia, isso faz com que os expectadores se envolvam na história, sem saber o que está acontecendo.

Uma grande qualidade, é mostrar o que a maioria dos filmes atuais não consegue, um final totalmente original.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Abre_los_ojos

Camisa de Força – The Jacket – A viagem no tempo ganhou um novo ingrediente, os mistérios da mente. Tanto em Matrix, como vários outros filmes da primeira década do século XXI, apresentam essa indagação – Quem são os loucos?

Um jovem acusado injustamente por um assassinato, é abandonado à própria sorte em um manicômio.

As drogas e o tratamento pouco ortodoxo, acabam por levá-lo a um estado de transe, rompendo com a barreira da realidade – ou seria do tempo?

Através dessas viagens, ele descobre que vai morrer, além de outras pessoas as quais passa ajudar.

Num recurso totalmente inédito, os personagens de tempos diferentes, se encontram, rompendo o conceito da física, mudando os seus destinos.

Atores famosos, aqui são meros coadjuvantes, totalmente irreconhecíveis. Jennifer Jason Leigh está completamente fora de seus papéis habituais, Kelly Lynch também; até Kris Kristofferson surpreende no papel de vilão, o médico louco.

http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Jacket

O terceiro olho – Esse filme é mais um no estilo “parece mas não é”, onde o personagem não lembra, e não sabe, o que está acontecendo. Quando começa a lembrar, tenta mudar o que aconteceu a todo custo, mas não consegue.

Há até uma famosa frase no final do filme, mas ele não desiste e continua tentando, afinal, não tem nada a perder.

O clima de suspense é constante, mas o final é fraco, talvez o pior dessa safra de filmes de amnésia, mesmo assim merece ser visto.

http://cinesequencia.blogspot.com/2006/05/o-terceiro-olho.html

Efeito Borboleta – Inspirado na teoria do caos/efeito borboleta, essa história segue uma tendência sobre os mistérios do cérebro, onde a amnésia esconde uma capacidade que a mente apresenta de viajar no tempo e tentar mudar seu destino.

Além da viagem do tempo, através da mente, o que virou moda na primeira década do século XXI, há a questão da loucura, aparência, medo de morrer e o desejo de apagar  os próprios erros.

Nesse filme, curiosamente, o personagem principal insiste em apagar cada erro de sua vida, mesmo que a tentativa de mudar o que tenha acontecido, implique em consequências ainda piores.

Time After Time – Um século em 43 minutos – Estrelado pelo “maluco” Malcolm McDowell, ele tem cara de quem parece viver no mundo da lua.

Aqui ele viaja no tempo atrás do homem que entrou por engano na máquina, supostamente, esse seria Jack “o estripador”.

A crítica não deixa de se fazer presente. Segundo os críticos, o suposto Jack se sentiria muito bem nos dias de hoje, já que os crimes viraram rotina.

Em algum lugar do passado – Essa é uma versão romântica da viagem no tempo através do pensamento.

Um homem recebe um beijo de uma senhora de idade avançada, ela diz: “volte para mim.”

Mais tarde pesquisando a vida daquela mulher, ele descobre uma foto, e é através da foto que ele consegue voltar no tempo e viver o amor.

Peggy Sue – Seu passado a espera – inspirado em um grande sucesso da época, Francis For Coppola desenvolveu essa história.

Durante uma festa de confraternização, Peggy Sue desmaia e volta no tempo, onde decide se vive uma história de amor que não vai dar certo, ou muda seu destino.

Kathleen Turner  está muito bem no papel, embora eu tenha achado ela muito velha para o papel.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Peggy_Sue_Got_Married

Melhores filmes de ficção

Top Musicais

Melhores filmes com pessoas paranormais

Textos: by Jânio

agosto 1, 2010 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , , | 33 Comentários

Os animais mais perigosos do mundo

Observando essa lista dos animais mais mortais do mundo, temos uma visão não muito diferente do que supúnhamos, porém, observando mais atentamente, podemos notar que a natureza é um pouco diferente do que o homem pensa. Poderíamos até dizer que o homem só é natural quando nasce, a partir daí se torna auto suficiente, senhor de seu próprio destino; pelo menos é isso o que nós achamos.

No caso dos animais irracionais, não são cruéis de fato, obedecem a sua natureza, suas leis de sobrevivência. Suas eventuais falhas se devem a sua falta de mente racional; a maioria dos animais são extremamente disciplinados e previsíveis, ao contrário do homem.

Para a maioria dos animais, o homem já tem a capacidade de se defender, porem é limitado para algumas espécies como vemos na lista abaixo.

Em alguns casos, é melhor evitar a região, ou tomar as vacinas, como é o caso dos mosquitos. Andar sem o acompanhamento de um guia experiente, em regiões desconhecidas, pode não fazer bem para a nossa saúde, literalmente falando.

Certos animais despertam mais medo do que o perigo real que eles representam, não é o caso dos animais encontrados na lista dos animais mais mortais do mundo, segundo a ciência.

perigosas ou inofensivas

rãs assassinas

10 – Essas inocentes rãs possuem, em suas costas, neurotoxinas suficientes para matar até 10 pessoas. Apesar disso, são apenas auto defesa contra predadores.

terremoto de bufalos

manada de bufalos

09 – O búfalo dessa imagem pode parecer perigoso, mas não é nada, perto do que pode acontecer se a manada desembestar para o seu lado. Quando estiver em um safári, mantenha se próximo de algum lugar seguro e de seu veículo.

ursinho de pelúcia

Fonte de pesadelos

O8 – Um urso polar como esse te lembra o quê? – Não é mesmo! – Diferente dos bichinhos de pelúcia, esses gigantes da natureza comem elefantes marinhos no café da manhã, se você ficar entre ele(a) e sua cria, corre o risco de ele desmembrar  seu corpo.

Família Dumbo

Tamanho é documento

07 – Esse Dumbo, em forma de elefante africano, pesa 16 toneladas, vamos dizer que é como um caminhão pronto para capotar em cima de você. Segundo as estatísticas, esses gigantes matam cerca de quinhentas pessoas ao ano, em acidentes; portanto, já sabe né? – mantenha distância.

pesadelo invisível

crocodilo gigante

O6 – Dá uma observada nesse crocodilo australiano de água salgada – Lembra do ursinho de pelúcia? – Pois é meu amigo, um enfurecido urso polar parece, realmente, um bichinho de pelúcia, perto desse crocodilo gigante. Ele se mantém disfarçado em meio a vegetação dos pântanos, quase invisível a olho nu, quando avista sua presa, apenas um ataque é suficiente para tirar a presa de combate, caso isso não aconteça, esse bichinho arrasta sua presa, afoga-a, facilitando o seu trabalho de desmembramento; vocês notaram que o que o urso polar faz por defesa, para esse crocodilo é ritual de sobrevivência.

Rei das Selvas

Caçador perfeito

O5 – O rei da selva apresenta suas credenciais: Presas gigantes, reflexo rápido e garras afiadas. A curta distância, ninguém escapa desse leão africano; é melhor torcer para que ele não esteja com fome, não é mesmo?

Sangue é um detalhe

Estrela de cinema

O4 – Sangue na água, desencadeia uma fúria desses animais, considerados não violentos, a ponto de atacarem tudo o que se move, com seus dentes, anatomicamente preparados, onde cada um deles tem o formato de um punhal.

03 – As águas vivas tem o

tijela de salada

Aguas vivas

formato de uma tigela de salada. Conhecidas como vespa do mar, com oitenta tentáculos, com células espinhosas, portadoras de toxinas suficientes para matar até 60 pessoas, elas estão entre os animais mais perigosos e mortais do mundo.

Face do Terror

Morte Traiçoeira

02 – Apesar dessas serpentes asiáticas não terem o título de as mais venenosas do mundo, são as mais mortais. Dos mais de 50 mil óbitos, em acidentes com cobras, ao ano, a maior parte sempre vem dessas serpentes.

Inímigo número um

Animal Mortal

01 – Os seres vivos mais perigosos do mundo são esses mosquitos da malária, ao contrário de seus parentes inofensivos, eles podem ser portadores de parasitas responsáveis por cerca de duas milhões de mortes todo ano, ao redor do mundo.

Animais Assustadores

Animal estranho do Canadá

By Jânio

maio 23, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , | 35 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: