Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

A lenda de Pedro Malazartes.

o mito de Pedro.

o mito de Pedro.

Pedro era um homem que andava pelo mundo, muitos o chamavam de vagabundo, mas ele não se importava, gostava de ver e conhecer de tudo, se considerava um homem experiente.

Chegando a uma fazenda, encontrou um homem já sofrido, com semblante triste, atrás de si, três jovens lindas como ele nunca vira antes, o que o animou a fazer uma coisa que antes nunca experimentara, trabalhar, para conhecer as lindas jovens.

Apesar de não ter se arrependido da ideia de virar fazendeiro, sentia que a vida sedentária era demais para um nômade como ele.

Acabou meio que acostumando a esta vida, tanto que ganhou a confiança do fazendeiro que o nomeou seu capataz, na fazenda.

Pedro já nem se lembrava mais de seus dias de vagabundo, pelo sertão afora. Foi quando o fazendeiro entrou na sede e disse: “Pedro, precisamos vender algumas cabeças de gado”.

– Eu vou a cidade, enquanto você continua cuidando da fazenda.

– Não patrão, não posso permitir que o senhor faça uma coisa dessas, na sua idade, enquanto eu, um homem moço ainda, fico aqui.

O fazendeiro que admirava muito o jovem Pedro, tratava o como um filho, reconheceu que ele estava certo, sujeitinho trabalhador este tal de Pedro.

– Está bem Pedro, você vai, mas não vai me fazer pesteira, leva a boiada direto para a exposição.

Finalmente, o momento que Pedro tanto esperara havia chegado. O momento de aprontar “as suas” e passar a perna no velho havia chegado.

Só uma coisa Pedro lamentava, não poder ter tido o prazer de beijar as lindas jovens que conhecera, filhas do fazendeiro.

Chegado o dia, Pedro partiu com a boiada rumo a cidade, não foi difícil conseguir o preço que o patrão pedira.

Só não conseguiu fugir com o dinheiro, a ideia de ir embora sem beijar nenhuma da jovens, desanimava o vagabundo.

Já próximo a fazenda, viu uma parte do pântano, onde não se aproveitava nada.

Olhando para o Pântano, Pedro teve uma ideia, voltou a feira e pediu para cortar o pedaço do rabo de toda a boiada, para espanto do comprador – O patrão conhece cada boi, cada bezerro, quero mostrar para ele que fiz tudo direito – e conseguiu o que queria, o malandro.

Voltando para a fazenda, novamente em frente ao pântano, plantou cada pedaço do rabo, de cada vaca, pelo atoleiro afora, em seguida voltou correndo para a fazenda.

– Patrão, patrão, acode patrão.

– O que esta acontecendo, homem, porque demorou tanto?

– Patrão, a boiada caiu toda no pântano.

– Você esta louco homem, o que esta me falando?

– Vem comigo patrão e veja com seu próprios olhos.

– Eu só estou vendo um monte de rabos de vacas no atoleiro Pedro.

– Me ajuda patrão acho que podemos salvar algumas, ainda.

– O patrão pegou um dos pedaços de rabo e puxou com força, caiu de costas.

– O que é isso Pedro?

– o pedaço de rabo mostra que o senhor arrebentou, a vaca continua lá, precisamos cavar, patrão.

– Busque as ferramentas Pedro, vamos salvar minhas vacas.

– Eu deixei três enxadas no celeiro, patrão.

– O que você está esperando, vai logo!

Quando chegou a sede da fazenda, Pedro avistou as lindas jovens.

– O patrão mandou eu beijar vocês.

– Ara, vai enganar outra, Pedro, pensa que nós somos trouxas.

– Tô falando, é sério!

– Eu não acredito – falou uma.

– Pois eu só acredito se eu ouvir de meu próprio pai – falou a outra.

Pedro chamou as três até a onde se avistava o pântano, gritou.

– Patrão, é para pegar as três?

– É para pegar as três, Pedro, depressa homem!

– Ué! – Será que o pai endoidou?

– Ele está contente com as vendas, por isso pediu para eu beijar vocês.

– Eu não vou fazer isso, não senhor, só com meu futuro marido, como ensinou minha mãe.

– Eu vou perguntar de novo, vocês decidem. – é as três patrão?

– Eu já falei que é para pegar as três, infeliz, anda depressa, senão vou quebrar as três em sua cabeça.

– Bom, se é o pai que está pedindo eu vou fazer, mas é contra minha vontade.

– Eu também – falou a outra.

Assim, Pedro beijou as três meninas e seguiu sua viagem com todo o dinheiro da boiada, enquanto o velho fazendeiro continuava chorando sua boiada perdida.

Fonte: boca do povão.

Anúncios

julho 19, 2009 - Posted by | Piadas | , ,

6 Comentários »

  1. Suadações!
    Amigo Janio
    Maravilha!
    Confesso que não conhecia na integra essa fascinate lenda!
    O pior é que existem muitos que se enquadram no personagem em tela!
    Parabéns pelo excelente Post!
    Abraços,
    LISON.

    Curtir

    Comentário por LISONN | julho 22, 2009 | Responder

  2. Obrigado Lisonn.

    Esta é apenas uma das milhares de histórias do velho Pedro.

    Sua maior característica é a malandragem, com uma personalidade envolvente. Tem muito a ver com a cultura basileira, principalmente de séculos atrás.

    ABÇs

    Curtir

    Comentário por Janio | julho 22, 2009 | Responder

  3. e meio diferente do que eu queria mas deu mais uo menos muito legal a historia.
    quem leu gosto

    adeus

    Curtir

    Comentário por ellen | setembro 30, 2011 | Responder

    • Olá Ellen:

      O Pedro era uma figura, não é mesmo?

      Há muitas histórias sobre ele que já viraram lenda, mas nem sempre temos acesso a todas as crônicas.

      ABS

      Curtir

      Comentário por icommercepage | outubro 1, 2011 | Responder

  4. foi bem interessante!!!!!!!!!!!!

    Curtir

    Comentário por jose luis da silva | outubro 8, 2012 | Responder

    • Obrigado parceiro, espero que goste do resto do blog também.

      ABS

      Curtir

      Comentário por icommercepage | outubro 9, 2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Marca Livro

A arte de criar histórias em prosa ou verso

bastet - protetora dos gatos

todos os animais merecem o céu e os gatos principalmente

Blog CIN 5018

Informatização de Unidades de Informação

The Promise Carrier

Ebrael's official website in English.

detudosobretudoblog

Este site vai aborda todos os temas voltado para as mulheres

Letícia Giacometti Ribeiro

O diário de uma estudante de Jornalismo

Caminho Alternativo

Geopolítica, atualidades e opinião

Escrita em Foto

Colunas, textos, fotografias; a vida de alguém que busca mais do que apenas viver.

%d blogueiros gostam disto: