Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

A evolução do homem

o coração e a razão

Até a idade medieval, acreditava-se que o coração era a parte mais importante do corpo; na realidade, até hoje, muita gente  acredita nisso.

Conta-se a lenda, que durante a execução de um condenado, pelas leis da época, ele aceitou a missão de esclarecer a dúvida que até então reinava na ciência.

No momento em que fosse guilhotinado, sua cabeça fosse separada do corpo, o condenado deveria piscar o olho, confirmando que o cérebro era mais importante que o coração. Poderíamos afirmar ser essa história fantasiosa, mas a julgar como aconteciam os fatos estarrecedores, naquela época, fruto da falta de informação das pessoas, o que levava a uma crendice sem precedentes, tudo era possível.

Uma coisa é certa, hoje, sabemos que o coração é um músculo, um dos órgãos vitais do corpo, de forma alguma poderia ser comparado com o cérebro.

Quando sentimos uma emoção forte, ou quando uma pessoa está apaixonada, o coração acelera, isso passa a sensação de ser o coração o órgão responsável pelas emoções, mas não é.

Os apaixonados ainda usam o coração como símbolo de sua emoção, mas  o significado já não é o mesmo.

O mais importante órgão do corpo humano é o cérebro, ele é responsável pelo controle de todo o corpo, também é o único insubstituível. Surgindo, daqui, uma nova expressão: “A química entre duas pessoas”.

De fato, a expressão não está tão fora de contexto assim, afinal, o corpo humano produz substâncias químicas diante de emoções. Evidentemente, todos os órgãos do corpo interagem diante de fortes emoções, cada um a sua maneira.

Acredita-se que cada emoção seja controlada por uma parte do cérebro, assim, a felicidade está relacionada ao coração, quando ele se acelera; a tristeza está relacionada ao pulmão, quando falta ar para respirar, diante de uma emoção muito forte.

Outros órgãos do corpo costumam  manifestar-se diante de situações ligadas a emoções. Cada pessoa dá a importância a determinado órgão, dependendo da emoção que lhe é mais importante.

O cérebro continua sendo uma grande incógnita. A maior delas é a suposição da existência da alma, de onde veio, para onde vai, influenciando, inclusive, no sentido da vida.

O cérebro humano, como podemos notar, pensa, mas, aí, suge a pergunta: e os animais, não pensam?

Os animais devem pensar, mas o fato de o pensamento dos animais ser menor, seu raciocínio ser mais curto, cria uma situação curiosa. Alguns animais, por terem uma história muito mais longa que a nossa, na Terra, conseguiram evoluir muito, mesmo “quase” sem pensar.

Através dos tempos, os animais pensaram trilhões e trilhões de vezes, com seu curto raciocínio, criando uma sequência lógica que os levaria a fazer coisas que homem algum imagina conseguir, cada animal tem uma especialidade própria.

O Homem, animal racional, supostamente, o animal que pensa, surpreendeu pela forma como dominou o mundo em tão curto espaço de tempo, desde seu aparecimento na Terra.

Seu raciocínio é quase perfeito, é longo, supostamente, pensa, o que é contestado pela filosofia, onde, segundo ela, nem todos pensam; poder pensar é diferente do ato em si.

Assim, o homem cria, frequentemente,  novas tecnologias, levando-o a presumir  que essas tecnologias são, de fato, a evolução, quando, na realidade, esse processo não passa de uma busca pela sobrevivência, de uma busca constante pela imortalidade do corpo, para, no fim das contas, descobrir que só a alma é imortal.

Quanto mais se estuda, mais se descobre a própria pequenez. Por mais que planetas sejam descobertos, a prova definitiva, que há vida fora da Terra, fica cada vez mais distante. Porque o anseio de se descobrir vida fora da terra?

Nosso planeta tem tudo o que nós precisamos, precisamos saber controlar nossos atos.

Pode ser que uma mudança climática venha a por fim a nossa existência na terra, pode ser que um vírus faça isso primeiro, deixando poucos sobreviventes, nos levando a regredir milhares de anos, isolados do mundo, iniciando novo processo de evolução, como aconteceu com os incas, egípcios, troianos…

Temos um grande cérebro, um raciocínio quase perfeito; só precisamos aprender a utilizá-lo, direcionar melhor nossos objetivos, sentir melhor os outros órgãos do corpo como: o coração, os pulmões, os rins, o baço …conhecer a nossa própria natureza.

By Jânio

novembro 21, 2009 - Posted by | Reflexões | , , , , , ,

8 Comentários »

  1. Saudações!
    Amigo Jânio,
    Que Post Fantástico!
    O seu texto está muito bem fundamento, embora seja uma matéria complexa, nos permite uma viagem e tanto nesse mundo maravilhoso, ou melhor, nesses órgãos fantásticos, o coração e o cérebro.
    Dado ao meu diminuto conhecimento sobre o artigo fico pensando sobre…. “Quanto mais se estuda, mais se descobre a própria pequenês. Por mais que planetas sejam descobertos, a prova definitiva, que há vida fora da Terra, fica cada vez mais distante. Jânio.
    Parabéns pelo excelente post!
    Abraços fraternos,
    LISON.

    Curtir

    Comentário por LISONN | novembro 21, 2009 | Responder

    • Olá Lisonn.

      A sua postura diante do texto mostra como o texto poderia ser uma homenagem a sua pessoa, quando uma pessoa tão inteligente como você se reconhece leigo, há o reconhecimento, de nossa parte de sua sabedoria.

      Seus comentários são uma aula de sociologia.

      ABS

      Curtir

      Comentário por Janio | novembro 21, 2009 | Responder

  2. Jânio,

    Excelente post meu amigo.

    O homem se conhece a cada dia, e a cada dia descobrem-se mais a respeito do corpo humano, das funções dos nossos órgãos, e isso é fantástico mesmo.

    Adorei.

    Parabéns!

    Bjs.

    Rosana.

    Curtir

    Comentário por Rosana Madjarof | novembro 21, 2009 | Responder

  3. Olá Rosana.

    Esse é o lado bom da tecnologia, ams isso não evita nossa caminhada para nossa própria destruição. Nós precisamos descobrir o verdadeiro sentido da qualidade de vida para tentar reverter esse processo.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Janio | novembro 21, 2009 | Responder

  4. Que texto maravilhoso, nos leva a meditar sobre a potencialidade da nossa vida e de nossos orgãos, a nos conhecer e agradecer por nossa existência.
    Um grande abraço

    Curtir

    Comentário por Edegard | novembro 21, 2009 | Responder

    • Olá Edegard.

      É isso mesmo, entendendo o sentido de nossa vida, o que parece fácil, mas não é, descobrindo o que é a qualidade de vida, de maneira real, poderemos resolver grande parte dos problemas que aflige a humanidade por tantos séculos.

      Um grande abraço.

      Curtir

      Comentário por Jânio | novembro 22, 2009 | Responder

  5. […] A evolução do ser humano […]

    Curtir

    Pingback por Maria a judia « Made in Blog | julho 14, 2015 | Responder

  6. […] A evolução do ser humano […]

    Curtir

    Pingback por Sistemas de magia « Made in Blog | julho 16, 2015 | Responder


Deixe uma resposta para LISONN Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: