Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

A Presidenta Dilma faz discurso moderado na visita de Obama ao Brasil

interesses comuns

Visita de Obama

Barack Obama começou sua agenda no Brasil de maneira muito discreta, como era de se imaginar, seguindo seus objetivos. Seu principal objetivo será fortalecer a parceria com o Brasil, e desse objetivo ele não deverá se desviar.

O amigo de Hugo Chaves, ex-presidente Lula, não esteve presente, mas todos os outros ex-presidentes estavam. Isso me faz acreditar ainda mais que o ex-presidente era apenas um plano para alcançar o poder – ou será que eu estou errado?

Poderíamos ter a Maysa, aquela apresentadora mirim, como presidenta, ou o próprio Tiririca, não faria a menor diferença para o império brasileiro. Aliás, é isso o que o Brasil tem em comum com os Estados unidos, simpatia ao imperialismo.

Nos Estados unidos, como seria de se esperar, não há ditadura, a ditadura é o que eles desejam para todos os seus parceiros, como o Brasil por exemplo. Suas estratégias no Oriente Médio começam a dar errado, mas os americanos sabem quando mudar de lado, ao contrário do Brasil.

Já tivemos uma criança governando o Brasil, na época da Monarquia, não tivemos? – Então, podemos ter um palhaço ou uma criança novamente.

É difícil convencer as pessoas de que presidente não manda nada, convencer as pessoas que há um poder muito maior, por trás das aparências políticas. Será que os eleitores pensam nisso na hora de votar? – Eu acho pouco provável?

Com raras exceções, como é o caso de São Paulo, as pessoas podem acordar na hora do voto, criando um grande constrangimento para as bocas de urnas. Podemos ser manipulados durante meses, menos na hora de votar.

Barack Obama foi moderado em seu discurso. No jogo político, fora de casa, o empate é um bom resultado, principalmente se for um jogo amistoso.

Dilma fez a sua parte, aproveitou a oportunidade para fazer reivindicações em público, sabendo que não teria outra chance. Seu discurso lembrou o discurso de velhos políticos de cinquenta anos atrás, mas era de se esperar, Dilma não tem tanta habilidade com as palavras.

Assim como a Venezuela, os Estados Unidos tem sua balança comercial desfavorável, em relação ao Brasil, por isso o Brasil deve tolerar, não só Chaves, como Obama.

São dois países que importam muito do Brasil, mas exportam pouco para cá. Nada mais justo do que começar a equilibrar as balanças, literalmente falando.

As experiências com extraçao de petróleo em grandes profundidades, nos Estados Unidos tem sido desastrosas, enquanto o Brasil tem sido mais eficiente.

Evidentemente, esse não deverá ser o único setor em que os Estados Unidos estão interessados. O Brasil é o país emergente com mais estrutura econômica (país rico) enquanto os Estados Unidos estão em situação inversa, então, nada mais normal do que essa aproximação.

O Brasil é o país que dá certo, pelo menos economicamente, nunca teve grandes problemas econômicos. Por outro lado, há uma vantagem para os trabalhadores semi-escravizados, pela primeira vez, chegou-se a conclusão que um bom escravo deve ter muita saúde, para produzir mais – Já podemos sonhar com a libertação.

By Jânio

Anúncios

março 19, 2011 - Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , ,

5 Comentários »

  1. […] Publicado no MadeInBlog * Twitter […]

    Pingback por Ver! | Blog | A Presidenta Dilma faz discurso moderado na visita de Obama ao Brasil | março 19, 2011 | Resposta

  2. […] que o ex-presidente era apenas um plano para alcançar o poder – ou será que eu estou errado? Ver conteúdo completo var act66619 = new […]

    Pingback por Os interesses dos Estados Unidos no Brasil « Link Esfera – Rede Social, Notícias e Opinião | março 19, 2011 | Resposta

  3. É a primeira visita do atual presidente norte-americano
    Negro quebrando paradigma, como nossa mulher, este ano
    Segue os mesmos passos de Bush, Clinton e outros tantos
    Nada de bate-papo, cafezinho. Só assunto sério por enquanto

    Veio firmar ao menos 10 acordos bilaterais com a gente
    Além de estreitar as relações estremecidas no governo anterior
    Quando o Brasil foi simpatizante dos grandes tiranos do exterior

    A China agora é o maior parceiro comercial do Brasil
    Mas nos Estados Unidos, essa derrota ninguém engoliu
    Querem de volta o 1º lugar que tinham com vantagem total
    E Dilma, claro, pressiona por equilíbrio na balança comercial

    Além disso, na ONU cobramos uma vaga permanente
    E exigimos posicionamento dos EUA, até agora indiferente
    Acenou com simpatia, mas sem resposta partiu para o Rio
    De onde dará sequência à sua agenda, tal qual se previu

    O helicóptero, de tão grande, pousou em campo de futebol
    Antes, atendeu tietagem: foto para Paes, com o filho menor
    O discurso para o povão tinha o Huck de apresentador convidado
    Foi desviado para o teatro. Há segurança para o chefe de estado?

    Comentário por Bruno Rabelo | março 20, 2011 | Resposta

  4. presiso dos roteiros da viagem , os acordos ou propostas feitas ao brasil ,principais pontos discurso , a impressao que ele deixou no povo brasileiro… e nao tem nada disso.

    Comentário por brunielly | março 29, 2011 | Resposta

    • Olá Brunielli:

      Tente imaginar um discurso bem demagógico, foi isso o que aconteceu por parte dos dois(as) presidentes(as).

      Dilma passou a maior parte de seu discurso mostrando as semelhanças entre os dois países, como passamos pela crise etc. Depois ela ofereceu o pré-sal para investimento americano, mas isso a imprensa também já sabia; lembrou de nossos avanços na biotecnologia e das tecnologias que temos a oferecer.

      A Presidenta pediu uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU, investimento e parceria.

      Obama deixou claro o que todo mundo também já sabia, as empresas americanas devem começar a investir pesado no Brasil. Se os EUA já estavam em desvantagem, agora podem ficar mais ainda, já que o mercado imobiliário, a bolha, vai virar para cá.

      Obama demonstrou interesse em investir na infra-estrutura da copa, olímpíada disse que os EUA estarão a disposição do Brasil, para ajudar nessa fase de desenvolvimento, já que o Brasil não tem investimento, nem empresas, nem um governo pronto para obras.

      O pré-sal é o investimento que o Brasil mais tem interesse em investimentos americanos, e Dilma ressaltou a tecnologia da Petrobrás em grande profundidade, tecnologia que seria compartilhada com as empresas americanas, já que é uma tecnologia estatal.

      Além de Brasília e Rio de Janeiro, eu me lembro que Obama foi ao Cristo Redentor e às comunidades das favelas.

      Tudo já estava previsto na agenda, exceto que os ministros seriam revistados, pelos seguranças de Obama, bem feito, quem mandou o Governo criar tantos ministérios.

      ABS

      ABS

      Comentário por icommercepage | março 30, 2011 | Resposta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: