Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

O descontrole do poder

encontros imperiais

Impérios Atuais

Se os grandes pensadores gregos não acreditavam na democracia, observando atentamente o funcionamento de nosso sistema político, por um momento, temos a impressão que somos um monte de palhaços em fila, no dia das eleições.

Por mais que se discutam teorias de liberalismo, neoliberalismo, comunismo, etc., há sempre um detalhe que passa despercebido – o Clube de Bilderberg, o Brasil tem o seu próprio clube. Em toda eleição, o que poderia parecer vitória acaba se transformando em derrota, quando os políticos vitoriosos passam do discurso para o governo.

Não dá para negar que os antigos oradores já não tem espaço na nova política, mas ainda são notáveis as diferenças entre o político de palanque e o político de mídia. Cada ambiente exige uma habilidade distinta da outra, com as mídias exercendo papel fundamental nas estratégias dos candidatos.

São muitas as diferenças entre os políticos, os partidos, as empresas que patrocinam os políticos e os banqueiros que obtém financiamentos fraudulentos no Brasil e pagam seus políticos com dinheiro que já se encontram em paraísos fiscais, o que acontece, também, no caso das empresas multinacionais e de mídias.

O Governo do PT apresentou tantos escândalos, não só de seu partido, naturalmente, que a política deixou de ser por interesses em eleições, passando a ser permanente.

Burgueses normalmente dizem para quem vão votar, temendo serem descobertos e passam a fazer campanha contra. Essa prática faz com que esses eleitores pareçam um bando de vagabundos sem ideologia nenhuma.

Quando algum candidato me pergunta para quem eu vou votar, normalmente eu falo um monte de bobagens para ele. Essa é a grande vantagem de ser pobre, não ter o rabo preso; de que adiantaria prostituir-se para manter o status social, se o mais importante, a honra, se perdeu.

…e quando eles me fazem alguma ameaça, eu aviso – Cuidado, eu vou falar tudo o que eu sei rs. Eu não sou o Durval Barbosa, mas também não sou o PC Farias. rsrs

A guerra pelo poder acontece somente entre quem tem o poder e, com a chegada da internet, uma situação nova na política surgiu, o povo exercendo o direito de opinar e, portanto, com o poder da palavra.

Sempre haverão grandes grupos, e pequenos grupos também, controlando, ou tentando controlar o poder. Assim como as empresas de tryvertising valorizam os dados de um consumidor em potencial, os políticos valorizam os dados dos eleitores.

Quando votamos, algumas pessoas estão anotando qual é a nossa urna para, mais tarde, saberem em quem votamos. O sistema de legenda também não ajuda muito, pelo contrário, torna o sistema muito mais anti-democrático.

Os americanos, por incrível que pareça, ainda tem um sistema indireto de eleições, baseado na federação de estados/províncias. Aqui no Brasil, tem se discutido muito a respeito de um estado com uma população menor, ter a mesma quantidade de senadores, só não se discute o porquê desses estados terem a população menor ou maior.

Os americanos também não gostam nada da ideia da urna eletrônica, sistema desenvolvido pelos brasileiros, mas isso não tem impedido que eles estejam descendo o morro abaixo, quando o assunto é economia. enquanto se discute qual o país está certo ou errado, a China tem crescido cada vez mais, e novos bilionários chineses tem surgido nas listas de homens ricos.

Enquanto a China se aproveita de sua mão-de-obra escrava para aumentar suas reservas, dependendo das matérias-primas brasileiras para o seu crescimento, aqui no Brasil, os poderosos tem, não só os decadentes americanos como clientes, mas também a nova potência econômica, a própria China. A diferença é que os nossos parasitas atacam a própria carne.

A entrada de um grupo de políticos inexperientes no poder, no Brasil, acabou ajudando no aumento das reservas internacionais, apesar da ambição ser a mesma, sua inexperiência, ou não, em liberar a Polícia Federal para atuar, fez com que o grupo protagonizasse uma série de erros e escândalos, diminuindo a vontade de muitos políticos ambiciosos.

Apesar dos escândalos terem aumentado, as reservas internacionais também tem aumentado, o que não impediu que a dívida pública tenha atingido recordes, o que poderá resultar em uma crise interna, em um futuro bem próximo, quando as empresas estarão sem dinheiro para pagar seus impostos e muitas autoridades, que antes eram pagas para fazer parte da máfia, ficarão sem pagamentos. Nesse dia, haverá um descontrole do poder.

Os parasitas que antes chupavam o sangue dos brasileiros, passarão a disputar as migalhas entre si, sentindo na pele o que sentem os pobres e a classe média baixa, disputando as migalhas que lhe são oferecidas.

…e quando os ricos pensarem em fugir do país, com suas fortunas, descobrirão que os paraísos fiscais já não existem mais, e que a China é uma economia fechada e que no Japão os corruptos estão cometendo suicídio, aí, os pobres terão a sua justiça.

By Jânio

Anúncios

agosto 22, 2011 - Posted by | Política | , , , , , , ,

5 Comentários »

  1. […] * Publicado no MadeInBlog […]

    Pingback por Ver! | Blog | O descontrole do poder | agosto 22, 2011 | Resposta

  2. Saudações!
    Amigo JÂNIO:
    Que as tuas palavras reverberem por todos os quadrantes do Brasil.
    Faz tempo que estou assistindo de camarote o desenrolar dos fatos patrocinados pelo clube fechado que dita as normas escravas desse país. É a máquina de todo um sistema carcomido pela gula insaciável abastecendo economias emergentes e ao mesmo tempo alavancando bolhas financeiras, e imobiliárias país afora. Ora, não tem sentido referencial de autênticos valores pagarem a astronômica quantia de 8 a 10 mil reais num metro quadrado em um cubículo que dão o nome de apartamento. Mais cedo ou mais tarde isso vai estourar. Com isso se acelera o acumulo de fortunas nas mãos de poucos enquanto, dão mais velocidades na exploração da mão de obra, cujo lucro palpável é a miséria e o sepultamento das esperanças de um povo ordeiro e trabalhador.
    A perversa desigualdade é mascarada todos os fins de semana por uma nova pesquisa tabulada sob encomenda dos membros do Bildberg brasileiro e grande parte da imprensa acompanha fazendo coro. Enquanto isso vai se disseminando a corrupção nos poderes em prejuízo de toda uma nação e ai daquele crítico que resolva levantar a voz que receberá a mordaça silenciosa dos rigores da lei.
    Eu só quero ver quando o barco perder a quilha e os timoneiros quiserem pular fora?
    Parabéns por mais um magnífico Post!
    Abraços,
    LISON.

    Comentário por LISON COSTA | agosto 22, 2011 | Resposta

  3. Olá Lison:

    Muito bom esse seu comentário, gosto muito desse estilo de resumir todo esse processo decadente de uma maneira crítica e direta, felizmente não temos mordaças na internet, ainda.

    Pagamos caro por uma internet ruim, mas estamos fazendo nossa parte, não estamos jogando nem nos divertindo, estamos discutindo temas sério e passando informações relevantes.

    A Globalização é uma semente que o Club de Bilderberg plantou, mas eles subestimaram a China. Mesmo se utilizando da mão-de-obra escrava da China, o Club de Bilderberg contribuiu para o crescimento dessa potência socialista, pior, o socialismo persistiu por lá, provando que eles estavam errados, o capitalismo não é imbatível.

    Agora o problema não é só a fome na África, nem a anarquia de terceiro mundo, o problema é mundial, e eles próprios estarão no olho do furacão, dependendo de países sem nenhuma referência política, como Brasil, Índia, Russia, China, África do Sul, etc.

    ABS

    Comentário por icommercepage | agosto 22, 2011 | Resposta

  4. É hora de o mundo vomitar todas as suas mazelas intestinas! Como você disse, e digo eu, criaram a democracia por nuance cultural, mas não como verdadeiro ideal. Esse, reservamos aos VERDADEIROS filósofos.

    E como a filosofia está longe do idílio religioso e do fisiologismo científico, vemos o Mundo ainda mais tripartido do que nunca. Ou melhor, pluripartidário.

    Abçs!

    Comentário por Ebrael Shaddai | agosto 22, 2011 | Resposta

    • Olá Ebrael:

      Em uma geração de mudanças rápidas, será difícil para os corruptos acompanhar e esconder toda a sua patifaria, mas também será muito difícil para a aristocracia esconder o seu jogo.

      Eu aguardo com ansiedade o final disso tudo, e espero que o povo esteja informado suficientemente para entrar para a história na hora certa.

      ABS

      Comentário por Jânio | agosto 23, 2011 | Resposta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: