Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Guerras irreais

encarnação do mal

Falsas guerras

As guerras trazem muitas consequências desagradáveis para a vida de uma pessoa, os casos mais divulgados pela mídias nos últimos anos, sem dúvida estão relacionados à Guerra do Vietnã.

O diretor de cinema Oliver Stone foi um voluntário na guerra do vietnã, um jovem idealista que perdeu a inocência numa guerra insana, passando a ser um dos maiores críticos do jogo do poder.

Nem todos tem a sorte de Oliver Stone.

Oliver Stone perdeu a inocência, tornou-se rebelde, mas sobreviveu, mantendo sua sanidade intacta, ou quase.

O maníaco homicida Rambo, vivido por Sylvester Stallone no cinema, é considerado a encarnação de Oliver North, ou vice-versa – coronel do exército americano – um homem de passado obscuro, servindo interesses políticos e comerciais, relacionados a uma indústria bélica diabólica, patrocinadora do imperialismo americano.

Assim como na ficção – Rambo – na realidade, sua encarnação – North – acreditava e era manipulado pelas ideias, pelas propagandas criadas pelo governo americano. Oliver North era uma versão dos terroristas, supostamente “fundamentalistas”, mas que na realidade eram usados por essas ideias, ferramentas de controle mental.

A primeira vítima dessa lavagem cerebral no Brasil, foi o maníaco Wellington Menezes, autor da carnificina do Realengo. Expondo um problema crônico na infraestrutura do país: falta de manicômios, hospícios, hospitais para doentes mentais, ou seja lá como esses locais se chamem.

Era uma vez um jovem idealista milionário que acreditava que poderia mudar o mundo, também poderíamos dizer que era um grande louco que acreditava que poderia mudar os destinos de nações oprimidas, não importa, o fato é que o jovem se aliou ao império mais poderoso da terra – EUA.

Os EUA são muito parecidos com o Império Romano em alguns pontos, mas são bem distintos desses em outros pontos também.

Seu império só faz uso da crueldade fora de seu território, nisso são muito parecidos com os romanos e diferentes dos políticos brasileiros.

O erro americano ocorre quando aplicam a pena de morte aos criminosos de outros países.

Outro tipo de erro o qual podemos observar, é o comércio da indústria bélica e suas estratégias, somadas aos interesses comerciais das grandes potências.

Quando o serviço secreto americano começou a treinar o terrorista Osama Bin Laden, nem imaginava o perigo que ele representaria no futuro.

Talvez o fato dos terroristas/guerrilheiros desenvolverem suas estratégias, organização e atividades em células isoladas, tenha permitido que o jovem milionário árabe envelhecesse.

Próximo a sua morte, ele se encontrava ao lado daqueles que deveriam prendê-lo.

Surgiram os boatos de que os soldados paquistaneses estivessem protegendo-o, ou talvez comprando suas habilidades, conhecimentos e informações, passadas a ele gentilmente pela CIA.

Não se sabe ao certo, de certo é o fato de Bin laden deixar de ser útil aos dois lados. Osama já não era mais útil aos americanos há muito tempo, deixando de ser útil aos paquistaneses também, em seus últimos dias.

Talvez Osama Bin Laden fosse apenas um fantoche, talvez trabalhasse para os próprios americanos, promovendo a venda de armas através das guerras. Nas últimas imagens divulgadas do terrorista, nota-se que ele era um grande vendedor.

Terroristas convivem com o perigo, alguns são mercenários sem nação nem ideologia, cujo interesse é o lucro vindo do caos e da guerra. Nem todos são assim, a maioria são pessoas sem emprego, sem futuro, vivendo em países explorados por superpotências, cujo único objetivo é uma ideologia maluca que usa como pretexto trechos de livros sagrados, mal interpretados naturalmente.

Por causa de Osama Bin Laden – EUA – pelo menos três nações árabes entraram em conflito direto com o Ocidente, além de outras envolvidas indiretamente. A suposta “Guerra Santa” mostrou o outro lado do suposto “fundamentalismo“, versão do fundamentalismo de livre mercado – capilalismo – com o qual esse conflito está diretamente relacionado.

Em meio a tudo isso, o fiel ex-alidado passou a ser o homem mais procurado pelo FBI, uma polícia que deveria ser federal, mas que passou a assumir várias funções da CIA, polícia secreta que trata apenas de assuntos americanos politicamente incorretos.

O poder de Bin Laden já era conhecido pela CIA, mas o mundo só passou a saber disso no dia em que milhares de mortos do World Trade Center escreveram com sangue o princípio: “Quem viver pela espada, pela espada morrerá.”

A reação americana foi imediata, quase ensaiada, e o filho do “homem”, Bush, fez a vontade do pai, invadindo, caçando e matando Saddam Hussein. Você entendeu? – Osama atacou as torres gêmeas, e o ditador Saddam Morreu.

Saddam Hussein foi acusado de produzir armas nucleares, mas isso nunca foi suficiente para unir o bipartidarismo americano, era preciso dizer que Saddam Hussein estava protegendo Bin Laden.

Com a morte de Saddam Hussein, foi criado um novo inimigo, Paquistão, curiosamente, nunca houve uma guerra do Paquistão, houve uma guerra do Afeganistão.

No Afeganistão, país dividido, controlado pelos talibãs, seria o esconderijo perfeito para Osama Bin Laden, afinal, foi ali que ele começou sua história, trabalhando para os americanos contra a União Soviética.

Vencida a Guerra do Afeganistão, guerrilheiros do Talibã teriam fugido para o Paquistão, com eles Osama Bin Laden, o top criminoso do FBI. Acontece que o Paquistão não gosta muito de invasores – ou será que gosta?

O Governo do Paquistão prendeu muitos guerrilheiros do Talibã, mas Osama estava ali, junto de um quartel do exército.

No fundo, os árabes estavam gostando de ver a decadência do império americano.

Em países subdesenvolvidos, as confusas histórias desses países se confundem com as histórias de homens como Osama Bin Laden. São histórias difíceis de contar e de entender, regiões onde tradições, religiões, ditaduras, impérios e interesses econômicos se misturam.

só uma coisa não muda: “Quem viver pela espada, pela espada morrerá”.

O Assassinato de Osama Bin Laden foi um crime perfeito, com o corpo atirado ao mar, apesar de muita gente duvidar de sua morte.

É natural essa dúvida, afinal, criaram um mito, um super-homem que nunca morre, capaz de decidir o destino de países inteiros.

Somando as guerras e a crise mundial, podemos dizer que o assassinato de Osama Bin Laden é o assassinato mais caro da história, mas um conceito fundamentalista nunca morre: “Quem vive pela espada, pela espada morrerá”.

Portanto: “Não matarás!”

Textos relacionados:

Osama é morto pelos americanos

Imagens chocantes de 11 de setembro

Repercussão da morte de Osama Bin Laden

By Jânio

maio 12, 2011 - Posted by | Reflexões | , , , , ,

5 Comentários »

  1. […] Publicado no MadeInBlog […]

    Pingback por Ver! | Blog | Guerras irreais | maio 12, 2011 | Responder

  2. Ótimo post!
    Aproveite para divulgá-lo também no Nada Sério!
    http://www.nadaserio.com.br

    Comentário por Nada Sério | maio 17, 2011 | Responder

    • Olá:

      Eu vou dar uma conferida.

      Obrigado pelo convite.

      ABS

      Comentário por icommercepage | maio 18, 2011 | Responder

  3. Olá,

    Me chamo Eduardo e sou um dos proprietários do agregador de conteúdo e blogs yapper.com.br.
    No dia 17/05/2011 estaremos lançando o “Yapper”, o mais novo agregador de sites, blogs e
    conteúdo do Brasil.

    http://www.yapper.com.br

    Estamos convidando os melhores sites a divulgarem seus posts no Yapper de forma totalmente gratuita.
    Já fechamos com alguns blogs e convidamos o seu site a se tornar nosso parceiro também.
    Nosso sistema tem alguns diferenciais de outros sites desse segmento. Possuímos o “Box Gostei”, que é um
    widget similar ao Facebook onde todos os usuários do Yapper que curtirem o seu site aparecerão suas fotos o
    perfil neste box. Possuímos também o “Botão Gostei” que é um widget similar ao do Twitter que você poderá
    usar em todos os seus posts e os usuários do Yapper que gostarem do post poderão comentá-lo, neste caso os
    posts com maior número de cometários no dia aparecerão no “Top #tags” do Yapper e todos os nossos usuários
    poderão visualizar. Além disso possuímos um sistema de troca de links que é um widget que você pode
    utilizar em seus posts onde aparecerão posts de outros blogs e cada vez que um usuário do Yapper clicar em
    um destes links o seu site receberá uma visita de volta.

    Você pode postar qualquer tipo de conteúdo no Yapper, vídeos do Youtube, posts de seu blog ou Tumblr e artigos
    ou matérias de seu site.

    Grande abraço!

    Eduardo Weber.
    http://www.yapper.com.br

    Comentário por Cristiano | maio 17, 2011 | Responder

    • Olá Cristiano:

      Agregadores de conteúdo são sempre bem vindos à blogosfera, assim que sobrar um tempo eu vou analisar detalhadamente o Yapper.

      Espero que tenha muito sucesso.

      ABS

      Comentário por icommercepage | maio 18, 2011 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: