Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

José Serra reassume mandato de senador

eleições 2.010

Sistema Bipartidario

Mariana Jungmann – Repórter da Agência Brasil

O ex-ministro das Relações Exteriores José Serra já reassumiu o mandato de senador pelo PSDB de São Paulo. Em ofício encaminhado hoje (23) à Mesa Diretora do Senado, Serra comunicou seu retorno às atividades na Casa e seu nome já foi, inclusive, reincluído no painel eletrônico do plenário.

Serra pediu demissão do cargo de ministro ontem (22), alegando problemas de saúde. Ele estava à frente do Itamaraty desde o início do governo de Michel Temer, em setembro do ano passado.

A saída dele do ministério foi considerada uma “surpresa” pelos colegas senadores, inclusive os do próprio partido. O líder do PSDB, Paulo Bauer (SC), disse que a decisão de Serra “surpreendeu a todos” e que ele vinha “realizando um trabalho exemplar” à frente do Ministério das Relações Exteriores. “Mas as razões expostas pelo agora ex-ministro são suficientes para justificar a tomada da decisão”, afirmou Bauer, em nota à imprensa.

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, Edison Lobão (PMDB-MA), também comentou a volta de Serra ao Senado. Para ele, Serra “é um político e um administrador de grande porte”, e suas razões para deixar o governo devem ser levadas em consideração.

Lobão citou alguns dos cargos de relevância ocupados por Serra, como a prefeitura e o governo de São Paulo e o Ministério da Saúde, e lembrou que ele já apresentou no Senado “projetos de grande densidade”, que ainda estão sendo examinados nas comissões.

Com o retorno de José Serra, o suplente dele, José Aníbal (PSDB-SP)l, deixa de atuar como senador.

Edição: Augusto Queiroz
 
Comentário: Depois de 24 horas fora do ministério, Serra já pode avaliar como está a sua influência entre os políticos do partido do governo e base aliada. Isso é muito importante para elaborar suas estratégias para o futuro, pior para FHC que o considera um caso perdido para disputas presidenciais.
Serra demonstrou coragem mas não quis arriscar, por isso, ficou apenas um dia fora, voltando nos braços do povo, aquele povo que você pode imaginar quem seja. Em outra hipótese um pouco mais obscura, José Serra poderia ter sido pressionado pelo próprio partido,  devido ao foro privilegiado, ou seja, sai do ministério mas continua no Senado.
Serra é conhecido por suas trapalhadas e essa saída prematura poderia ter sido mais uma de suas trapalhadas. Como a justiça é peemedebista, alguém poderia ter avisado que  ele não está tão seguro quanto pensa e que sua defesa como réu da lava-jato depende exclusivamente dele, e  isso poderia explicara sua volta mais prematura que a sua própria saída.
Isso também confirma minhas suspeitas de que o golpe não deu certo, ou seja, delações como as de Jucá estão repercutindo negativamente, envolvendo o cabeça do PSDB, sem que ninguém possa fazer nada. Com Aécio no comando do partido, o fim parece inevitável, podendo significar até a criação de um novo partido, mas dessa vez não haveriampolíticos ficha-limpa eleitos suficientes para criar tal partido.
Comentário by Jânio
Anúncios

fevereiro 23, 2017 - Posted by | Política | , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: