Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

O que as notícias e informações nos dizem

entendendo as noticias

Dados da informação

Através de um curso feito no Sebrae, chamado empreendedorismo, tomei conhecimento da importância da análise de informações.

Houve uma época, não muito distante, chamada de a era da informação, nessa época, os empresários, funcionários ou pessoas comuns, eram favorecidos pelas informações. Nessa época, ao contrário do que o nome indica, foi o despertar para a importância da informação, não havia tanta facilidade no acesso a essas informações.

Isso ainda é percebido hoje, principalmente na política, se o governo anuncia investimento em uma determinada área, essa será a direção da corrida ao ouro. Há verdadeiras máfias infiltradas no governo, em busca dessas informações privilegiadas.

Em nosso pequeno mundinho, aqui embaixo, a informação tem também a sua relevância. Precisamos estar atentos e preparados para aproveitar as oportunidades que surgem a cada momento.

Os meios para a obtenção dessas informações, nos dias de hoje, são as mais variadas possíveis. Pode parecer um desperdício, gastar dois reais em um jornal, mas, para quem sabe a importância da informação, esse valor é irrisório.

Os internautas em geral, são os mais privilegiados, podem se beneficiar vinte e quatro horas do dia, trinta dias do mês, trezentos e sessenta e cinco dias do ano. No caso da internet, é preciso uma certa organização, na busca das informações.

Há informações por toda parte, só é preciso aprender a buscá-las. Não há melhor maneira de aprender a lidar com essas buscas de informações do que buscando, portanto, o sistema de busca é fundamental nessa tarefa.

Com o tempo, o internauta aprenderá a separar o conteúdo através de palavras. Algumas notícias, apesar de aparentemente sem importância, podem ser indicadores precisos, muito melhor do que as informações manipuláveis e com segundos interesses, veiculadas pela mídia.

Veja algumas notícias curiosas:

Recentemente, a Catho, maior agência de empregos do Brasil, verificou dados muito curiosos. Enquanto na região de Pernambuco faltavam pedreiros, em Curitiba faltavam profissionais de informática – Não é curioso?

Implicitamente, poderíamos dizer que há, por parte do governo, investimentos e interesse de se investir no nordeste.

Outra notícia interessante: O IBGE, em seu recrutamento periódico, encontrou dificuldades em preencher as vagas em São Paulo e no Rio Grande do Sul.

Essa notícia nos leva a crer que, apesar de as pessoas estarem descontentes com o panorama econômico de suas regiões, a realidade não é bem essa, a economia encontra-se plenamente aquecida em suas regiões.

É claro que não dá para se confundir a capital de São Paulo com o interior, aliás, no Brasil inteiro, ocorre esse fenômeno de migração para o interior, em busca de qualidade de vida e melhor infra-estrutura.

Lembrando o que já foi dito no site, a verificação do crescimento do PIB, não implica necessariamente em crescimento de empregos, é apenas um indicador favorável, principalmente ao Governo. As regiões rurais do interior de Goiás são um exemplo disso, bem diferente de regiões como o interior de Santa Catarina, por exemplo.

Em Curitiba, há profissionais de informática, mas não falam os idiomas requeridos por uma empresa que trabalha para exportação de produtos, criação de sites ou softwares. Note que um curso de inglês é bem mais barato que os cursos universitários, onde estão as falhas?

A cidade com o maior crescimento de PIB do Brasil é Macaé, cerca de trezentos por cento. Passou dos pacatos quarenta mil habitantes, para mais de duzentos mil.

Dois terços da população passaram a viver em favelas, gerando um déficit habitacional muito grande.

O déficit de emprego, no Brasil, também interessa aos grandes empresários. Só a infra-estrutura seria suficiente para sanar esse problema, caso fosse de interesse dos políticos, com isso, não haveria mais tanto desemprego.

Sem desemprego, os salários tenderiam a subir, em alguns casos, seria até necessário a importação de mão-de-obra, ou investimento na qualificação profissional, isso não interessa aos ricos.

Fora do Brasil, a história não muda muito: Angola lembra Macaé, com seu cenário pós guerra, onde falta água até para tomar banho; no Japão se trabalha três vezes mais, os brasileiros são submetidos a um sistema quase escravista, a diferença é que recebem muito bem para isso; nos Estados unidos há muita liberdade, mas não se deve confundir liberdade com irresponsabilidade, é grande o número de brasileiros encrencados com a justiça.

O melhor país para se trabalhar continua sendo o Brasil, apesar da falta de vontade de nossos governantes.

By jãnio

abril 25, 2010 Posted by | oportunidades | , , , , , , , , , , | 4 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: