Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Homero ou Troia – Quem é a lenda?

Presente de Grego

Homero, ou Hómeros, é um dos poetas, e filósofo, mais antigos da história. Viveu na Grécia antiga e é atribuída a ele duas das mais famosas obras literárias da história.

Através das obras literárias de Homero, Ilíada e Odisseia, pode se ter uma clara ideia do que era a Grécia Antiga, conhecer um pouco da história do mundo.

Segundo a opinião de um grupo separatista, Homero nunca teria existido, seriam apenas uma compilação de vários texto atribuídos a ele. Por outro lado, os historiadores clássicos vêem nas obras literárias, Ilíada e Odisseia, um relato da história da Grécia antiga.

O Poeta Homero, segundo relatos, seria um velho cantor, pobre e cego, que peregrinava pelas cidades; em troca da ajuda do povo, declamava sua poesia.

Homero teria vivido na região de Jônio, onde hoje fica a Turquia,

Segundo os separatistas, Homero nunca teria existido, as obras atribuídas a ele, seriam compilações contadas pelo povo, através dos tempos, dando a idéia de que a verdadeira epopeia deve ser contada pelo povo.

Essa teoria já foi atribuída a Nostradammus, até a Bíblia apresenta conflitos de opiniões, sobre quem realmente escreveu a sagrada escritura; é evidente que foram vários autores.

Enquanto Homero viveu no século VIII a.c, a história da guerra de Troia se passa cerca de 1.300 a 1.200 a.c, no final da idade do bronze,

A guerra começou quando Páris, príncipe de Troia sequestrou a rainha de Esparta, mulher de Menelau.

A guerra durou dez anos, só terminou depois que Odisseu (Ulisses) teve a ideia de deixar um “presente” para os troianos, um enorme cavalo de madeira; em seu interior, soldados gregos desceram, enquanto os espartanos dormiam, e abriram os portões para que os soldados espartanos atacassem e massacrassem o povo de Troia.

A história, lendária para alguns, assim como o autor das obras, Homero, deixou de ser tão lendária assim, quando o alemão Henrich-Schliemann descobriu as ruínas de Troia e Micenas, além de outras cidades, na região citada por Homero.

Os historiadores clássicos consideram as obras de Homero, obras históricas, apesar dos exageros e narrativa em tom mitológico.

A ideia de transformar os heróis, tornados mitos, em seres próximos aos deuses; enquanto os deuses, seres humanizados, foi uma ideia genial.

Graças a esse artifício, as histórias foram contadas e recontadas, através de teatros, livros ou histórias contadas boca-a-boca, até nossos dias.

Os escritos egípcios e hititas, da época citada nas obras de homero, reforçam a veracidade da existência da lendária cidade de Troia.

Apesar de terem sido encontrados as ruínas de Troia, na região de anatólia, a forma como é contada a história, por Homero, ainda divide opiniões.

Texto da Wikipedia:

A lenda conta que a deusa (ninfa) do mar Tétis era desejada como esposa por Zeus e por Poseidon. Porém Prometeu fez uma profecia que o filho da deusa seria maior que seu pai, então os deuses resolveram dá-la como esposa a Peleu, um mortal já idoso, intencionando enfraquecer o filho, que seria apenas um humano. O filho de ambos foi Aquiles, e sua mãe, visando fortalecer sua natureza mortal, o mergulhou quando ainda bebê nas águas do mitológico rio Estige. As águas tornaram o herói invulnerável, exceto no calcanhar, por onde a mãe o segurou para mergulhá-lo no rio (daí a expressão “calcanhar de Aquiles”, significando ponto vulnerável). Aquiles se torna o mais poderoso dos guerreiros, porém, ainda é mortal. Mais tarde, sua mãe profetisa que ele poderá escolher entre dois destinos: lutar em Troia e alcançar a glória eterna, mas morrer jovem, ou permanecer em sua terra natal e ter uma longa vida, porém ser logo esquecido. Aquiles escolhe a glória.

Para o casamento de Peleu e Tétis todos os deuses foram convidados, menos Éris (ou Discórdia). Ofendida, a deusa compareceu invisível e deixou à mesa um pomo de ouro com a inscrição “À mais bela”. As deusas Hera, Atena e Afrodite disputaram o título de mais bela e o pomo. Zeus não quis ser o juiz, para não descontentar duas das deusas, então ordenou que o príncipe troiano Páris, à época sendo criado como um pastor ali perto, resolvesse a disputa. Para ganhar o título de “mais bela”, Atena ofereceu a Páris poder na batalha e sabedoria, Hera ofereceu riqueza e poder e Afrodite, o amor da mulher mais bela do mundo. Páris deu o pomo à Afrodite, ganhando sua proteção e o ódio das outras duas deusas contra si e contra Troia.

A mulher mais bela do mundo era Helena, filha de Zeus e de Leda, esposa de Menelau, rei de Esparta, que a conquistara disputando contra vários outros reis pretendentes, tendo todos jurado protegê-la, qualquer que fosse o vencedor da disputa.

Quando Páris foi a Esparta em missão diplomática, apaixonou-se por Helena e ambos fugiram para Troia, enfurecendo Menelau. Este apelou aos antigos pretendentes de Helena, lembrando o juramento que haviam feito. Agamenon então assumiu o comando de um exército de mil naus e atravessou o mar Egeu para atacar Troia. As naus gregas desembarcaram na praia próxima a Troia e iniciaram um cerco que iria durar dez anos e custaria a vida a muitos heróis de ambos os lados. Dois dos mais notáveis heróis a perderem a vida na guerra de Troia foram Heitor e Aquiles.

A pessoa de Homero está para sempre imersa nas trevas impenetráveis da lenda. Ignoramos quando viveu; não sabemos que terra privilegiada lhe ouviu os primeiros vagidos (…) Venerandas tradições representavam-no como um velho cantor, pobre e cego que, peregrinando de terra em terra, recompensava a quem o agasalhava com a declamação de seus poemas”. (Augusto Magne)

Homero viveu na pré-historia da filosofia, seus pensamentos e poemas, são de uma qualidade brilhante, dizer que essas obras eram do povo, torna tudo ainda mais bonito, uma essência do que é o conteúdo da internet hoje.

Sua forma de narrativa, mostra uma realidade nua e crua, onde nota-se o ponto de vista do autor, mas em nenhum momento ele interfere no evento, a história apresenta protagonista, antagonista, anti-herói, dramas e conflitos. Mostra uma história que começa e não pode ser interrompida, com dores, amores, glórias e final dramático; mostrando um aprendizado de uma época em que nós não vivemos, mas que podemos aprender e pensar sobre esses fatos e mudar a história, não a história de Troia, mas a nossa.

Fonte: Wikipedia.

By Jânio.

novembro 14, 2009 - Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , ,

14 Comentários »

  1. Saudações!
    Amigo Jânio,
    Que Post Fantástico!
    Hoje você foi fundo para nos presentear com esse excelente texto.
    Meu amigo, li atenciosamente o seu artigo e já conhecia um pouco sobre a famosa guerra de Tróia, a única coisa que eu sei, é que, quando alguns se engalfinham é quando falta o dinheiro ou se perde a mulher para alguém.
    Assim, chego à conclusão que no caso em tela, foram as duas, poder e uma belíssima mulher.
    Parabéns pelo excelente texto!
    Abraços fraternos,
    LISON.

    Curtir

    Comentário por LISONN | novembro 14, 2009 | Responder

  2. Olá Lisonn.

    Bela reflexão de sua parte, gostei muito.

    Eu me lembrei de um ditado que um amigo meu me falou: “Há três formas de se morrer: Por dinheiro, por terras e por mulher.”

    Cada homem, sem força de espírito, tem sua fraqueza, ou várias.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Jânio | novembro 14, 2009 | Responder

  3. Oi Janio, “viajei” no seu texto, realmente um belo assunto para reflexão…
    abs

    Curtir

    Comentário por ana lucia nicolau | novembro 15, 2009 | Responder

    • Olá Ana, muito obrigado.

      Toda a cultura clássica é sempre de muita utilidade e reflexão.

      Como dizem os críticos: “Quanto mais antiga a cultura, maior valor ela tem”

      Um grande abraço.

      Curtir

      Comentário por Janio | novembro 15, 2009 | Responder

  4. Brigaram por tanto e ficaram com tão pouco.
    Abraços forte

    Curtir

    Comentário por Pincipe Encantado | novembro 15, 2009 | Responder

    • Olá amigo.

      As causas das guerras, quase sempre, são insanas. Esse príncipe de Tróia, Páris, era um grande encrenqueiro.

      Eu fico imaginando se alguém fosse visitar Obama, Presidente dos Estados Unidos, e fugisse com a mulher dele.

      Ia ser uma grande guerra, sem dúvida rsrs

      ABS

      Curtir

      Comentário por Janio | novembro 15, 2009 | Responder

  5. nao entendi muito mas adorei troia

    Curtir

    Comentário por karina | dezembro 3, 2009 | Responder

    • Olá Karina.

      É comprensível que você tenha achado meio confuso o filme, a obra de homero é muito densa e cheia de detalhes. Incluir tudo no filme, mesmo sento um filme de quatro horas de duração, não foi nada fácil.

      Talvez fosse melhor a historia produzida como trilogia.

      ABS

      Curtir

      Comentário por Janio | dezembro 4, 2009 | Responder

  6. adorei o cavalo de troia

    Curtir

    Comentário por jessica | dezembro 3, 2009 | Responder

  7. Olá jéssica.

    A maioria das verões do cavalo é meio infantil, essa é mais fiel aos seus objetivos, destruir tróia.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Janio | dezembro 4, 2009 | Responder

  8. […] A lenda de Troia […]

    Curtir

    Pingback por Ilha fantasma « Made in Blog | abril 21, 2013 | Responder

  9. […] Homero ou Tróia – Quem é a lenda? […]

    Curtir

    Pingback por A civilização de Shangri-lá « Made in Blog | julho 29, 2014 | Responder

  10. […] Homero ou Tróia – Quem é a lenda […]

    Curtir

    Pingback por Anticítera – O computador mais antigo da história « Made in Blog | agosto 26, 2015 | Responder

  11. […] Homero ou Troia – Quem é a lenda […]

    Curtir

    Pingback por Anne Rice – A mãe dos vampiros do cinema « Made in Blog | setembro 15, 2015 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: