Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

O movimento Ficha Limpa enfrentará muitos problemas

Sentimento de Justiça

Nova Lei

Vamos começar este post citando o be-a-bá  de uma lei política – Ou seria o blá blá blá da política? – onde uma lei deve nascer, sempre, baseada nos bons costumes e moral de um povo – Só esqueceram de avisar os políticos.

Se a democracia fosse levada a sério, e se houvesse seriedade na justiça brasileira, o movimento ficha limpa seria uma grande piada, seria como dizer: “Fica determinado, por essa lei, que bandido não pode mais ser candidato a cargos públicos.”

Logo, logo, poderemos ter leis para proibir o político de mentir para o povo, fazer acertos políticos, oferecer cargos de confiança, aumentar o próprio salário, etc.

Isso seria uma grande vitória para o povo, sem dúvida, afinal de contas, o político brasileiro tem a memória curta, só lembra das leis que eles próprios criaram, tamanha a nossa burocracia.

Nossas leis precisam ser “Muito bem explicadinhas, nos seus mínimos detalhes.”

Não basta que o político seja honesto, é preciso uma lei para regulamentar isso, até porque eles não tinham notado. A vergonha na cara, o que seria muito bom, já acabou há muito tempo.

Essa lei soa como: “O eleitor brasileiro não tem competência de separar o político honesto do político desonesto, assim, vamos facilitar-lhe essa tarefa, eliminando os políticos com ficha suja.”

Isso poderia soar ofensivamente, então podemos imaginar uma realidade bem mais direta, bem brasileira: “Não há político honesto, então, vamos peneirar, separando os piores dos totalmente inúteis, facilitando a escolha, na hora da votação.”

Pronto! – Está resolvido! – Não ficou tão ofensivo, de quebra, ainda resolvemos um possível conflito.

Parecia simples – Não é mesmo? – até surgir um boato – Ou seria notícia? – de que a justiça do Maranhão não acataria a determinação do “Ficha limpa”, liberando todos os políticos “fichas sujas” daquele estado, inclusive a filha de José Sarney, que estaria com a processos na justiça. Segundo noticiários, o “Ficha Limpa” teria uma brecha, não valeria para processos anteriores.

Isso soa como “irretroatividade dos direitos adquiridos”, ou seja, o direito de roubar não pode retroagir. Nesse caso, nenhum bandido seria pego – É impressão minha, ou estão querendo enrolar o povão?

Quando eu vi um pronunciamento oficial dizendo que a aprovação do “ficha limpa” seria uma vitória da democracia, eu quase acreditei, afinal, foi um abaixo assinado que  teve o apoio irrestrito de todas as comunidades sensatas da internet, mostrando sua indignação com a pouca, ou falta, de vergonha de nossos políticos.

Não é exatamente uma vitória da democracia, e sim uma resistência a falta de justiça em nosso país. É por falta de justiça que movimentos como esse estão sendo criados, constantemente, no Brasil; melhor que isso, só se esfregarmos a lei na cara desses folgados.

O grande problema “federativo” do Brasil, é que o país é muito grande, com culturas diferentes. No Brasil, é mais fácil universalizar a pilantragem que a justiça.

Se um estado como o Maranhão não cumprir essa determinação, abre-se um precedente para outros estados, ou seja, “Onde passa um boi, passa uma boiada.” – valendo para outros tipos de animais também.

Poderemos então voltar a estaca zero, ou criar uma nova lei, uma lei que obrigue a lei a ser cumprida – de preferência sem ser muito “comprida”.

Podíamos criar também uma lei obrigando a justiça a ser justa, outra lei para obrigar os políticos a obedecerem, ao invés de mandar.

Aproveitando a deixa, poderíamos eliminar outras leis que entrem em conflito com as leis de fato, como: Desacato à autoridade, atentado ao pudor, etc.

http://twitter.com/fichalimpa

By Jânio

julho 31, 2010 - Posted by | Política | , , , , , , , , , ,

10 Comentários »

  1. Que Post Fantástico!
    Amigo Jánio:
    Já está virando monotonia eu lhe dizer que gostei da sua análise em especial sobre os acontecimentos da política brasileira, assim eu digo: eu o admiro pela sua fascinante análise e imparcialidade.
    Certamente essas coisas nos envolvem profundamente e depõe contra a imagem do Brasil, mas, na verdade, são duras lições para aprendermos a ter mais consciência para a escolha dos nossos representantes e, como sabemos, tais atitudes geram sofrimentos, pois recursos que deveriam ser investidos em função social são canalizados para benefícios particulares.
    A posição de um tribunal do maranhão estuprando um preceito legal, que veio da vontade do povo haverá de ter reparo pelos tribunais superiores sob pena de o Brasil se transformar numa casa de ninguém.
    Parabéns por mais uma excelente matéria!
    Abraços fraternos,
    LISON.

    Curtir

    Comentário por LISON COSTA | julho 31, 2010 | Responder

  2. Olá Lison:

    Lendo seu comentário, me veio uma indagação ainda mais forte que o conteúdo do texto: Porque não prendem de uma vez todas a pessoas que cometem crimes, isso nos pouparia 90 por cento de dores de cabeça, na escolha de um candidato.

    Fora isso, é sempre bom ver seu desabafo com o descaso da justiça, coisa que nos deixa estressado, mas precisamos continuar lutando.

    ABS

    Curtir

    Comentário por icommercepage | julho 31, 2010 | Responder

  3. Meu amigo Jânio, você não pode se esquecer que o Paulo Maluf, foi eleito estando preso na polícia federal, por crime de corrupção ativa.
    Imagine se o Daniel Dantas resolve ser candidato, seria eleito com margem de sobra em cima dos outros concorrentes.
    O brasileiro não sabe votar, isto é fato.
    A lei ficha limpa, vem apenas para que o governo possa tentar impedir alguns candidatos da oposição de participar do pleito, mas também pode vir a ser um tiro no própio pé.
    Para um congresso nacional que elege como seus presidentes o Sarney e o Severino Cavalcanti, você ainda duvida da honestidade e bom senso deles?
    Eu acredito que o brasileiro ainda vai aprender a votar e também acredito que não deva demorar mais que uns quinhentos anos.
    Ótima sua analise, gostei e compartilho da mesma opinião, porém sendo um pouco mais pessimista quanto ao nosso futuro político.
    Um grande abraço
    Giba

    Curtir

    Comentário por Gilberto | julho 31, 2010 | Responder

  4. KKKKKKKK

    Olá Gilberto:

    Esse final, quando você fala dos quinhentos anos, foi difícil segurar o riso, apesar de doer muito por dentro.

    Essa eleição do Maluf eu passei batido, não me lembro o que eu estava fazendo. Em épocas em que só se fala em goleiro bruno, acabamos por negligenciar nossas responsabilidades de nos informarmos.

    Pelo menos na internet a tortura é menor.

    Dói muito imaginar que até os bons canditatos, depois de eleitos, acabam sendo coniventes com a pilantragem.

    O exemplo vem de cima, enquanto não acertarmos os cabeças, não teremos um bom governo, nem teremos um povo crente em seus dirigentes.

    ABS

    Curtir

    Comentário por icommercepage | julho 31, 2010 | Responder

  5. Aqui em nosso pais esta dificil, pois a maioria estão respondendo a inquéritos e processos e além do mais com a imunidade parlamentar, outros tantos se lkivram das acusações, realmente dificil de seguir.
    Abraços forte

    Curtir

    Comentário por Principe Encantado | julho 31, 2010 | Responder

  6. Olá amigo:

    Você matou a charada.

    Como poderíamos sonhar com um “Ficha Limpa” se todos estão com a ficha suja. Além do mais eles é que criam as leis, se não fossem, não faria a menor diferença, já que no caos dos salários, eles se dão muito bem com o judiciário.

    Precisamos ser mais inteligentes e descobrir o ponto fraco, mudar aos poucos, sem muita pretensão.

    muito bom seu comentário.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Jânio | julho 31, 2010 | Responder

  7. Não chego ao ponto de ver este projeto desta forma, afinal o regime democrático reza a liberdade de expressão como princípio fundamental. Porém, considero lastimável termos de exigir honestidade da parte daqueles que se dizem representantes do povo. Pelo menos aparentemente, o projeto demonstra boa intenção e os seus defensores a vontade de provocar uma limpeza moral na política praticada no Brasil, e sinceramente espero que consigam, quantos menos corruptos tivermos, melhor para todos nós. Somente não apoio porque acredito que o poder deve estar tão somente na mão do povo e não da justiça, é o povo quem tem de manifestar-se sempre e não delegar a outros a sua vontade. Também é importante ressaltar q

    Curtir

    Comentário por Marcos Borkowski | agosto 3, 2010 | Responder

  8. …que uma falha neste projeto é punir os “fichas sujas” apenas, ou seja, tem muitos “fichas limpas” agindo por aí, só que ainda não foram apanhados e que dificilmente serão, pois estão muito bem acobertados. Também existe aqueles que não atuam diretamente como políticos, são os que financiam os candidatos e que se escondem por detrás dos partidos para poder manipular e obtêr ganhos, a exemplo de empresários, banqueiros e alguns organismos da imprensa que todos sabemos quais são.

    Enfim, viva la democrácia, porque sem ela não poderíamos nem estar aqui debatendo !

    Curtir

    Comentário por Marcos Borkowski | agosto 3, 2010 | Responder

  9. Olá Marcos:

    Eu nem tenho palavras para exprimir o meu contentamento com seu comentário, o que era apenas uma idéia, virou quase um projeto de estudo e de pensamento, tamanha a profundidade de sua análise.

    Eu li e reli seu comentário, e notei que segue a mesma linha de pensamento do post, a questão da democracia, foi apenas uma provocação de minha parte. Quando você diz que não aprova o fato de ter que delegar a outrem essa função, nototo a ambiguidade do projeto, a mesma impressão que eu tenho.

    O projeto é democrático, por ser uma manifestação do povo, mas apenas se isso resultar em algum resultado concreto, ao mesmo tempo é anti-democráttico, justamente pelo fato de mostrar nossa incapacidade de escolher os candidatos ideais na hora de votar, mas essa hipótese também pode ser eliminada, admitendo-se a hipótese de não termos políticos honestos no país.

    Apesar de nossa concordância em tudo, permita-me colocar um pimentinha no assunto: “Será que se nossa opinião fosse levada a sério, nossas manifestações resolvessem os problemas, poderíamos estar debatendo aqui?”.

    Sabemos que as leis evoluiram paradoxalmente a justiça, aqui no Brasi, ou seja, o que nós falamos e pensamos não significa nada para eles. Estão aí, Jáder Barbalho, Renan Calheiros, Sarney, Severino, Collor e milhares de outros, para provar que o nosso tempo é perdido; No Brasil só as leis não bastam.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Jânio | agosto 4, 2010 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: