Made in Blog

Divulgação, internet, downloads, blogs, web2.0

A escrita cuneiforme

antigas escritas

Escrita Cuneiforme

ATUALIZANDO: Recentemente, publicamos um texto com o título de “A primeira forma de escrita”, nele podem ser encontradas algumas informações sobre como foi o início da escrita no mundo, pelo menos na visão dos arqueólogos.

Quanto as datas, eu não considero precisas as técnicas utilizadas pelos arqueólogos, mas elas são úteis, todo estudo precisa partir de um ponto.

Segundo os arqueólogos, as escritas mais antigas são:

A sofisticada escrita da China, onde podemos verificar uma das formas gráficas de comunicação mais interessantes de todos os tempos. Por ser um país tradicional, a china não só preserva suas antigas culturas, como pode nos dar pistas sobre nossas origens e/ou nossas culturas, o ideograma é o melhor exemplo disso.

Segundo as técnicas dos árqueólogos, a escrita chinesa surgiu por volta de 2.000 anos antes de cristo, mas como eu disse, será difícil mudar essa data, ou verificar uma nova.

Os hieroglifos, ou hieróglifos, são, ao lado da escrita cuneiforme, as formas de escrita mais antigas do mundo. No caso dos hieroglifos, foram descobertos no Egito e, como já dissemos, publicados em outro post.

Segundo os arqueólogos, os hieroglifos datam de 2.500 anos antes de Cristo, não podendo ter ultrapassado os 3.000 anos antes de cristo, sendo assim, esse será um dos primeiros artigos que será atualizado, nem por isso descartaremos o conteúdo do outro post, considerado bastante relevante, já que boa parte dele refere-se à própria escrita cuneiforme.

Vamos então conhecer a escrita cuneiforme, segundo os arqueólogos, a escrita mais antiga do mundo, datando de 3.500, anos antes de Cristo.

A escrita cuneiforme, pelo que consta, surgiu no sul do Iraque, antiga Suméria. Foi nessa região que se verificou os primeiros registros da história, em cidades como Ur e Uruk.

O povo sumério apresenta características de uma grande civilização, com início e desenvolvimento, respectivamente.

No início, a escrita cuneiforme, que recebe esse nome por ser escrita com a ajuda de cunhas, era representada por formas do mundo, pictogramas ou pictografias,  com o passar dos anos, essas formas foram simplificando.

No Egito, os hieroglifos também apresentam essas características em seu desenvolvimento. No início, a escrita egípcia apresentava formas da natureza, um exemplo disso, foi a ave, que mais tarde deu origem a letra “A”, mostrando a proximidade da língua escrita á lingua falada, assim como sua fluência natural.

Curiosamente, a pedagogia se utiliza de cartilhas até hoje, como ferramenta de aprendizado. O mesmo não acontece no aprendizado de línguas estrangeiras, onde considera-se que os “adultos” tenham mais facilidade de aprendizado sem a necessidade dessas técnicas.

A simplificação da escrita é verificada também no Egito, onde haviam duas formas de escritas: Uma culta, extremamente complexa, e outra simplificada, utilizada pelo povo. Isso pode ser verificado na China também, onde o ideograma caracteriza-se com uma forma culta, sofisticada, enquanto o mandarim e outras línguas regionais tornaram-se línguas do povo.

Apesar das leis serem expostas em praça pública, raríssimas pessoas entendiam o que estava escrito, como era o caso da Babilônia.

Essa escrita passou, com o tempo, a ser mais simples e abstratas.

WIKIPEDIA: “Os primeiros pictogramas eram gravados em tabuletas de argila, em sequências verticais de escrita com um estilete feito de cana que gravava traços verticais, horizontais e oblíquos. Até então duas novidades tornaram o processo mais rápido e fácil: as pessoas começaram a escrever em sequências horizontais (rotacionando os pictogramas no processo), e um novo estilete em cunha inclinada passou a ser usado para empurrar o barro, enquanto produzia sinais em forma de cunha. Ajustando a posição relativa da tabuleta ao estilete, o escritor poderia usar uma única ferramenta para fazer uma grande variedade de signos.

Tabuletas cuneiformes podiam ser tostadas em fornos para prover um registro permanente; ou as tabuletas poderiam ser reaproveitadas se não fosse preciso manter os registros por longo tempo. Muitas das tabuletas achadas por arqueólogos foram preservadas porque foram tostadas durante os ataques incendiários de exércitos inimigos, contra os edifícios no qual as tabuletas eram mantidas.

A escrita cuneiforme foi adotada subsequentemente pelos acadianos, babilônicos, elamitas, hititas e assírios e adaptada para escrever em seus próprios idiomas; foi extensamente usada na Mesopotâmia durante aproximadamente 3 mil anos, apesar da natureza silábica do manuscrito (como foi estabelecido pelos sumérios) não ser intuitiva aos falantes de idiomas semíticos. Antes da descoberta da civilização Suméria, o uso da escrita cuneiforme apesar das dificuldades levou muitos estudiosos a suspeitar da existência de uma civilização precursora à babilônica. A sua invenção ficou a dever-se às necessidades de administração dos palácios e dos templos (cobrança de impostos, registro de cabeças de gado, medidas de cereal, etc.).

O registro mais antigo até agora encontrado data do século XIV a.C. e está escrito em símbolos cuneiformes da língua acadiana. O pedaço de barro escrito foi achado em Jerusalém por arqueólogos israelenses.”

Leia mais:

http://migre.me/1ppTc

http://pt.wikipedia.org/wiki/Escrita_cuneiforme
By Jânio

About these ads

setembro 26, 2010 - Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , ,

16 Comentários »

  1. Jânio,
    Com mais maturidade escrevemos sobre muitas coisas. Quando ficamos maduros absolvendo boas experiências, podemos enriquecer nossos leitores com boas informações.
    Post muito enriquecedor.
    Abraços

    Comentário por Dauri Diogo | setembro 27, 2010 | Resposta

  2. Olá Dauri:

    Você disse tudo, com respeito a maturidade. Fazendo uma paródia “cibernética” com a Wikipedia, esse site é uma ótima fonte de consulta, pela sua legião de compartilhadores anônimos, navegando por ele, adotamos esse estilo de fazer pequenas pausas para citar outros conceitos relacionados ao tema, criando uma wikipedia dentro de nossa própria cabeça.

    Eu tenho acompanhado o seus site, e devo dizer que tenho a mesma opinião sobre ele: Maduro, coerente, além de muito informativo.

    ABS

    Comentário por icommercepage | setembro 27, 2010 | Resposta

  3. Meu caro amigo Jânio, boa noite!!!
    Gostei muito de conhecer a história da escrita cuneiforme, muito interessante o seu artigo e a bela imagem desta elegante escrita. É sempre muito bom poder conhecer o primórdio de cada coisa. Acho que daqui a alguns mil anos a civilização da época também vai achar primitivo o nosso método de guardar as informações, como será daqui a cinco mil anos? Acho que bem mais prático e desenvolvido que o nosso, você não acha?
    Parabéns pela excelente postagem!
    Grande abraço e muita paz!!!

    Comentário por dupirollo | setembro 27, 2010 | Resposta

  4. Olá Luis:

    Na velocidade em que anda a tecnologia, temos duas probalidades completamente diferente;

    Na primeira, evoluiríamos em tecnologia suficiente para habitar galáxias distantes ou nos perder nos espaço.

    na segunda probalidade, dificilmente o mundo sobreviveria ao nosso jeito egocentrico de viver.

    As descobertas arqueológicas achadas em territórios deserticos, único local onde essas preciosidades poderiam ficar conservadas, mostram que o homem nunca se importou em proteger sua história. Você fez uma boa pergunta, como o futuro nos verá? – certamente verão as civilizações do deserto se matando, como os israelenses e palestinos, ou pessoas morrendo de aids ou de fome na África.

    O que eu sei, é que de nossa vidinha medíocre não restará nada, tudo será devorado pelas bactérias e pelo tempo.

    Boa semana para você Luis.

    Muita paz.

    Comentário por icommercepage | setembro 27, 2010 | Resposta

  5. Que Post Fantástico!
    Amigo Jânio:
    Mais um super Post que nos brinda com um dos melhores históricos sobre a escrita cuneiforme, nos proporcionando uma verdadeira viagem. Um dia desses passei a ter conhecimento sobre a escrita atlante, muito bonita por sinal. O que eu não sei é até que ponto é verdadeiro.
    Parabéns por mais um magnífico Post!
    Abraços,
    LISON COSTA.

    Comentário por LISON COSTA | setembro 27, 2010 | Resposta

  6. Olá Lison:

    Você tocou num ponto muito muito importante, o mais antigo registro data do século XV antes de Cristo, ou seja 1.500, portanto, a partir daí seria especulação. Já no caso de templos e ruínas a data vai além.

    Um dia desses ainda vamos ter muitas surpresas.

    ABS

    Comentário por icommercepage | setembro 27, 2010 | Resposta

  7. [...] * Publicado no MadeInBlog [...]

    Pingback por Ver! | Blog | A escrita cuneiforme | setembro 28, 2010 | Resposta

  8. Muito bom mesmo!

    Comentário por registro marcas | outubro 1, 2010 | Resposta

  9. Olá:

    Obrigado pelo comentário:

    ABS

    Comentário por Jânio | outubro 2, 2010 | Resposta

  10. gostei muito disso vou fazer um trabalho com isso obrigada !! pela informação

    Comentário por victória wanessa | maio 5, 2011 | Resposta

  11. isso e muito legal

    Comentário por victória wanessa | maio 5, 2011 | Resposta

    • Obrigado pelo seu apoio Victória.

      Seja bem-vinda

      ABS

      Comentário por icommercepage | maio 5, 2011 | Resposta

  12. EU sou apenas um curioso.mas vendo essa postagem entendi que não teremos um futuro muito promissor;O mundo pelo que se percebe se recicla de tempos em tempos agora percebo que no atual andar do processo evolutivo só nos resta a extinção.quem sabe alguém daqui alguns milhares de anos estara discutindo esses assuntos novamente

    Comentário por paulo cesar serra | novembro 19, 2012 | Resposta

    • Concordo plenamente, Paulo Cesar:

      Algumas civilizações, até hoje, apresentam um passado obscuro, como é o caso do Egito. Na América do Sul ou em outras regiões, não há nem o deserto para conservar vestígio e portanto sabemos menos ainda.

      Como nossa história mostra que o ser humano era inteligente no mundo antigo, pode ser que o ser humano não esteja só no Universo, afinal de contas, mas também não encontrará as respostas pelas quais procura, a não ser quando de fato merecermos tais respostas.

      ABS

      Comentário por icommercepage | novembro 20, 2012 | Resposta

  13. […] A escrita cuneiforme […]

    Pingback por A civilização de Shangri-lá « Made in Blog | julho 29, 2014 | Resposta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 218 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: