Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

A comunicação dos símbolos

linguagem dos símbolos

Comunicação Simbólica

Em artigos anteriores, eu chamei a atenção para as dificuldades que temos em passar os nossos pensamentos para outras pessoas, através da comunicação.

As mulheres tem uma certa facilidade para se comunicar, ler os lábios, prever uma situação e dizem até que elas tem sexto sentido.

Se o homem não tivesse desenvolvido a fala, como forma de se comunicar, certamente as mulheres teriam encontrado uma forma alternativa de comunicação.

Charles Chaplin, inconformado com o cinema falado, dizia que a verdadeira comunicação vinha das mímicas. Como ele é considerado o maior artista desse gênero, a gente até entende.

Pode parecer fácil para um artista como Charles Chaplin, comunicar-se através de mímicas, mas nem todos somos artistas como ele ou temos o seu dom para a mímica. Em outras palavras, é quase impossível nos comunicarmos, sem utilizar a fala ou a escrita – lembrando que a escrita é uma evolução da fala, utiliza também as palavras

Se a comunicação já é tão complexa, da maneira como a utilizamos, transmitir os verdadeiros sentimentos torna-se quase impossível. Naturalmente, eu não estou falando de interpretação para o teatro.

…mas há uma forma de demonstrarmos os nossos sentimentos, filosofia, ideologia, de maneira quase impecável. Ironicamente, nesses casos, submetemo-nos às pessoas que não obedecem esses mesmos códigos de conduta.

Há símbolos que trazem embutidos em si, toda uma tradição e culturas milenares, e nem mesmo depois serem submetidos à testes práticos da sociedade, preconceitos de uns ou interesses políticos de outros, permanecem com sua história intacta.

Um exemplo disso é a suástica, um símbolo milenar que já existia milhares de anos antes do nazismo. Essa foi a forma que Adolf Hitler escolheu para se comunicar com os seus aliados.

Essa comunicação teria sido perfeita, se Adolf Hitler fosse fiel aos seus princípios, assim como era fiel aos seus interesses políticos. Adolf Hitler não precisava dizer uma só palavra, bastava apresentar a suástica e tudo estava dito.

Entretanto, o símbolo mais importante no ocidente é a cruz. A cruz também apresenta o mal e o bem em sua simbologia.

A cruz também já existia antes de Cristo e, assim como na tragédia grega de Homero, foi preciso decidir entre os verdadeiros princípios e o próprio destino.

Homero já dizia: “Você pode ficar vivo e ser esquecido, ou lutar, morrer, e ser lembrado para sempre”. Essa imortalidade fictícia de Homero, parece negar, de maneira sublimar, suas crenças nos mitos.

Jesus Cristo aceitou a sua cruz em forma de destino, foi fiel aos seus princípios, e morreu em nome deles.

Quando uma família perde um filho querido, queima todos os seus pertences, ou os enterra junto a ele. Algumas pessoas são tão afetadas por sua morte que tem dificuldade em aceitar isso, mudando até de residência ou cidade.

A cruz que matou Jesus, poderia ser visto como algo triste e mal, mas acaba tendo outro significado. Acaba significando o bem acima do mal, a aceitação do destino.

Quando alguém carrega uma cruz, traz consigo toda uma ideologia representada por seu símbolo. Não é preciso comunicar o verdadeiro sentimento, apenas apresentar a cruz.

Yin e Yang, o bem e o mal se tornam um único símbolo. Esse é um dos símbolo mais representativos do Oriente. De certa forma, ying e yang representam a essência da tradição oriental.

O Mal está sobre o bem. Esse símbolo parece chamar a atenção das pessoas para a necessidade de resolução de seus próprios conflitos.

Esse símbolo representa, principalmente, que o bem e o mal estão presente na vida, e devemos nos habituar e aceitar isso como fato.

Os ideogramas são outra forma de comunicação oriental, onde, através de um único símbolo, é possível criar várias idéias ou textos.

Estão ligados a filosofia e constituem-se uma forma culta de escrita.

A filosofia ocidental segue o processo tradicional de aprendizado, isso já foi experimentado na religião também, mas o resultado não foi muito satisfatório não.

A grafia dos símbolos é muito interessante e importante, como forma de transmitir informações e comunicar-se. Algumas vezes a imagem pode se tornar uma representação de um grande projeto.

Leonardo da Vinci foi um pintor famoso, mas a arte de pintar não era a sua única qualidade. Um de seus projetos, ligados ao sonho do homem de voar, acabou se realizando.

No desenho de seu projeto, podemos notar que Leonardo da Vinci não via outra forma de manter o homem no ar. Mais tarde, esse mesmo projeto serviu de base para a criação do paraquedas.

Quando o homem voa de avião, não é o homem que voa, é o avião, o homem só vai de carona. Quando um homem pula de para-quedas, ele tem um contato direto com a natureza, e é preciso em seus objetivos.

Como podemos ver, Leonardo da Vinci se comunicava bem através de seus desenhos, afinal ele foi o pintor.

By Jânio

outubro 5, 2011 - Posted by | curiosidades | , , , , ,

6 Comentários »

  1. […] * Publicado no MadeInBlog […]

    Pingback por Ver! | Blog | A comunicação dos símbolos | outubro 9, 2011 | Responder

  2. […] Comunicação por símbolos […]

    Pingback por Sociedade programada « Made in Blog | dezembro 12, 2012 | Responder

  3. Esse simbolo acima tem (comunicação simbolica) tem registo pode-se usar ele livremente?

    Comentário por carlos | janeiro 31, 2013 | Responder

  4. Olá Carlos:

    Essa imagem acima foi trabalhada em cima da matriz citada no texto. Essa matriz, imagem original, yin e yang, não tem direito autoral e representa o bem e o mal.

    Curiosamente, o mal está sobre o bem, deixando claro que devemos lutar sempre, para que o bem prevaleça.

    Faça uma busca no Google, clicando em imagens e você terá a imagem original, sem o efeito digital.

    ABS

    Comentário por icommercepage | janeiro 31, 2013 | Responder

  5. […] Comunicação por símbolos […]

    Pingback por Caçadores de sonhos perdidos « Made in Blog | setembro 27, 2013 | Responder

  6. […] Comunicação com símbolos […]

    Pingback por Reação a ala radical do rock « Made in Blog | julho 10, 2015 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: